De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Lina Café: o bom café chega à Avenida Paulista

Quem escreveu

SP24hrs

Data

11 de July, 2018

Share

Por Gaía Passarelli

Pra uma avenida que é considerada coração e alma de cidade tão ligada ao café como São Paulo, a Paulista bem que estava devendo uma boa cafeteria. Essa falha acaba de ser corrigida com a chegada da Lina Café, que fica no alto da escadaria da Gazeta.
A Lina, que está funcionando em esquema soft opening (diariamente das 11h às 15h e com cardápio temporário), é filha de três mulheres: a barista, coffee hunter e torradora de cafés Silvia Magalhães, a jornalista especializada em café Giuliana Bastos e a empresária, sócia da padaria Mr. Baker, Flávia Torres. O trio contou com a consultoria do empresário Facundo Guerra (Riviera, Cine Jóia, Vegas e muitos outros), que as ajudou a encontrar e fechar o ótimo ponto, bem meio da Paulista.

Lina café
Por enquanto os cafés, de grãos selecionados e torrados por Silvia, são servidos em dois métodos: espresso e coado. Essa oferta deve aumentar em breve. – foto: Gaía Passarelli

Nova onda

Apesar do cuidado com o café e do bonito projeto arquitetônico, o cardápio passa longe da onda extremamente estetizada das cafeterias third wave. “É uma mistura de cafeteria com padoca,” diz Facundo. Na prática isso significa um lugar com cuidado com os grãos e serviço de café (Silvia é, afinal, uma barista tricampeã brasileira!) e um cardápio que privilegia o paulistaníssimo pão com manteiga na chapa (feito com pão de fermentação natural da Mr. Baker, pode vir com requeijão de corte). Uma boa para quem não bebe leite é a seleção de leites vegetais não-industrializados, como o leite Lina, um blend especial da cafeteria feito com leites de côco e amêndoas com baunilha.

Lina Café
Todos os produtos são de fornecedores locais, incluindo o delicioso requeijão de corte e o leite Lina, feito com leite de coco e amêndoas com baunilha. – foto: Gaía Passarelli

No espaço apertado, com vista para a Paulista e para um dos mais bonitos prédios da avenida, o Paulicéia, não cabe uma cozinha totalmente funcional. Por isso todos os produtos como os sucos de extração a frio, os bolos caseiros frescos e os pães de queijo chegam de fornecedores selecionados pelo quarteto responsável.
Lina Café
O espaço da cafeteria é diminuto mas há bastante lugar para sentar fora – e, sim, seu laptop é bem-vindo! – foto: Gaía Passarelli

Outras xícaras

A notícia é bem-vinda para quem mora por ali e para as centenas de pessoas que passam por hora pela escadaria do prédio da Gazeta, onde também fica a universidade Casper Líbero, o cinema Reserva Cultural e o Teatro Gazeta. A Avenida Paulista, apesar de historicamente ligada ao café, ainda era terreno de Starbucks e afins e ficou órfã de uma opção de bons cafés especiais quando Isso é Café do Mirante 9 de Julho deu lugar a uma loja da rede Suplicy. Mas seria injusto dizer que não há bons cafés na área. Numa lista rápida, a Lina Cafeteria vem para fazer companhia à outras boas xícaras da região como o simpático Mestiço dentro da livraria Martins Fontes, o correto Soul Café no lado centro da Augusta e o animado Urbe, que é meio bar, na Antônio Carlos.

LIna Café
A Lina (assim mesmo, artigo feminino) fica no canto esquerdo acima da escadaria da Gazeta e dá vista para a fachada de um dos mais belos prédios da Avenida Paulista, o Paulicéia. – foto: Gaía Passarelli

Lina Café
Av. Paulista, 900
Durante o soft-opening: todos os dias, das 11h às 15h
Depois: todos os dias, das 8h às 18h

Quem escreveu

SP24hrs

Data

11 de July, 2018

Share

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.