De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

7 destaques do evento WebSummit 2018

Quem escreveu

Tiago Belotte

Data

21 de November, 2018

Share

A maior conferência de tecnologia do mundo passou. O WebSummit 2018 já está no passado, mas ele deixa boas lições e bons insights para o próximo ano que vem chegando aí. Se você não pôde dar um pulo em Lisboa para conferir o evento desse ano, não se preocupe. Separamos algumas das coisas mais legais que vimos por lá para compartilhar aqui com você.

1. Um óculos mágico

Depois de uma longa espera e de muitas dúvidas, a Magic Leap finalmente está lançando seu produto, um óculos de realidade mista (aumentada + virtual), e colocando-o à prova do público. No WebSummit, a responsável pelo Marketing da empresa (CMO), Brenda Freeman, respondeu a alguns questionamentos. O primeiro e mais importante: qual a diferença do produto para os outros que foram bem mais rápidos para chegar no mercado, como o Microsoft Hololens? Segundo Brenda Freeman, Magic Leap é realidade mista de verdade. E, de acordo com alguns testes já realizados pela mídia especializada, ela está certa. O dispositivo é mesmo mais sofisticado que os concorrentes, inclusive no que se refere a interação com objetivos digitais.

Seu principal diferencial, entretanto, é também sua maior aposta para o futuro da computação disruptiva: a hiper presença. Brenda contou à audiência que já foram realizados alguns testes em que uma pessoa realmente consegue estar presente virtualmente em outro lugar, experimentando algumas sensações similares as da presença física. A CMO disse que ficou arrepiada quando participou desse experimento pela primeira vez.

Para Brenda, as aplicações dessa tecnologia são inúmeras, indo do entretenimento ao aumento de produtividade nas organizações. Numa outra fronteira, a moda, já temos uma amostra do que a Magic Leap pode fazer, graças a uma parceria com a H&M e a Moschino. Confira o vídeo:

A empresa que já recebeu mais de 2 bilhões de dólares em investimento (de Google a Organizações Globo) e tem mais de mil desenvolvedores trabalhando e sua plataforma ainda tem muito a provar, mas ao que parece, já está dando mostras de que está no caminho certo.

2. Pinterest: inspiração para o mundo real

Ben Silbermann, Pinterest. Foto: WebSummit
Ben Silbermann, Pinterest. Foto: WebSummit

O CEO e fundador do Pinterest, Ben Silbermann, subiu ao palco principal do evento para contar que seu principal objetivo não é manter as pessoas conectadas em sua plataforma. Ele quer que os usuários da rede social se sintam otimistas e inspirados para fazer coisas offline. Em determinado momento da palestra, ele disse uma frase linda que vale a pena reproduzir aqui:

“As ferramentas tecnológicas devem fazer as pessoas se sentirem felizes e ajudá-las a ter a vida que querem ter.”

Sobre alguma possível concorrência com outra rede visual, o Instagram, Ben diz que sua plataforma está a serviço das pessoas no planejamento de hobbies e aspirações, não necessariamente para comunicação entre elas e nem mesmo para projetar uma imagem própria.

3. A tecnologia deve estar a nosso serviço e não o contrário

Teve quem pensasse que o assunto privacidade tivesse sido esgotado no WebSummit de 2017. Não foi. Margrethe Versager, da Comissão Europeia para a Concorrência, fez praticamente um manifesto sobre privacidade e concorrência digital na edição desse ano. Logo no início de sua fala, ela comparou a revolução tecnológica com uma montanha-russa, porque nunca se sabe o que vem à frente e isso pode até ser divertido, desde que estejamos nos sentindo seguros. Para Margrethe, a tecnologia precisa nos servir e nos ajudar, sendo os cidadãos os verdadeiros donos dos seus dados.

4. Mulheres ao centro

Antes do debate entre Gillian Tans (Booking.com) e Vera Jourova (Comissão Europeia) começar, Paddy Cosgrave (CEO WebSummit) anuncia que a edição 2018 da conferência é a que tem maior presença feminina na história: 44% do total de participantes. Já no debate, ambas as convidadas concordam que já é hora das empresas fazerem o básico de forma correta, sendo que resolver a questão dos salários é primordial. Gillian defende que as mulheres não estão no papel de vítima, ao contrário, elas já estão fazendo coisas extraordinárias que merecem mais visibilidade. Enquanto a comissária europeia lembra a necessidade de lutar contra os estereótipos.

5. Trip Advisor anuncia lançamento de nova plataforma

Stephen Kaufer, CEO da plataforma de viagens que fornece informações e opiniões sobre atrações turísticas anunciou que a o Trip Advisor está desenvolvendo uma nova funcionalidade que integra e cruza recomendações, marcas, influenciadores e amigos. A promessa é que a novidade esteja disponível em breve.

6. Precisamos de uma dieta do junk food digital

A fala de Ev Williams, fundador do Twitter e atual CEO do Medium foi no mínimo inspiradora. Uma das partes altas de sua palestra foi o momento em que ele assumiu um dos seus maiores arrependimentos na vida: ter permitido que o número de seguidores dos usuários do Twitter se tornasse uma informação pública. Segundo Ev, isso fez com que as pessoas focassem nos números e acreditassem que ser popular é importante. Do ponto de vista de conteúdo a consequência foi uma concentração em métricas superficiais ao invés do foco na qualidade. Por isso, o CEO do Medium acredita que estamos precisando urgentemente de uma dieta de informação. E o tratamento passa por curadoria, o que o Medium está se propondo a fazer para ajudar a salvar a internet.

7. Com a palavra, o presidente

Para encerrar o WebSummit 2018, Paddy Cosgrave chamou o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, ao palco. O político foi no mínimo muito feliz em sua fala, dizendo que digital é sobre abertura, democracia e liberdade. Que precisamos liderar a revolução digital para o bem, para o diálogo e para a paz. E que como pessoas privilegiadas por ter acesso a tantas informações, devemos nos comprometer em não esquecer dos outros, não deixar ninguém para trás.

E aqui estamos nós, tentando fazer pelo menos um pouquinho a nossa parte.

Quem escreveu

Tiago Belotte

Data

21 de November, 2018

Share

Tiago Belotte

Tiago Belotte é apenas um curioso que nas horas vagas está à frente do CoolHow – laboratório de inteligência criativa sediado em Belo Horizonte. Aliás, BH é cidade de nascimento, mas é também uma escolha. Tanto que junto com dois amigos fundou o Beagá Cool – prêmio que virou distrito de negócios criativos, ousados, originais e locais.

Ver todos os posts

Comentários

  • Adorei a fala do Sr Marcelo Rebelo, presidente de Portugal... 👏👏👏
    - Nelma
    • Obrigado, Nelma! Também achei muito interessante a visão dele. :)
      - Tiago Belotte
  • Sensacional!!! Delícia de texto. Obrigada por compartilhar.
    - Fabiana
    • Oi, Fabiana! Que bom que você gostou. Ficamos felizes, de verdade!
      - Tiago Belotte

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.