De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos em São Paulo para driblar a crise.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Pork Bun: encontramos o seu novo vício gastronômico

Quem escreveu

Tava Passando

Data

18 de August, 2017

Share

Temos uma nova paixão gastronômica – e achamos que você vai se apaixonar também. Um pão fofinho – muito, muito, muito fofinho. E barriga de porco – empanada, frita ou cozida leeeeentamente. Pork bun é só isso, mas é também muito mais.

O sanduíche é meio filhote do mundo – e dos nossos tempos, famosos por importar, misturar, remixar e criar novas tendências. O pão, feito no vapor, é tradicional chinês (bao em chinês, bun em inglês). Mas usá-lo como sanduíche recheado é comum na comida de rua de Taiwan – e a receita do pork bun que deu origem à febre mundial é americana. Ou seja, é uma mistura de culinárias e culturas.

O badalado chef  David Chang inventou a versão com barriga de porco, molho adocicado, pepino e cebolinha, e colocou no cardápio de seu Momofuku há mais de 10 anos. O prato virou um vício instantâneo em Nova York, deu origem a várias imitações e foi um dos responsáveis por transformá-lo em celebridade e dono de uma série de outros empreendimentos e restaurantes.

Por aqui o pork bun vem chegando aos poucos. Alguns anos atrás não tinha em canto nenhum, agora já deve ter em uma dúzia de lugares – principalmente restaurantes e bares moderninhos, com influência oriental e abertos a misturas diversas. Não achamos que ele vai virar fenômeno ao estilo paleta mexicana ou frozen yogurt (tomara que não!), mas torcemos que mais e mais lugares criem suas versões do pork bun, com várias receitas e variações, para que a gente possa comer essa maravilha todo dia!

Para você provar (e comprovar que estamos falando a verdade), selecionamos cinco lugares que servem o prato e que a gente adora:

Mica

20583296_877701015717051_868152081821728768_n
Foto: @tavapassando

Já falamos dele aqui: o Mica é mais um passo dos donos do Pita/Pitico em direção à dominação mundial, começando por uma ruazinha em Pinheiros. O mini-izakaya tem mesinhas na calçada, é bem sem frescura, tem drinks curiosos e um cardápio delicioso, feito pra compartilhar, e com toque oriental variado. São 3 opções de sanduíches no bun: pork, vegetariano e peixe. Mas vamos ao que interessa – aqui o pork vem com salada de ovo e empanado na crocância perfeita, formando um belo contraste com o pão macio. Explosão de sabor!

Mica. Rua Guaicui, 33, Pinheiros
De terça a domingo das 12h às 23h45.

Hirá

12547270_1023996367651011_1460191557_n
Foto: @tavapassando

O Hirá e o Tan Tan abriram na mesma semana, na mesma rua, com propostas parecidas. O público lotou o badalado Tan Tan, deixando o Hirá um pouco mais vazio. Isso foi ótimo, porque a gente foi lá várias vezes sem fila! Hoje (ainda bem) ele anda bem cheio, com lámen super correto, drinks legais e o nosso amado sanduichinho, que aqui não é muito grande e vem com barriga de porco cozida, pepino e aioli de leite. Manda mais!

Hirá Ramen Izakaya. Rua Fradique Coutinho, 1240, Vila Madalena
De domingo a quinta das 19h às 23h, sextas e sábados das 19 às 0h. 
De segunda a sexta das 12h às 15h (almoço executivo), sábados, domingos e feriados das 12h30 às 16h.

Tan Tan Noodle Bar

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Tan Tan foi um dos precursores dessa nova moda de izakayas moderninhos na cidade. A fila é longa e a música é meio nada a ver, mas a comida é muito gostosa, com lámens variados, muitas opções de drinks e várias delícias pra petiscar, como o katsu sando (outro vício nosso!), asinha de frango e gyozas. O bun deles, assim como outras receitas do cardápio, vai variando sempre. Ou seja, nem sempre você tem sorte de provar a versão pork, com barriga de porco suuuper macia. Mas os outros petiscos te consolam!

Tan Tan Noodle Bar. Rua Fradique Coutinho, 153, Pinheiros.
De terça a quinta das 18h às 23h, sexta e sábado das 18h às 0h30 e domingo das 18h às 23h30.

Casa do Porco

Foto: @tavapassando
Foto: @tavapassando

O mais diferentão de todos. Não chega a ser um tradicional pork bun. Na verdade nem um sanduíche é, mas tem bun e tem pork, então tá valendo! Na versão da Casa do Porco, o bun vem aberto como uma bruschetta, com pancetta, pimenta e picles de cebola roxa. A gente sabe que é difícil escolher entre as 245 maravilhas do cardápio de lá, mas pode ir nessa sem pestanejar. Nós amamos a Casa do Porco!

Casa do Porco. Rua Araújo, 124, República
De segunda a sábado das 12h às 0h e domingo das 12h às 17h.

Petiscos do Tigrão

20883128_10155640155157460_526971667_o
Foto: @tavapassando

Esse nome maravilhoso tem um propósito: o tigre é o bun, abocanhando um porco inteiro (o pork). Com especialidade taiwanesa, é mais uma lanchonete do que restaurante, bem no meio da Liberdade. Não faça a burrada (que nós fizemos) de pedir logo dois de cara: o pork bun é do tamanho de um hamburger! Porco em pedaços generosos, super macio, e vem com molhinho de mostarda e farofa de amendoim, o que dá um sabor diferente dos outros por aí. Ah, ele também tem a opção frita, que deixa o bun com uma casquinha crocante. O custo-benefício vale demais!

Petiscos do Tigrão. Rua Tomás Gonzaga, 107, Liberdade
De terça a sábado das 11h às 22h30 e domingo das 11h às 17h.
Foto de capa: SP24hrs

Quem escreveu

Tava Passando

Data

18 de August, 2017

Share

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Ver todos os posts

Comentários

  • As dicas são muito boas, mas ficou de fora o melhor e – talvez pioneiro – deles: https://www.facebook.com/baohutsp/
    - Alexandre Stamm
    • Ele tava na nossa lista, mas entramos em contato pra saber onde eles estariam por esses dias (já que são itinerantes) e eles não responderam, chuif. Mas queremos muito conhecer!
      - Tava Passando

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.