Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Os melhores mercados de rua de Chatuchak, em Bangkok

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

04 de January, 2017

Share

Apresentado por

Bangkok é uma das cidades que mais tem mercados de rua do mundo. Impossível passar pela cidade sem visitar pelo menos um. E há mercado de tudo que se possa imaginar: comida, móveis, flores, roupas. Tem os mercados tradicionais, mas também mercados mais modernos e outros totalmente dedicado ao vintage em qualquer itens vendidos.

E você sabe o porquê de Bangkok ter tantos mercados espalhados pela cidade? Em 1948, o Primeiro Ministro Jompol Por Pibulsongkraam criou uma lei obrigando todos os bairros a ter o seu próprio mercado. E quem já foi a Bangkok sabe, tem um mercado a cada área da cidade.

Um dos mais concorridos, seja por locais ou por turistas, é o Chatuchak Weekend Market, no bairro Chatuchak, que acontece aos sábados e domingos. O que muitos não sabem, é que há outras opções de bons mercados nesta mesma região, que funcionam em dias e horários diferentes e tem tantas coisas legais (ou mais) que o próprio Chatuchak.

Fizemos uma lista com os três mercados desta região com algumas dicas do que procurar por lá, pois se perder em suas ruas e estandes infinitos é fácil:

Chatuchak Weekend Market

No Chatuchak Weekend Market você encontra tudo o que precisa e o que não precisa

O Chatuchack Weekend Market, ou JJ (de Jatujak) como é chamado pelos locais, foi criado em 1942 e é o maior mercado da Tailândia e um dos maiores do mundo (senão o maior). São 8 mil estandes divididos em 27 seções e 11 categorias de produtos. Eles recebem cerca de 200 mil visitantes por dia. Isso mesmo, 200 mil! Andar nele requer um bom mapa à mão, mas se perder também pode ser uma boa opção. Aliás, por lá o que eu mais gosto mesmo é me perder. Mas prepare-se porque o calor geralmente beira o insuportável e ele está sempre lotado, seja de locais ou de turistas. Garrafa d’água a tiracolo é obrigatória.

Mapa simplificado do Chatuchak
Mapa simplificado do Chatuchak

Qualquer coisa que você imaginar, é provável que encontrará para comprar no Chatuchak.

A área de flores do Chatuchak é linda de morrer
A área de flores do Chatuchak é linda de morrer

Dá para passar o dia inteiro andando por ele com direito a parada para um típico almoço tailandês, descanso para uma massagem e compras. Lá se encontram roupas, acessórios, artesanato, cerâmica, móveis e objetos de decoração, comida e bebida, plantas e material de jardinagem, arte, animais e acessórios, livros, discos, antiguidades e objetos colecionáveis, souvenirs, miscelâneas e até roupas usadas.

Por dentro dos corredores do Chatuchak. Foto: welovethai.land
Por dentro dos corredores do Chatuchak. Foto: welovethai.land

O mercado só abre para o público geral aos sábados e domingos, das 9 às 18h, mas o melhor horário é chegar às 10h, quando praticamente todos os estandes já estão abertos e é o melhor horário para barganhar. Os tailandeses acreditam que a primeira venda do dia é a mais importante, por isso ele fará tudo para não perdê-la.

Fakes ou não? Foto: Jirka Matousek
Fakes ou não? Foto: Jirka Matousek
O Chatuchak é ótimo também para comer. Foto: sun_line
O Chatuchak é ótimo também para comer. Foto: sun_line

Entre todas as seções, a 2 é a minha favorita. Ela oferece roupas e acessórios, maioria deles de estilistas locais. É a área mais hipster, onde tem muita coisa de qualidade e exclusiva. Já as zonas 5 e 6, que são relativamente perto, também oferecem boas opções de roupas, acessórios e produtos diversos. Para quem quiser comprar badulaques e tecidos, fazer massagem, é só atravessar a rua e se perder nas zonas 21, 22 e 23. Para discos e livros, o lugar certo é a zona 1.

As ruas do Chatuchak ficam sempre lotadas independente do horário. Foto CC: seanchicoine
As ruas do Chatuchak ficam sempre lotadas independente do horário. Foto CC: seanchicoine

Não esqueça de ir com um sapato bem confortável e levar o que pretende gastar em dinheiro, pois é mais fácil para negociar.

Endereço: 587/10 Kamphaeng Phet 2 Rd, Khwaeng Chatuchak, Khet Chatuchak, Krung Thep Maha Nakhon
Estação BTS Mo Chit ou metrô Kamphaeng Phet (que já dá na entrada da zona 2)
Horários: Sábado e domingo, das 9 às 18h

JJ Green Vintage Market

JJ Green Market, ótimo para fugir do calorão. Foto: Chayanin Onima
JJ Green Market, ótimo para fugir do calorão. Foto: Chayanin Onima

Devido ao calor, visitar um mercado à noite pode ser uma ótima opção, e eles não faltam na cidade. O JJ Green Market fica no parque ao lado do Chatuchak Weekend Market. Ele é focado em produtos vintage, é bem mais novo que seu vizinho, tendo aberto suas portas em 2014. É uma opção similar aos badalados Train Night Market Ratchada e Talad Roi Fai Market, dois mercados noturnos com muitas opções para quem adora produtos vintage, discos, raridades e se acabar na comida de rua tailandesa.

JJ Green Market. Foto: www.asiawebdirect.com
JJ Green Market. Foto: www.asiawebdirect.com
JJ Green é bem mais arrumadinho. Foto:
JJ Green é bem mais arrumadinho. Foto: James Vanas
JJ Green Market. Foto: Lalai Persson
JJ Green Market. Foto: Lalai Persson
JJ Green Market. Foto: Lalai Persson
JJ Green Market. Foto: Lalai Persson

O JJ Green Market funciona de quinta a domingo, das 18 à 1h, então dá até para fazer uma dobradinha Chatuchak & JJ Green. Ele é bem mais arrumadinho e charmoso que o vizinho. O JJ Green é ótimo para garimpar roupas e acessórios, novos e usados, discos antigos, comer e até cortar os cabelos. Tem vários restaurantes deliciosos com uma boa variedade de cozinha, bares, cafés e um pouco mais de badalação.

JJ Green Market. Foto: bangkok.coconuts.co
JJ Green Market. Foto: bangkok.coconuts.co

O mercado é tomado por jovens locais que vão lá para comer, beber, ouvir música e, claro, comprar. É um bom programa para se fazer à noite quando estiver em Bangkok e com tempo curto: faz o happy-hour, compras, janta e ainda encerra a noite por lá mesmo com uma cervejinha bem gelada na mão.

Endereço: 1 Kamphaeng Phet 3, Chatuchak, perto da estação BTS Mo Chit
Horários: Quinta a domingo, das 18 à 1h

Artbox

Uma das lojas fofas do Artbox Thailand. Foto: Lalai Persson
Uma das lojas fofas do Artbox Thailand. Foto: Lalai Persson

O Artbox Tailândia é um mercado pop-up que também fica ao lado do Chatuchak Weekend Market. Ele é todo feito com containers, tem uma ótima área de alimentação e é o menor dos três. Para quem tem crise de ansiedade com tantas opções, o Artbox pode aliviar as tensões oferecendo uma curadoria apurada de produtores locais.

O Artbox é cheio de arte e frases de efeito instagramáveis. Foto: Lalai Persson
O Artbox é cheio de arte e frases de efeito instagramáveis. Foto: Lalai Persson

O mercado é bem arrumadinho e oferece opções de roupas, acessórios, design, arte e também shows, performances e até um festival de luzes no fim do ano. Eles mesmo se auto-intitulam de “hipsters” e fazem tudo para ser.

Loja dentro de um busão. Foto: Lalai Persson
Loja dentro de um busão. Foto: Lalai Persson
Uma das áreas de alimentação do Artbox. Foto: Lalai Persson
Uma das áreas de alimentação do Artbox. Foto: Lalai Persson

Também virou um ponto de encontro dos jovens tailandeses. São 100 opções de lugares para comer, 150 lojinhas para comprar roupas, 20 de objetos de decoração e 50 estandes que vendem produtos artesanais. O lugar foi produzido propositadamente para ser fotografado. Frases de efeito se espalham e marcam paredes, a iluminação é perfeita e fotogênica. Tem muitas lojinhas de blogs que hoje vendem seus produtos por lá (tem uma carinha meio etsy).

A entrada do Artbox. Foto: Lalai Persson
A entrada do Artbox. Foto: Lalai Persson

A seção de comida é bem confortável, incluindo gramado artificial (ah, sim!), puffs e mesinhas de madeira espalhadas por uma grande área. Não à toa o mercado tem muitos casais que vão lá para passar o tempo. Vale a visita!

Endereço: Estação de metrô Kamphangphet – saída 1
Horários: Sexta a domingo, das 15 às 23h. Até abril/2017

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

04 de January, 2017

Share

Apresentado por

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.