Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Laut, um vegano crudívoro na Augusta

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

04 de July, 2017

Share

Apresentado por

Já faz algum tempo que escuto sobre dieta crudívora, ou seja, uma dieta que elimina produtos industrializados ou qualquer alimento que seja cozido acima de 42 graus. A vantagem desse tipo de alimentação, segundo seus seguidores, é que não há perda de nutrientes nos alimentos no cozimento. Além disso, com a germinação (deixar previamente o alimento em água por oito horas, depois mais oito horas em descanso), melhora-se a digestão, já que alguns fatores que a atrapalham são eliminados no processo. Uma pessoa adepta a uma dieta crudívora não precisa ser necessariamente vegana, mas a grande maioria é.
Viajando por aí, já vi alguns restaurantes especializados em alimentos crus. Mas aqui em São Paulo o único que conhecia – e ainda não fui experimentar – é o Casa Raw, que, nas suas 3 opções diárias, sempre tem uma crua. Isso até o Laut abrir em dezembro do ano passado.

Laut Gastronomia. Foto: Dani Valentin
Laut Gastronomia. Foto: Dani Valentin

O lugar fica escondidinho – podia muito bem entrar na nossa lista de cantinhos surpresas da região -, no final da Galeria Augusta Shops, a mesma que tem o Tollocos e o Soul Café, a um quarteirão da Paulista. O lugar é pequeno, com algumas poucas mesas do lado de fora e uma bancadinha dentro. Ali, alguns produtos são vendidos, como chips de couve ou granola. Além de almoçar por ali, é possível dar um pulinho à tarde para um café e um doce.
Laut Gastronomia. Foto: Dani Valentin
Laut Gastronomia. Foto: Dani Valentin

Mas voltando ao almoço: todos os dias, em torno das 11 da manhã, o cardápio do dia é anunciado no Instagram ou no Facebook. Ele é sempre composto por uma entrada, prato principal, sobremesa e, junto com o suco do dia, custa 50 reais. É legal notar que apesar de usar nomes como risoto, moqueca e lasanha, esses pratos não vão ser aquilo que você espera quando ouve essas palavras. Tudo é extremamente saboroso e a diferença de texturas é uma coisa muito interessante.
Laut Gastronomia. Foto: Dani Valentin
Laut Gastronomia. Foto: Dani Valentin

Quando fui lá, a entrada foi um caruru feito com quiabo, castanha de caju, avelã, azeite de dendê, coentro e caiena. O prato principal foi um risoto de quinoa e a sobremesa foi um especial festa junina, com doce de abóbora, curau, cone de castanhas, goiabada e paçoca. O que me impressionou muito no Laut é que os pratos são extremamente complexos, e que a combinação de ingredientes é super na mosca. O nome condiz com a comida: Laut em alemão significa “som alto”, e é o que você encontra no prato, sabores com personalidade, cores vivas e uma variedade de texturas incrível. Nada por ali é sonso e sem graça.
Laut Gastronomia
Rua Augusta, 1524, loja 48 – Consolação
Das 9h às 18h
R$ 50 o almoço completo

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

04 de July, 2017

Share

Apresentado por

Dani Valentin

A Dani gasta todo o seu dinheiro com viagens. Um de seus maiores orgulhos é dizer que já pisou em cinco continentes. É do tipo sem frescura, que prefere localização a luxo e não se importa de compartilhar o banheiro de vez em quando. Adora aprender palavras no idioma do país que vai visitar e não tem vergonha de bancar a turista.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.