Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

12 horas em Verona

Quem escreveu

Giovanna Ferraz

Data

17 de May, 2017

Share

Localizada na região de Vêneto, às margens do Rio Adige, Verona é a cidade do casal shakespeariano Romeu e Julieta. Mas nem só de romances e dramas a cidadela vive: o local também possui uma história incrível, com muitos cenários e atrações de tirar o fôlego. Que tal um bate-volta para sair do roteiro com estilo?

A nossa sugestão é ir até Verona de trem – Veneza fica a cerca de 1h, e Milão a cerca de 1h15 minutos. Se você estiver sem malas, desembarque e vá caminhando até o centro. Caso contrário, pegue um táxi ou deixe seus pertences nos guarda-volumes da Estação Porta Nuova.  Se você pretende dormir na cidade, um dos hotéis mais conhecidos é o Hotel Giulietta e Romeo, ao lado da Arena di Verona. Fica a dica!

Preparei um roteiro de 12 horas por Verona com atrações, restaurantes e pontos turísticos para você se apaixonar, conhecer e degustar massas deliciosas por lá. Andiamo!

Manhã

Vamos começar o dia tomando um famoso café italiano? O Caffè Borsari fica pertinho da Piazza Delle Erbe, nossa próxima parada, e recebe muitos locais. Dependendo do horário, você pode pegar um pouquinho de fila para entrar, mas te afirmo: a espera vale a pena! A cafeteria expõe vários bules e bonecas nas prateleiras e na sua vitrine, criando um ambiente convidativo para quem passa pela rua. Os apressados normalmente se servem no próprio balcão, mas a graça mesmo é se sentar com calma e apreciar o atendimento cortês dos garçons e baristas. A sugestão é pedir o café com creme ou o cappuccino. Acompanhe com um pedaço de torta, que muda de sabor constantemente.

Caffè Borsari – Foto: Followmu

Caffe Borsari
Corso Porta Borsari, 15d
Todos os dias, das 7h30 às 20h15

De barriga cheia, é hora de conhecer a Piazza Delle Erbe e seus arredores. A praça é extremamente turística, cheia de atrações, restaurantes e lojas ao seu redor. O destaque é uma feirinha que vende de tudo, de souvenires a petiscos regionais. Indico comprar os risotos no saquinho com temperos tipicamente locais! O nome da praça vem da palavra erva (erbe, em italiano) e homenageia os mercados ali presentes desde a Idade Média.

Dentro da piazza, notamos logo de cara uma construção com uma torre bem alta, cujo nome é Palazzo della Ragione. O edifício já foi um Tribunal de Justiça, mas desde 2014 é um museu de arte moderna que conta a história da região. Se você curtir obras de arte e tiver com tempo, não deixe de visitar.

Palazzo della Ragione
Cortile Mercato Vecchio
Terça a domingo, das 11h às 19h.

Do ladinho da Palazzo della Ragione, a Torre dei Lamberti chama a atenção e é um dos cartões-postais da cidade. A mando da Família Lamberti, ela foi construída no século 12 e tem 84 metros de altura. Você pode comprar o ingresso e subir até o topo para apreciar a vista mais bonita de Verona.

Torre dei Lamberti. Foto: Verona.net

Torre dei Lamberti
Via della Costa, 2
De segunda a sexta, das 10h às 18h. Sábados e domingos, das 11h às 19h.

Depois de muitas fotos panorâmicas nas alturas, passe pelo famoso Arco della Costa, um arco que possui uma costela de baleia pendurada. Bom, se o osso é do mamífero ou não, ninguém sabe, mas é lindo e vale a pena ver de perto. No mesmo caminho, siga para a Piazza dei Signori. Tirando os palácios do século 14 e 15, há três destaques na praça: O Palazzo Del Capitano, uma casa antiga de chefes militares; a estátua de Dante Alighieri, construída no século 19 e a Loggia Del Consiglio, o edifício da sede do Conselho da Província, que abriga muitas estátuas de veronenses famosos em seu topo.

Piazza dei Signori. Foto: Provincia di Verona

Almoço

Verona possui uma gastronomia requintada e rica em diversidade. Muitas receitas são ligadas à polenta, normalmente acompanhada com aves ou carnes de caça. Já a massa mais famosa é o bigoli, um espaguete grosso que normalmente vem acompanhado de ragu.

Se você quiser apreciar uma boa comida veronense, não hesite em ir à Trattoria Al Pompiere. A decoração antiga e o atendimento acolhedor dos garçons mostra o porquê da casa ser tão tradicional e reconhecida. A boa é pedir o ragu de pato assado por cima do bigoli, por 12 euros, ou provar a polenta, que acompanha pratos com bacalhau, vitela e cordeiro, por 19, 16 e 20 euros, respectivamente.

Trattoria Al Pompiere – Foto: Trattoria Al Pompiere

Trattoria Al Pompiere
Vicolo Regina d’Ungheria, 5
De segunda a sábado, das 12h40 às 14h e das 19h30 às 22h30.

Agora, se a ideia for comer rápido para bater perna, aqui fica a dica: delicie-se com a pizza da Pizzeria Risotteria Da Mario. O local possui um custo-benefício maravilhoso e um cardápio extenso e variado. Não se esqueça de pedir o Limoncello como cortesia da casa – assim o passeio continua ainda mais doce!

Pizzeria Risotteria Da Mario. Foto: Pizzeria Risotteria Da Mario

Pizzeria Risotteria Da Mario
Via Santa Maria in Chiavica, 5 
De quarta a domingo, das 12h às 14h e das19h às 22h. Segundas, das 12h às 14h.

Tarde

É hora de conhecer as grandes e famosas atrações turísticas de Verona. Após uma boa refeição italiana, parta para a Casa di Giulietta. A atração fica escondida dentro de uma viela, mas a prefeitura fornece placas indicando e provavelmente o tumulto dos turistas denunciará o local. Na parede de entrada, casais apaixonados escrevem seus nomes com rabiscos, corações e datas – se achar um espaço, não se esqueça de registrar a sua presença.

Muro da Casa di Giulietta – Foto: Pixabay

Ninguém sabe se Romeu e Julieta realmente existiram, mas a cidade se aproveitou dos registros históricos e do conto para criar essa atração. A sacada da casa simboliza a famosa cena escrita por Shakespeare, mas não faz parte da construção original. Dentro da residência, há um museu com peças antigas, vestimentas e mobiliário, tudo desenhado para representar o casal apaixonado. Apesar de ser um cenário montado, a sensação é bem legal e subir até a varanda é uma experiência única. Nos fundos há a estátua de bronze de Julieta. Reza a lenda que quem toca no seio direito dela tem sorte no amor, portanto, aproveite a tradição!

Se você for muito fã da história do casal, compre o ticket que inclui a visita à Casa + a Tomba di Giulietta, mas lembre-se que elas não ficam no mesmo local. A Tumba é onde, supostamente, Julieta foi enterrada. Há também a Casa di Romeo, mas nela os turistas não podem entrar.

Estátua de Julieta – Foto: Turismo Digital

Casa di Giulietta
Via Cappello, 23
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Tomba di Giulietta
 Via Luigi da Porto, 5 
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Casa di Romeo
Via Arche Scaligere, 2

Deixemos o romantismo para trás e seguimos para a Piazza Brà. Além da arquitetura linda das casas e da vista maravilhosa, é na praça que a Arena di Verona se encontra. Apesar de não ser tão grande e famosa como o Coliseu, em Roma, a Arena é a terceira maior do mundo. O anfiteatro romano, construído no ano 30 a.C, era grande o suficiente para abrigar a população inteira de Verona. Antigamente, o local era palco de lutas de torneios e lutas de gladiadores, mas hoje recebe apresentações de teatro e óperas. Há poucas ruínas e grande parte está intacta, rendendo boas fotos e uma viagem no tempo.

Arena di Verona – Foto: Fondazione Arena di Verona

Arena di Verona
Piazza Bra, 1
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Para terminar o dia um pôr do sol maravilhoso, siga até o Castelvecchio, a 6 minutos a pé da Piazza Brà. Construído em 1375, o local tinha como objetivo residir e proteger o rei Cangrande II. Hoje, ele abriga um museu de arte incrível. Visite o pátio interno e chegue a Ponte Scaligero, uma das mais bonitas da Itália. Cortando o Rio Adige e de estilo medieval, ela possui uma das vistas mais bonitas de Verona. Apesar de ter sido refeita após a Segunda Guerra, os locais afirmam que ela permanece idêntica ao modelo original e que pedaços da ponte foram resgatados do fundo do Adige. Está aí um belo cenário para o fim de tarde.

Castelvecchio. Foto: Provincia di Verona

Castelvecchio
Corso Castelvecchio, 2
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Jantar

Se a boa for aproveitar o fim de tarde com calma e sossego, escolha a La Cantina Del 15. Pertinho do Castelvecchio, o restaurante foge das decorações italianas clássicas e possui um terraço muito agradável. Peça o carbonara da casa, por 10 euros, ou o cordeiro com espinafres, por 19 euros.

La Cantina del 15. Foto: La Cantina del 15

La Cantina Del 15
Corso Castelvecchio, 15
Terças, das 19h15 às 22h30. De quarta a domingo, das 12h15 às 14h30 e das 19h15 às 22h30.

Se a opção for fazer um lanche, o Gusto Piadinerie é uma ótima opção. Uma pizza inteira custa, em média, 6 euros. Mas as boas pedidas são as piadinas com prosciutto crudo e muuuito queijo!

Gusto Piadinerie. Foto: TripAdvisor

Gusto Piadinerie
Stradone P.Ta Palio, 4
De segunda a sexta, das 11h às 21h30. Sábados, das 11 às 22h. Domingos, das 11h às 16h.

Dica esperta!

Mesmo que você fique apenas 12 horas na cidade, vale a pena comprar o Verona Card. Ele garante o acesso livre ou reduzido na maioria das atrações da cidade, além do transporte público. O de 24h custa 18 euros e o de 48h, 22 euros. A compra pode ser feita em vários pontos da cidade ou pelo site: www.veronacard.it

 

*Foto do destaque: Freeimages

Quem escreveu

Giovanna Ferraz

Data

17 de May, 2017

Share

Giovanna Ferraz

Jornalista por formação e viajante de coração. Atualmente mora em Montreal, mas o Zip Code vive em constante mudança ao lado do marido francês. Toda a vez que viaja, a mala vai grande e volta com peso extra. Coleciona copos de shot e ama vinhos locais. Sabe que cada destino marca a gente de alguma maneira e que ostentação de verdade é ter o passaporte todo carimbado.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.