Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Kruunuvuori: A cidade fantasma da Finlândia

Quem escreveu

Fernanda Secco

Data

23 de November, 2016

Share

Foto por Fernanda Secco
Foto por Fernanda Secco

Com um nome quase impronunciável, Kruunuvuori (lê-se cru-no-vó-ri) foi um dos lugares mais bizarros que encontrei em minhas idas e vindas pelos países nórdicos. Meu amigo finlandês Mikko tirou um dia de folga do trabalho para mostrar algumas curiosidades de Helsinki, em especial este bairro fantasma. Confesso que fiquei espantada só de saber que aquilo ali existia. É difícil imaginar que tenham deixado um bairro inteiro “ficar para trás” em um país onde se preocupam tanto com o abandono.

Foto por Fernanda Secco
Foto por Fernanda Secco

Depois de um passeio de carro de 40 minutos ao leste da cidade, estacionamos em um bairro bonitinho e começamos uma trilha de mais ou menos 500m. Honestamente, parece que você vai encontrar nada, mas o caminho pelas florestas finlandesas é lindo, então não estava muito preocupada. Apesar de ser outono, já fazia -5ºC em Outubro. Eu estava congelada. No meio do caminho encontramos uma modelo, tirando fotos exuberantes no meio do mato e apenas vestindo pintura corporal e um quimono. Haja força de vontade!

A caminhada continua e finalmente a vista mudou. Parecia um cenário de filme de terror com casas de madeira completamente abandonadas. Telhados pela metade, pixações por todas as paredes, móveis espalhados, garrafas vazias e até restos de papel de parede e objetos de decoração. Um lugar sinistro de verdade! Claro que o frio e a neblina colaboraram para este ambiente thriller.

Foto por Fernanda Secco
Foto por Fernanda Secco

Conforme você vai caminhando, percebe que cada casa tem seu “q” especial e vale a pena entrar em cada uma, ainda que seja um pouquinho mórbido. Perguntei ao Mikko se aquele era um lugar famoso e se os finlandeses sabiam que estava ali, e ele me disse que quase ninguém conhece este lugar, nem os próprios moradores da cidade. De quebra, ainda tem uma vista maravilhosa para a península de Laajaslo.

Foto por Fernanda Secco
Foto por Fernanda Secco

A história do bairro ou porque ele foi abandonado é incerta. Supostamente as casas mais antigas do local foram construídas no final do século XIX e seus anos de glória duraram até o fim dos anos 60. Os boatos dizem que ali construiriam um novo subúrbio para expandir a zona metropolitana de Helsinki e por isso os donos venderam suas casas, mas este plano nunca foi feito. Você percebe que ninguém mora lá há pelo menos 40 anos, e as casas estão só como um espaço surreal no meio da cidade.

Ninguém sabe quanto tempo este lugar vai continuar como está, então corra para Helsinki para visitar Kruunuvuori antes que seja tarde.

 

Como chegar: Pegue o metrô até Herttoniemi, depois o ônibus 88 (em direção a Kaitalahti) e desça no ponto final.

Quem escreveu

Fernanda Secco

Data

23 de November, 2016

Share

Fernanda Secco

De longas viagens de carro no México a aulas de cozinha no Vietnã, para mim o que importa conhecer são as pessoas. Não há nada melhor para conhecer um país do que aprender com experiências autênticas (e às vezes malucas).

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.