Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

#HotHotel: Nomaa Hotel, um encontro entre arte, design e gastronomia

Quem escreveu

Jo Machado

Data

16 de November, 2016

Share

Para alguns, se hospedar em um hotel é algo que se faz somente quando se está viajando. Para outros, uma cama e um chuveiro são os essenciais. E ainda há aqueles cuja permanência em um hotel precisa ser diferente, marcante, que envolva todos sentidos. Seja ela durante uma viagem ou simplesmente para um momento de descanso, de uma fuga da rotina.

Algumas semanas atrás, a convite do próprio hotel e do Curitiba Convention & Visitors Bureau, tive a deliciosa oportunidade de passar alguns dias hospedado no Nomaa Hotel, em Curitiba. Entre muitos nomes fortes da hotelaria nacional, ele se destaca pela excelência no design e arquitetura, no conforto e tecnologia e também pela sua marcante gastronomia. Embora seja necessário vivenciar tudo isso ao vivo para entender o quão o Nomaa consegue unir tudo isso sem ser pretensioso, e proporciona experiências incríveis para qualquer tipo de hóspede. É um hotel urbano global.

20160923_181720

Já na chegada, percebe-se que a localização do hotel foi escolhida a dedo na cidade. Instalado em uma esquina de uma arborizada alameda do bairro Batel, é vizinho de alguns dos melhores bares, lojas e restaurantes de Curitiba.

entrada

O hall de entrada, junto à recepção, dá uma idéia do bom gosto na seleção dos móveis e das boas idéias quando o assunto é a arquitetura do lugar. Amplo e bem iluminado, o hall é convidativo, e instiga os visitantes a adentrarem. Peças de designers renomados, tanto nacional quanto internacionalmente, compõem um lounge de espera onde hóspedes e clientes do Nomade – o restaurante do hotel sobre o qual falarei na sequência – podem relaxar tomando uma água ou um cafézinho, enquanto esperam sua mesa, ou que o concierge libere seu check-in.

concierge

20160925_153254

Hospedado no oitavo andar, ao abrir a porta do quarto me deparei com uma vista incrível pela enorme janela: bairro repleto de verde, com diversas araucárias centenárias, e um belo skyline de Curitiba ao entardecer. Tudo isso como plano de fundo para uma cama enorme e confortável, ambientada com cuidado e elegância, e um banheiro grande e iluminado, desses de novela.

20160923_170927

20160923_165643

Um “desbunde” de bom gosto que se estende às 5 opções de quartos disponíveis. Todos com a tradicional preocupação do hotel em manter o conforto, a tecnologia, a iluminação e o design perfeitamente alinhados.

20160923_1656570

Já mencionei os melhores pontos sobre a infraestrutura, então agora falemos de comida. O Nomade, restaurante do Nomaa, é famoso na cidade pela certeira escolha do chef à frente de sua cozinha. Eleito Chef Revelação e Chef 5 Estrelas pelo Prêmio Bom Gourmet da Gazeta do Povo, jornal de peso da capital paranaense, Lênin Palhano junta a experiência na execução simples de seus pratos aos sabores brasileiros, o que resulta em uma cozinha deveras autoral.

Isso é perceptível já no café da manhã padrão do hotel. Com um extenso buffet de pães, frutas e sucos, ainda disponibiliza um menu à la carte, com pratos matinais bem atuais, como uma boa tapioca recheada.

Buffet de café da manhã

No jantar, optamos pelo menu degustação, que é composto por versões menores dos pratos do menu principal, que além de muito bem estruturado, é sazonal, feito com ingredientes frescos e de produtores regionais. Isso quer dizer que alguns pratos podem sofrer substituições nos ingredientes de alguns pratos, para que se mantenha o frescor. Um capricho em tanto!

steakpolvo

Das entradas, experimentei dois pratos que, ao meu ver, foram uma ótima escolha: o steak tartare, muito bem temperado e servido sobre uma torrada fina e crocante, e coroado com um ovo de codorna preparado no ponto, com a gema mole; e o espetinho de polvo com batata. Simples e clássico, contempla uma pequena explosão deliciosa de sabores herbais por conta de seu azeite de ervas. Não poderia deixar de mencionar a burrata com tomates confitados e as raízes, ervas, limão rosa e mel nativo, que também são uma delícia daquelas que fixam na memória.

20160924_220353

Passando para o prato principal, o festival de “uau!” e “hummmm!” começou em nossa mesa. E grande parte deles eram meus, admito. O pescoço de cordeiro e o filé de pirarucú são uma ótima pedida, e provavelmente foram os maiores responsáveis pelas interjeições de satisfação. Vale conferir se ainda estão no menu ou se o chef lhe concede essa oportunidade.

Dentre os diversos pratos que provei naquele jantar, um deles foi muito marcante para mim. Olhando o menu atualizado, infelizmente não o encontrei, mas gostaria de deixar registrado que o robalo marinado com abacate, quinoa e bottarga tostada foi uma das melhores coisas que eu já comi na vida. Salivei só de lembrar!

20160924_211234

Além do jantar, o Nomade também é famoso por seu brunch. E agora sei dizer o porquê. Com um menu considerável e bem executado, o chef continua apostando em receitas autorais como no cardápio de jantar. Dentre os recomendados, o brioche na chapa com cogumelos salteados, ovo perfeito, panceta e espuma de queijo grana padano é uma escolha excepcional. De tão delicioso que acho que foi feito para repetir! Considere também a burrata, que como já mencionei acima, leve e marcante. Isso sem mencionar os outros pratos, os pães artesanais, manteiga dos campos de vacaria, geléias, frios e queijos, e as deliciosas sobremesas  que acompanham esse brunch maravilhoso.

20160925_145604

Aí você deve estar se perguntando: mas e a bebida? Olha, os clássicos de um bom bar, muito bem executados te esperam, como o Bloody Mary e o Moscow Mule. Além deles, uma boa Mimosa e o Nomade Punch, que é uma espécie de clericot, pensado para ser compartilhado, especialmente durante o brunch. A carta de vinhos é relativamente enxuta, com uma média de 70 rótulos representativos das principais regiões produtoras do mundo. Há também bebidas sem álcool muito interessantes, como chás e sucos especiais, desenvolvidos ali mesmo pela equipe da cozinha do hotel.

Adenga do Nomade e o lounge a céu aberto

Em dias sem chuva, um lounge a céu aberto é um ótimo ambiente para tomar um drinque antes do jantar, ou simplesmente para beber um vinho acompanhado de um bom papo com amigos.

Para finalizar, vale firmar algumas coisas importantes sobre o Nomaa: o hotel é pet-friendly, o atendimento é memorável, e qualidade nos amenities deixa muito hotel 5 estrelas por aí para trás.

Então, seja para se hospedar, para jantar, para tomar um bom brunch ou uma garrafa de vinho, ou ainda para algumas das experiências especiais do hotel (Day Spa, Noite Romântica ou de Núpcias), o fato é que o tipo de serviço oferecido pelo Nomaa é único em Curitiba, e traz o nome do Nomaa para posição de destaque na rede hoteleira brasileira. Sorte dos curitibanos!

Nomaa Hotel
Rua Gutemberg, 168, Batel – Curitiba/PR
Tel: (41) 3087.9595

#hothotel

Quem escreveu

Jo Machado

Data

16 de November, 2016

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.