De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Como viajar mais barato: Linhas Aéreas Low Costs

Quem escreveu

Armando Aguinaga

Data

16 de November, 2016

Share

As budget airlines ou low costs (companhias aéreas econômicas) são aquelas empresas aéreas locais, baratex, que só fazem rotas curtas, com aeronaves pequenas, por um preço menor que o das grandes companhias. Elas são uma categoria de transporte muito valiosa para quem quer viajar gastando pouco, mas você precisa conhecer bem como elas funcionam, para que “o barato não saia caro”. Economia nem sempre é sinônimo de bom negócio.

Uma das coisas mais difíceis (por incrível que pareça) a respeito das Low Costs é saber que elas existem e onde encontrá-las. Pra resolver esse problema eu sugiro duas coisas:

1 – Você pode pesquisar a relação de todas as cias aéreas econômicas que existem no mundo. Essas aqui são as duas listas que eu costumo usar: a do Wikipedia e a de um novo portal que está sendo criado exclusivamente para essa categoria de empresa, o Budget Airline Guide.

2 – Se, dando uma olhada nessas duas listas, você não encontrou nenhuma empresa aérea local que atua no destino da sua próxima viagem, eu sugiro você fazer o seguinte. Entra no Wikipedia e faz uma busca colocando o nome do aeroporto da cidade onde você está indo. Você vai ver que no resultado da pesquisa vai aparecer a relação de TODAS as cias aéreas que chegam e saem desse aeroporto. Se nessa relação de empresas você encontrar uma que você nunca ouviu falar na vida, a chance dela ser uma low-cost/budget airline é enorme.

foto: www.exyuaviation.com
foto: www.exyuaviation.com

Abra o olho com as taxas extras

Um dos motivos para essas empresas terem preços mais baixos que as grandes é porque elas te oferecem muito menos serviços. Elas te cobram pouco e te dão quase nada em troca. Você tem o assento, o cinto de segurança… e olhe lá. rsrsrs

Por isso, que elas podem tentar te cobrar serviços e alguns extras “por fora”. Se liga então no preço final que eles estão te cobrando na hora de comparar tarifas e avaliar se essa low cost vale a pena ou não.

As taxas extras mais comuns são:

  • Meals (refeição)
  • Checked Baggage (bagagem despachada)
  • Chosen seat (marcação de assento)
  • Credit Card Processing Fee (taxa administrativa para pagamento com cartão. Normalmente essa só aparece no último passo da compra, quando você escolhe a forma de pagamento)

É sempre importante você comparar o preço final (depois de adicionar as taxas extras) da budget airline com o preço que você pagaria em uma cia aérea regular. Você vai fazer isso usando o ITA Matrix. É um software gratuito de pesquisa de voos do mundo inteiro desenvolvido pelo Google. Uma ótima ferramenta pra você usar e abusar. (Para saber mais sobre o Matrix, leia esse post)

Se, depois de procurar no Matrix, você descobrir que realmente o preço da low cost é bem melhor… MARAVILHA!! Se depois da comparação você perceber que as tarifas são bem parecidas, com uma diferença pequena, eu sugiro que você reserve a sua passagem com a cia aérea maior. Ela provavelmente vai te dar mais conforto, conveniência e um melhor serviço.

foto: Wow Air
foto: Wow Air

Macetes que podem fazer a diferença.

  • Budget airlines muitas vezes voam para aeroportos alternativos.
    Se certifique que o aeroporto de destino é aquele mesmo que você pretende chegar. Algumas vezes elas chegam em terminais diferentes ou até em outro aeroporto. Se liga se você já tiver uma conexão imediata.
  • Para pagar ainda menos.
    Você pode reduzir ainda mais o preço da sua passagem se voar de/para um aeroporto que sirva de hub (central de operações) de uma budget airline. Por exemplo, o hub da Air Asia é em Kuala Lumpur, na Malásia. Se você usar essa companhia num voo que passe por esse aeroporto, o precinho vai lá embaixo. Vai por mim!
  • Melhor hora para reservar a sua passagem.
    Quanto antes melhor! É sabido que essas empresas tem descontos agressivos logo que elas abrem um novo voo. Elas começam a vender por um preço muito barato e, quando a ocupação da aeronave for aumentando, o preço sobre rapidamente. Então, quanto antes você fizer a reserva, mais barato vai pagar.

Você deve estar se perguntando se vale a pena ter esse trabalho todo colocando as suas mãos nesse mundo obscuro das low costs. Depois de dezenas de voos desse tipo eu posso te afirmar com convicção: SIM, vale a pena! As budget airlines não são tão ruins quanto as pessoas pensam (principalmente em países de economia e/ou turismo fortes) e você realmente consegue economizar uma boa grana. Faça o teste e comprove!

Se você quiser saber mais sobre travel hacking e como viajar mais barato, visite o meu site, o Trip Hacker.

Bom proveito, e boa viagem!


Foto do destaque: ettto

Quem escreveu

Armando Aguinaga

Data

16 de November, 2016

Share

Armando Aguinaga

O Armando é jornalista, digital creator e growth. Ele escreve para o CoP e para o Trip Hacker (o site dele) enquanto viaja o mundo em busca de cultura e novas tecnologias. Durante essa jornada, ele nos mostra dicas, técnicas e ferramentas que você vai usar para viajar de forma mais econômica e inteligente.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.