Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

#HotHotel: Bivacco Gervasutti

Quem escreveu

Ola Persson

Data

12 de July, 2016

Share

Pousado em uma altitude de 2.835 metros no meio do Maciço do Mont Blanc, a encarnação atual da cabana Gervasutti não é apenas uma cabana qualquer. O prédio em formato de tubo construído em 2011 se projeta para fora em uma vista digna de vertigem do Glacier Frebouze.

Conhecido como Il Fortissimo, o Giusto Gervasutti era, além de comandante no Alpini (a força de elite do exército italiano especializado em montanhas), um grande escalador. Escalou muitas das faces mais desejadas na época, sendo o seu maior feito a complicadíssima rota na face leste dos Grandes Jorasses, que estabeleceu com Giuseppe Gagliardone.

Construída em memória dele, a cabana situada nessa rota foi inagurada em 1948 e até hoje serve como ponto de partida para muitas escaladas para os picos ao seu redor.

Desde então, muitos escaladores deixaram sua assinatura nos livros de visitas da pequena casinha, e todos aqueles que são capacitados a escalar a árdua subida a pé a partir de Val Ferret são convidados a usá-lo. O preço para pernoitar lá é de míseros 10 euros para quem não é sócio do Club Alpino Italiano – membros pagam meia.

A cabana de apenas 30 metros quadrados comporta até 12 pessoas, e tem eletricidade graças a um sistema de painéis solares. Lá você encontra ainda um fogão elétrico para cozinhar, um rádio de emergência, um computador com conexão por satélite e iluminação de LED. Uma diferença bem grande da antiga cabana de madeira que ele substituiu.

Chega de descrições, vamos às fotos dessa belezinha.

Construção

Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/
Foto: bivaccogervasutti.com/

A cabana

Foto: bivaccogervasutti.com/
Imagina o café da manhã com essa vista. Foto: bivaccogervasutti.com/
Can you spell vertigo. Foto: bivaccogervasutti.com/
Crowded day. Foto: bivaccogervasutti.com/

Dia cheio. Foto: bivaccogervasutti.com/
O computador. Foto: bivaccogervasutti.com/
O computador. Foto: bivaccogervasutti.com/
Sexy. Foto: bivaccogervasutti.com/
Sexy. Foto: bivaccogervasutti.com/

Foto destaque: bivaccogervasutti.com/

Quem escreveu

Ola Persson

Data

12 de July, 2016

Share

Ola Persson

Viaja sempre com uma mochila com camera, laptop e kindle e uma mala pequena de roupas. Nela leva mais uma mala vazia que vai enchendo ao longo da viagem. Não é fã de pontos turísticos, não gosta de muvuca e foge de filas, mesmo que seja para ver algo considerado imperdível. Por isso nunca subiu na Torre Eiffel, mesmo tendo ido várias vezes à Paris. Acredita que uma boa viagem é sentir a cidade como morador. Tanto que foi pra São Paulo em 2008 e ainda está por lá.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.