De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Aproveitando o final do ano em São Paulo

Quem escreveu

Tava Passando

Data

22 de December, 2016

Share

Bom, vamos combinar que São Paulo não fica vazia nunca. Uma cidade que rompeu a barreira de 12 milhões de habitantes, por mais que tenha um êxodo considerável nas festas de final de ano, jamais ficará deserta. Porém é evidente que nesta época do ano a cidade fica mais agradável e espaçosa. O trânsito fica bem menos caótico, o metrô não fica absurdamente cheio, as calçadas ficam mais transitáveis e o nível de stress metropolitano cai um pouco. É quase um consenso dizer que a “melhor São Paulo” é justamente nesta época, quando as escolas estão de férias, as praias e aeroportos lotados e sobra espaço para quem resolveu passar os últimos dias do ano por aqui.

Com menos concorrência e a agenda livre, é possível finalmente conhecer aquele restaurante disputado, ir naquela exposição de fila quilométrica, pegar um cinema no meio da tarde ou tirar um tempo para relaxar naquele parque que você nem sabia que existia. Para aproveitar esse bom momento, selecionamos lugares incríveis de São Paulo que irão funcionar nessa reta final de dezembro. E dessa vez pode ir com calma!

Mocotó

mocoto
Foto: Divulgação

Por mais que os negócios do chef Rodrigo Oliveira estejam expandindo (vide o Mocotó Café, Esquina Mocotó e Mocotó Aqui), é no restaurante original que a mágica acontece. Famoso por usar ingredientes frescos e genuinamente brasileiros e pelos pratos fartos e saborosos, o restaurante costuma ter filas enormes e demoradas, por vezes passando das duas horas de espera. Um lugar para ir com amigos ou em família, pedir entradas variadas (como a deliciosa fava e o torresmo) e o baião de dois, especialidade da casa.

Mocotó
Avenida Nossa Senhora do Loreto, 1100, Vila Medeiros
Aberto na semana do Natal, a partir das 12h.

Sainte Marie

image1

Foto: Tavapassando

Um dos nossos restaurantes preferidos de São Paulo, o árabe Saint Marie (ou Mercizão, como também é conhecido) é daqueles lugares que não tem erro, tudo que sai da cozinha é maravilhoso. Desde a coalhada – que é servida enquanto se espera na fila – até as sobremesas, é muito difícil eleger um só prato como o melhor que o restaurante serve. O chef Stephan Kawijian é um libanês que viajou pelo mundo e resolveu passar toda essa bagagem multicultural para suas criações culinárias. A dica é manjada, mas vale: experimente o kibe montado.

Sainte Marie
Rua Dom João Batista Costa, 70, Jardim Taboão
Aberto segunda, terça e quarta (26 a 28.12) das 9h às 21h

Drive-In

drivein
Foto: Ali Karakas

Passar o dia no cinema é um sonho nessa semana preguiçosa. E o Drive-In vai além, trazendo para São Paulo um conceito de cinema de rua que até existe em outras cidades do mundo, mas é inédito por aqui. O lance é emular os antigos cinemas a céu aberto dos anos 60, conhecidos pelo nome de drive-ins, onde se via um filme dentro do carro, comendo um hamburger, pipoca e até uns drinks. Com bancos de carros antigos, uma boa lanchonete com burgers e milk-shakes e programação focada em clássicos antigos ou modernos, o Drive-In é uma excelente opção para quem quer variar um pouco e finalmente ver na telona o filme que só tinha visto naquela cópia horrível em VHS.

Drive-In.
Rua da Consolação, 2423, Consolação
Horários normais das sessões (só fecha nos dias 24, 25 e 31.12 e 01.01)

Exposição Sílvio Santos Vem Aí!

silvio
Foto: Divulgação

Não tem jeito, exposição do MIS é sempre muito concorrida. Não é para menos, elas costumam ter temas interessantes, são muito bem produzidas e tem preços acessíveis, uma receita que garante sucesso de público – ou seja, filas. A mais recente é a exposição que conta a história de nosso maior personagem televisivo, Sílvio Santos. Se ele sozinho já é capaz de atrair multidões, imagina uma expo bem feita e esmerada, cobrindo toda as fases da vida do ídolo e com tantas curiosidades a serem contadas? Com a volta da possibilidade de comprar ingressos com dia e hora marcada para visitação, é sua chance de visitar!

Exposição Silvio Santos vem aí!
Museu da Imagem e do Som – MIS. Avenida Europa, 158, Jardim Europa
Horários normais de funcionamento (fecha às segundas e nos dias 24, 25 e 31.12 e 01.01)

Parque Burle Marx

14991788_1321824677842416_4821430582252514278_n
Foto: Divulgação

Com administração dividida entre a Prefeitura e a iniciativa privada, o Parque Burle Marx é uma ótima opção para quem quer fugir um pouco da agitação da metrópole. Até pouco tempo atrás ele era pouco conhecido, mas com a recente procura por espaços abertos na cidade o Burle Marx passou a ser mais disputado (os finais de semana são sempre lotados). São mais de 160 mil metros quadrados que contemplam um jardim planejado pelo arquiteto-paisagista que batiza o parque, além de lagos, playground para crianças, muitas jabuticabeiras e animais silvestres.

Parque Burle Marx
Avenida Dona Helena Pereira de Moraes, 200, Parque do Morumbi
Aberto todos os dias do ano, das 7h às 19h.

Ciclovias e Ciclofaixas

ciclovias
Foto: Tavapassando

São Paulo ainda não é uma cidade muito amigável para bicicletas, apesar de termos melhorado bastante nesse aspecto. Muitos ainda têm medo de encarar o trânsito de carros e pedestres com a magrela, o que é justificável: ainda temos muito o que conquistar para que o respeito ao ciclista esteja enraizado por aqui. As ciclofaixas e ciclovias que São Paulo ganhou nos últimos tempos são importantíssimas nessa conscientização e nada melhor que usá-las o máximo possível. Então aproveite que o fluxo de carros e pessoas é menor e tire sua bicicleta da garagem pra dar um rolê gostoso pelas ruas da cidade!

Ciclovias da Avenida Paulista, Avenida Brigadeiro Faria Lima e da Marginal Pinheiros
Av. Paulista e Av. Faria Lima – 24h
Marginal Pinheiros – diariamente das 5h às 19:30

Feira de flores da Ceagesp

flores04-600x469
Foto: Divulgação

Encher a casa de plantas sempre foi legal, e parece que agora tá ainda mais na moda. A cidade tá cheia de lojinhas novas com várias opções de cactos, suculências e outras plantinhas de Pinterest, mas nenhum programa se compara a varar a madrugada na feira de flores do Ceagesp! A variedade é monstruosa, o preço super em conta, e o movimento, que pode ser uma loucura, costuma ficar mais tranquilo nessa época. Aproveita que não tem trabalho no dia seguinte (ou dá pra chegar mais tarde) e enche o carrinho pra começar o ano florido!

Feira de Flores do Ceagesp
Pavilhão Mercado Livre do Produtor (MLP). Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946, Vila Leopoldina – Terças e sextas das 0h às 9h30
Praça da Batata. Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946, Vila Leopoldina – Segundas e quintas das 2h às 14h

Templo Zu Lai

captura-de-tela-2016-12-22-as-14-02-38
Foto: Divulgação

Independente de religião, visitar um templo nos arredores da cidade é sempre um programa relaxante e que renova as energias – coisa que todo mundo tá precisando depois desse ano louco. O Zu Lai, em Cotia, é budista e tem uma série de atividades como palestras, meditação e cantos, mas também é um espaço aberto, bonito e cheio de verde para um passeio com a família. E pra quem procura uma virada diferente, nos dias 31 e 1 eles terão cerimônias especiais pra abençoar o ano que entra.

Templo Zu Lai
Estrada Fernando Nobre, 1461, Cotia
Terça a sexta das 12h às 17h. Sábados, domingos e feriados das 9h às 17h (fechados no fim de semana de Natal)

Quem escreveu

Tava Passando

Data

22 de December, 2016

Share

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.