Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

A roupa que você precisa para se comunicar no mundo inteiro

Quem escreveu

Renato Salles

Data

18 de April, 2016

Share

Eu sempre tive facilidade com línguas e tenho verdadeira paixão por conseguir aprender pelo menos alguma coisa para conseguir interagir minimamente com as pessoas nos países que visito. Seja para conseguir ler alguma placa, para encontrar a saída do metrô ou, quem sabe?, aprender a pronunciar as letras para conseguir dizer o nome da rua do hotel para o taxista. Qualquer coisa ajuda. Já acabei até em um curso express de sueco, com o qual aprendi o som da letra å, e que também serviu para mostrar o quão difícil essa língua que nunca vou falar na vida é! No Mianmar, nem o Google Translator resolveu.

Mesmo o mais letrado poliglota vai acabar encontrando problemas de comunicação em algum lugar do mundo. Quem nunca teve que apelar para as aulas de teatro do primário, inventando mímicas que façam sentido, para ser capaz de pedir um simples copo d’água em algum cafundó qualquer? E o pior: às vezes nem isso resolve, né? Uma amiga se meteu numa confusão em um vilarejo chinês, porque os comerciantes faziam para ela um sinal com a mão que parecia um revólver. Ela estava borrada de medo de ser assaltada lá, mesmo parecendo um lugar absolutamente pacífico. Muito tempo depois, ela veio a descobrir que esse gesto é a forma local de representar o número 7. Que bela Torre de Babel construímos!

travel-shirt-iconspeak-world-11

Uma ótima solução para essas saias-justas foi inventada por três suíços, que não são designers, nem empreendedores, nem nada. Eles estavam apenas tomando uns bons drinks e rindo das histórias que passaram em algum rincão do Vietnã, com uma moto quebrada. Várias vezes eles tiveram que fazer usos de gravetos, pedras, terra, e tudo que estivesse à mão para se comunicar através de desenhos.

travel-shirt-iconspeak-world-15

Assim surgiu a IconSpeak, uma camiseta feita para quem precisa se comunicar sem se trumbicar. Ela tem estampada na frente 40 ícones que os criadores julgaram imprescindíveis para qualquer viajante, em qualquer lugar do mundo. Nada mais do que um bom clipart, que você aponta, tornando impossível para as pessoas não entenderem a sua mensagem. Cama, comida, banheiro, hospital, transportes diversos, tudo fica à sua mão, ou melhor, no seu peito. A linha básica está à venda no site oficial, e começa em 22 dólares pela sacola, e vai até 44 dólares, preço da camiseta de manga longa. Eles ainda desenvolveram novas séries, que incluem bonés, gorros, além de linhas de praia, montanha e safari. O drama deve ser só o cheiro que a camiseta deve ganhar depois de 20 dias viajando sem trocá-la.

 

Quem escreveu

Renato Salles

Data

18 de April, 2016

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.