Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Tudo o que você precisa saber sobre Jericoacoara

Quem escreveu

Bruna Toledo

Data

27 de August, 2015

Share

Jericoacoara é um pequeno vilarejo de pescadores no Ceará, a 300 km de Fortaleza que começou a se tornar paraíso de mochileiros e viajantes que buscavam lugares pouco explorados. Hoje, já muito conhecida por kitesurfistas e windsurfistas pelos ventos fortes presentes quase o ano inteiro, Jericoacoara é repleta de estrangeiros de diversas partes do mundo que, há alguns anos, se encantaram com o local e compraram terras de muitos locais a preços muito baixos. Hoje são donos de hotéis, pousadas, restaurantes, lojas.

Jericoacoara_Timelapse Praia Dia Bruna-8
Foto: Bruna Arcangelo Toledo

Uma das coisas mais gostosas de Jeri é o clima leve, simples e despretensioso que paira no ar. Caminhe: a partir do momento que você chega, a única coisa que toca seus pés é a areia da praia e das ruelas estreitas, com jegues passeando normalmente ao seu lado, lojas, artesanato das bordadeiras e rendeiras que fazem um trabalho manual maravilhoso, restaurantes, bares. O tempo parou ali, a vila mantêm seu mesmo jeitinho de vila de pescadores.

O pescador - Jeri - Bruna Arcangelo de Toledo
Foto: Bruna Arcangelo Toledo

Você definitivamente não precisa de um carro por lá. E para os passeios, a forma mais divertida de explorar a região é de buggy, sentir o vento batendo no rosto e aquela maravilhosa sensação de liberdade!

Os preços são a partir de R$ 180,00 por buggy para até 4 pessoas, variando conforme a situação do veículo (se ele for velhinho, pode pechinchar!)

Maceió - Fotos Mathias-10
Foto: Mathias Lessmann

Do ponto de vista gastronômico, Jeri é bastante diversificado, com restaurantes que vão desde um prato por R$ 15,00 reais, até restaurantes de alta gastronomia, pizzas, comida japonesa, árabe, hamburgueria artesanal, comida contemporânea e o mais gostoso: arroz, feijão e filé de peixe fresco frito na hora.

COMO CHEGAR LÁ?

Jeri fica a 300 km de Fortaleza e existem formas diferentes de chegar.

Ônibus: o trajeto pode demorar até 7 horas, pois vai até Jijoca (município de Jijoca de Jericoacoara, localizado há 20 minutos de Jeri) e de lá é necessário sair do ônibus e pegar o tão famoso “pau de arara”, um pequeno caminhão que transporta as pessoas na caçamba com banquinhos de metal instalados (é uma Aventura interessante).

Vans: As vans são mais rápidas que os ônibus, mas também passam pelo “momento pau de arara”, pois nas proximidades da vila existem dunas e deve-se ter um carro apropriado para atravessar e conhecer muito bem a região para não atolar ou ficar perdido (para falar a verdade, nós fomos num Fiat Estrada e deu tudo certo).

As vans que fazem o trajeto podem ser encontradas na Internet, pois diversas empresas de turismo fazem esses passeios, ou escolher pessoalmente alguma na Avenida Beira Mar, em Fortaleza, onde diversas agências de turismo ficam no fim do dia tentando vender seus pacotes.

4×4: Essa opção é para quem busca uma opção menos perrengue e mais confortável. É só contratar um 4×4 que leve e te busque nas datas desejadas. A viagem pode ser muito mais rápida que as anteriores, entre 4 e 4h30 de Fortaleza para chegar já ao destino final. Normalmente as próprias agências tem essa opção também. O serviço pode custar de R$ 600 a R$ 800.

Alugar um carro: Essa opção talvez seja para quem (como eu) não tem data definida de retorno, ou mais tempo que permita ousar e se aventurar nas estradas de mão simples do Ceará, com jumentos a todo momento atravessando a pista. Vá devagar e have fun!

O QUE FAZER?

Jeri é cheia de passeios para as lagoas de água cristalina que ficam todas muito próximas, cerca de 20 a 40 minutos de lá. E os passeios podem ser fechados na rua mesmo, não vão faltar bugueiros oferecendo, pode ter certeza! Só fique atento pois muitas vezes o Ceará é atingido por secas de muitos meses que fazem essas lagoas secarem. Se informe quando chegar para saber a situação das lagoas.

Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Foto: Bruna Arcangelo Toledo

A praia principal de Jeri é onde fica a maior parte das pessoas, os restaurantes, os ambulantes (que não são muitos). Os barcos dos pescadores se misturam com os trailers de aluguel de pranchas, com os cavalos que passam constantemente em cavalgada. Ali é possível alugar uma prancha de stand-up paddle por R$40 e relaxar remando pela costa. Também dá para fazer aula de surf, windsurf e kitesurf. Tudo super disponível ali mesmo na praia e nos quiosques próximos.

Caso você já pratique os esportes, todos os equipamentos também podem ser facilmente alugados.

Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Foto: Mathias Lessmann
Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Foto: Bruna Arcangelo Toledo

Os kitesurfistas em especial costumam ir às lagoas próximas praticar, pois não é permitido velejar na praia principal, é uma área reservada aos windsurfistas.

Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Foto: Mathias Lessmann

O ritual diário dos turistas é assistir ao pôr-do-sol em cima da Duna do Pôr do Sol. Acho que todo mundo precisa fazer isso pelo menos um dos dias em que estiver por lá, é realmente sensacional. E se ficar um pouco mais à esquerda da duna é um pouco mais vazio e dá pra curtir tranquilamente aquele momento maravilhoso onde o sol desce ao mar. No mais, é um momento incrível visto de qualquer ponto da ilha.

Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Bola de Cristal
Foto: Bruna Arcangelo Toledo

TEM ONDA?

As ondas não são frequentes, apesar da formação em Jeri ser perfeita. Janeiro, fevereiro e março são os melhores meses de swell, ideal para pranchas maiores, como long ou fun.

A Praia da Malhada, logo ao lado, é ideal para os surfistas, com ondas maiores e mais fortes. Raramente banhistas vão para lá, apenas de passagem para a Pedra Furada (outro ponto turístico da região). A praia fica super tranquila.

Foto: Mathias Lessmann
Foto: Mathias Lessmann
Foto: Mathias Lessmann
Foto: Mathias Lessmann

Selecionei alguns highlights de coisas bacanas para fazer por lá:

Passeio de caiaque ou Stand-up Paddle pelo manguezal e até a entrada da Vila Guriú (fica a 10 minutos da praia principal. Feche o passeio em Jeri e eles mesmos fazem o transporte até lá). De quebra, para encerrar o passeio, tem um restaurante delícia, super simples, com caranguejos que você escolhe ali, na hora.

Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Foto: Bruna Arcangelo Toledo
Foto: Mathias Lessmann
Foto: Mathias Lessmann

Mangue seco: É uma lugarejo a 5 km de Jericoacoara onde, devido à constante movimentação de areia pela mares altas e baixas, as árvores acabam morrendo e deixam uma paisagem super interessante, com as raízes totalmente expostas. Ali encontram-se inclusive alguns balanços colocados pelos moradores da região, para você curtir um momento e visual únicos. Uma dica que ninguém vai te dar: resolveu ir ao Mangue Seco? Avise seu bugueiro que você quer comprar um peixe fresco (faça isso ainda em Jeri), vá para o seu passeio. Um pouco à frente do mangue seco, tem uma lagoa formada também pela maré alta, onde muitos kitesurfistas vão velejar. Ali existem pequenas (e simples) barracas onde eles podem assar seu peixe na brasa deliciosamente. Essa é uma dica preciosa pra quem aprecia a simplicidade da vida, pois as barracas não tem muita estrutura, é apenas um local feito com troncos de madeira, sem talheres, sem pratos, sem muita estrutura (ainda assim eles vendem uma cervejinha, refrigerante e água, mas chegue cedo pois no fim de dia tudo já acabou). Nós fomos em um grupo de 6 pessoas e comemos o peixe com as mãos lambendo os beiços de alegria e felicidade!

Kite Buggy: Isso mesmo, um kite preso a um buggy (não o motorizado, um outro estilo de buggy). Já imaginou voar pelas dunas? Então, é exatamente essa sensação! Não é muito comum, é preciso pesquisar um pouco e conhecer os locais. Na dúvida, pergunte pelo Felipe Preto, ele é o cara do kitebuggy da vila. Você não vai se arrepender, a sensação de velejar na margem do mar pelas dunas é demais.

Foto: Mathias Lessmann
Foto: Mathias Lessmann

As outras atrações, você pode encontrar em qualquer outro guia de Jericoacoara, são elas:

Sandboard nas dunas (ou o famoso esquibunda, para os menos habilidosos)

Aulas de kitesurf e windsurf

Pedra Furada – tente ir a pé na maré baixa, pela costa mesmo. Se ficar cansado, dá para voltar de charrete!

Árvore deitada (uma árvore que se deitou com a força dos ventos).

Capoeira

Cavalgada

ONDE COMER?

Laurus: Localizado na rua paralela à esquerda da rua principal (olhando para a praia), é um pequeno lugar onde você pode montar seu próprio sanduíche com ingredientes maravilhosos. É, de longe, um dos meus lugares favoritos para comer, pois fazem um falafel incrível (deliciosa opção para os vegetarianos), você adiciona queijos como gorgonzola ou blue cheese; adiciona as saladas, escolhe se quer a massa (os sanduíches podem ser feitos numa massa tipo wrap também) com grãos e ervas, ou integral, escolhe a salada e os molhos, que são uma história a parte, o indiano é meu favorito. Também tem a opcão de colocar carnes, picanha, costela. LaurusRua São Francisco, próximo a pousada Jeri VillageJericoacoara.

Kase Sushi Bar: Restaurante japonês com ambiente super íntimo, aconchegante, com velas nas mesas (é anexo à Pousada Windjeri), ótimo atendimento e peixes super frescos e gostosos. Kase Sushi BarRua do Forro s/n, Jericoacoara.

Naturalmente: Comer um belo açaí olhando para o mar (é localizado frente ao mar, na praia principal). NaturalmenteRua da Praia, s/n, Jericoacoara.

Na casa dela: Ambiente muito gostoso, rústico, super bem decorado, realmente com a cara da vila, artesanatos, bom atendimento! Na Casa DelaRua Principal, Jericoacoara.

Sefarim Hamburgueria Artesanal: Para quem sentir falta da comida da cidade grande, é uma ótima pedida. Tem vegetariano! Sefarim Hamburgueria ArtesanalRua Principal, 120 | Em frente ao Tem de TudoJericoacoara.

ONDE SE HOSPEDAR?

Hotel Hurricane Jeri: Ótimo hotel, um perfeito mix de rústico com sofisticação. Os quartos são super amplos, espaçosos, alguns com jacuzzi e área especial no térreo para relaxar. A piscina é sensacional: elaborada por um arquiteto francês, é como areia da praia. A melhor coisa a fazer é pedir um drink e ficar por ali relaxando e tirando aquela selfie bacana pra esnobar para os amigos! Fica localizado em frente à praia da malhada, então é uma parte de Jeri mais tranquila. Possuem 2 eventos semanais: Paella às quartas e Samba e MPB às sextas (ambos abertos ao público). Rua da Matriz – Jericoacoara, Vila de Jericoacoara – CE, Tel:(88) 9766-5968 – $$$$

Vila Kalango: Hotel rústico com um conceito maravilhoso de sustentabilidade, bangalôs com 2 andares (quarto em cima e área para relaxar embaixo), com ótimo restaurante dentro do hotel, lounge, piscina, guarderia com tudo o que você precisa para praticar esportes, amplo e com bastante privacidade. Localizado na praia principal, é o hotel mais próximo à Duna do Pôr do Sol. Rua das Dunas, 30 – Jericoacara – CE, $$$$

Vila Chic: Hostel com cara de pousada, serviço de pousada, café da manhã de pousada e atendimento também. Preço amigo, quartos compartilhados ou privados. Localizado na rua principal. Caminhada de 7 minutos para a praia (para treinar a panturrilha). Rua Principal, s/n – Praia de Jericoacoara, Vila de Jericoacoara – CE, Tel:(85) 4062-9624. $$

Esses são os locais onde já fiquei hospedada e recomendo. Como fiquei em Jeri por 3 meses, acabei ficando em 2 lugares diferentes, alugados, onde tinha uma cozinha para fazer minha comidinha e ficar mais à vontade. Existem vários lugares bacanas assim no Airbnb, vale fazer uma boa busca e pesquisar bastante.

Uma dica (não só para Jeri, mas para a vida): Use sites como booking, hostelworld para pesquisar seus hotéis. Mas se tiver com tempo e disposição: ligue, converse, negocie e feche diretamente com os hotéis. Eles pagam taxas a esses sites e, fechando via telefone, é muito mais fácil conseguir descontos. ;)

Encerro com um vídeo que ilustra com propriedade o que é Jericoacoara!

Quem escreveu

Bruna Toledo

Data

27 de August, 2015

Share

Bruna Toledo

Bruna é daquelas pessoas ansiosas em mudar o mundo. Apaixonada por cultura, sempre tende a viajar para lugares mais remotos, utilizando o vídeo e a fotografia como instrumentos para espalhar lindas histórias por aí. Bruna não tem frescura, nem estômago fraco: divide quarto, dorme no chão do aeroporto, come na rua e faz o dinheiro render! Em 2014 jogou a carreira de estilista para o alto quando ficou sabendo de um veleiro que vinha da Nova Zelândia até a Patagônia e foi se juntar a eles. Hoje nômade é seu sobrenome, trabalha com amor e faz videos com alma - www.videocomalma.com.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.