Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Nove dos lugares mais isolados do mundo.

Quem escreveu

Gaía Passarelli

Data

06 de January, 2015

Share

Férias de verão: tempo do brasileiro, esse povo gregário, juntar os amigos pra fazer muito churrasco, curtir a música da temporada (socorro) e celebrar os dias de folga no extenso e belo litoral do país.

Só que essa celebração conjunta toda desperta emoções diferentes naquelas pessoas com pouca disposição pra muvuca, seja na praia ou na cozinha de casa. Tem vezes em que passar a virada de ano numa cidade deserta não é suficiente e o candidato a ermitão se vê pesquisando listas como “os dez países mais isolados do mundo”.

Se identificou? Então essa lista é pra você.

Ilha de Páscoa, Chile

Foto: Oliver.
Foto: Oliver via flickr.

Essa ilha entre a Polinésia Francesa e a costa chilena é famosa por ser lar da cultura Rapa Nui, dos moai e do aeroporto mais isolado do mundo. O que pouca gente fala é sobre a geografia peculiar, com três vulcões inativos e paisagens áridas onde às vezes só se vêem cavalos pastando.

Tristão da Cunha, Inglaterra (pois é)

Um pontinho entre dois continentes. Fonte: GoogleMap.
Um pontinho entre dois continentes. Fonte: GoogleMap.

Colado na sua irmã menor, chamada Santa Helena, Tristão da Cunha é uma pequena ilha do Atlântico Sul, entre América e África, que pertence ao Reino Unido. É o lugar habitado mais isolado da Terra, acessível por navios ou aviões militares.

Ilha de Foula, Escócia

Foto: Hamish Irvine via flickr.
Foto: Hamish Irvine via flickr.

Pertence às Ilhas Shetland, no norte da Escócia e por lá vivem menos de 200 pessoas – meu tipo de lugar! Também no país do whisky de malte fica o The Old Forge, o pub mais isolado do mundo, que aceita turistas para trabalhar e ajudar na manutenção do local em troca de estadia.

La Rinconada, Peru

Foto: SometimesInteresting. Leia post completo aqui.
Foto: SometimesInteresting. Leia post completo aqui.

A cidade mais alta do mundo fica a cinco mil metros de altitude e fica no território peruano dos Andes. Por incrível que pareça, mais de 50.000 pessoas moram na cidade, que começou como uma pequena vila de mineradores a procura de ouro. A extração do metal ainda é a principal atividade, mas a vida por lá é bem difícil: sem energia elétrica, sem saneamento e sem sistema de aquecimento. É acessível apenas por viagens de caminhão, que leva vários dias.

Estação McMurdo, Antarctica

Foto: brookpeterson via flickr.
Foto: brookpeterson via flickr.

Aqui não mora ninguém e isso é adorável: o anti-ártico é provavelmente o único lugar do planeta que passou imune por guerras e doenças. Todos seus 14,000,000 km2 de vastidão branca são reservados à ciência e estão sob proteção do Tratado Antárctico, que proíbe reivindicações territoriais e testes com armas, assinado por 50 países. A estação científica de McMurdo é a maior das bases do continente, sob responsabilidade dos EUA e abriga até 1300 pessoas por vez, com conexão a internet.

Wakatobi, Indonésia

Foto: jeevs sinclair via flickr.
Foto: jeevs sinclair via flickr.

Agora para um local mais ameno: o Wakatobi Dive Resort fica na Indonésia e é considerado o pico de mergulho mais isolado do mundo. As imagens espetaculares atraem turistas do mundo todo, que atualmente chegam de voos que partem de Bali e levam apenas duas horas e meia. Já foi mais difícil: até a construção da pista de aterrisagem particular, era uma viagem de 23h de barco.

Katskhi Pillar, Geórgia

Foto: ლევან ნიორაძე via flickr.
Foto: ლევან ნიორაძე via flickr.

Quarenta metros de altura nem parece tão alto se você comparar com arranha-céus ou grandes montanhas. Mas para uma pequena igreja, que parece se equilibrar em cima de uma torre de pedra? É bastante, sim. Lá vive apenas um padre, Maxime Qavtaradze, que desce por uma escada metálica duas vezes por semana para estar com os fiéis de sua vila na Geórgia.

Vestmannaeyjar, Islândia

Foto: Chris Zielecki.
Foto: Chris Zielecki via flickr.

Vestmannaeyjar é um conjunto de quinze ilhas no norte da Islândia. Apenas a maior delas, chamada Heimaey, é habitada. Outras seis têm uma pequena cabana branca contrastando com a grama verde, que serve de abrigo para caçadores ou pescadores.

Alerta, Nunavut, Canadá

Vista do Monte Pullen. Foto:  Johannes Zielcke via flickr / https://flic.kr/p/eXTYhw
Vista do Monte Pullen. Foto: Johannes Zielcke via flickr / https://flic.kr/p/eXTYhw

Base militar e científica, considerada a área habitada mais ao norte do planeta. O pólo norte é logo ali (800 km) mas o povoado mais próximo está localizado a 2000 km. O clima é permanentemente cruel, mas isso não impede que políticos canadenses ou a tocha das Olimpíadas de Inverno passem por ali de vez em quando.

Quem escreveu

Gaía Passarelli

Data

06 de January, 2015

Share

Gaía Passarelli

Gaía Passarelli é paulistana de nascença, autora do livro "Mas Voce Vai Sozinha?"(Globo, 2016) e do blog How to Travel Light. Encontre-a em gaiapassarelli.com

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.