Viagem

As viagens de trem mais bonitas do mundo

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

26 de March, 2015

Share

No meu primeiro mochilão eu viajei a Europa de trem. Teve trem bom, teve trem ruim, mas apenas paisagens bonitas. Ir de Barcelona até a Itália de trem, por exemplo, é de tirar o fôlego, assim como ir de Veneza até Munique, numa viagem por trilhos que cortam os Alpes cercados de vilarejos de conto de fadas. Eu chorei emocionada com tanta coisa bonita que vi. Com a chegada das companhias aéreas de baixas tarifas, as viagens de trem foram ficado de lado, pois muitas vezes o vôo sai mais barato e a economia de tempo pode ser significativa.

Há também viagens turísticas de trem, que não tem como objetivo leva-lo a um destino final, mas proporcionar uma experiência incluindo programação com passeios, almoço, jantar, como o Orient Express, na Europa, e o Blue Train, na África do Sul.

Algumas viagens valem cada minuto passado com a cara colada na janela. A viagem de trem muitas vezes é mais atrativa do que o próprio destino. Selecionei algumas viagens com paisagens de tirar o fôlego, que me fez querer apenas faze-la sem me preocupar de onde estou saindo e para onde estou indo. Como disse a Gaía “eu viajo de trem em outros países para ver a paisagem”.

Esse é o primeiro de uma série de 3 posts, afinal tem muitas viagens lindas de trem pelo mundo afora. Aí vão algumas das que oferecem o mais belo cenário pela janelinha.

Oslo – Bergen, Noruega

Bergen Line. Foto: Rolf M Sorensen
Bergen Line. Foto: Rolf M Sorensen

A paisagem da Noruega é de tirar o fôlego de norte a sul. Qualquer viagem de trem no país, te deixará estupefato. O trecho mais bonito é com certeza o de Oslo a Bergen, cidade que também vale a visita. Essa viagem é considerada por muitos uma das mais cênicas do mundo. A linha é a Bergen Rail e é atendida pela NSB. A construção da ferrovia começou em 1875,  levando 34 anos para ser concluída, com uma equipe total de 15.000 homens, que escavaram 182 túneis manualmente. Além disso é a única linha na Europa que interliga duas cidades passando por altitudes tão grandes. Os cenários são exuberantes, especialmente no trecho sobre o Hardangervidda, o planalto montanhoso mais alto da Europa, chegando a 1.222m acima do mar. A viagem dura cerca de 7 horas e é tão linda no verão quanto no inverno, já que o cenário muda drasticamente, mas no verão vai ser sempre mais incrível. Atente para fazer todo o percurso sob a luz do dia, especialmente no inverno quando os dias são curtos, durando das 9 à 16h no máximo. O trem possui wifi, restaurante, jornal, café, chá. Vale pedir antecipadamente um menu para almoçar no trem. Passagens custam entre 29 e 98 euros o trecho.

SEATTLE – LOS ANGELES, ESTADOS UNIDOS

coaststarlight

A Costa Oeste americana incrivelmente linda. Imagine atravessar de trem os 1.860km que separam Los Angeles, na Califórnia, de Seattle, em Washignton? A Pacific Coast Starlight da Amtrak faz o trecho em 35 horas e promete paisagens únicas e boas lembranças. Caso queira experimentar uma parte do trecho, mas não tenha as 35 horas necessárias, vá de San Francisco a Portland em 17. E por que não ir de avião num vôo direto com menos de 3 horas de duração pagando ainda mais barato? Porque nesse caso a atração está na viagem em si. Caso tenha tempo e resolva fazer essa a sua viagem de férias, compre o ticket flexível que dá direito a parar em trechos escolhidos ao longo da viagem, como San Francisco, Big Sur, por exemplo. Valor da passagem no trecho Los Angeles – Seattle: US$ 115 (cadeira) e 226 (flexível) a US$ 648 (quarto privado para até 2 pessoas).

PRETORIA – CIDADE DO CABO, AFRICA DO SUL

bluetrain

O Blue Train está praticamente em todas as listas que consultei sobre belas rotas de trem. O trecho compreende uma viagem entre Pretoria e Cidade do Cabo, percorrendo 1.600km em 27 horas, mostrando um espetacular cenário pelo sub-continente Africano. A viagem prevê algumas paradas como em Kimberley, onde um dia foi o lugar da corrida do diamante e há um belo lago numa cratera; Matjiesfontein para tomar uma dose de xerez e contemplar as construções vitorianas do século XIX, além de poder assistir a lua subindo ao céu no deserto de Karoo. O Blue Train é como um hotel de luxo sob os trilhos (ou o cruzeiro dos trens), contando até com lavanderia, serviço de “quarto”, cofres para guardar objetos de valor. Assim como em cruzeiros, há também dress code para o jantar. Os preços são bem salgados, mas todos contemplam uma suíte, com valores a partir de US$ 1,145 por pessoa, incluindo alimentação completa, bebidas com ou sem álcool, drinks de boas-vindas, passeios.

VERONA – MUNIQUE, ITALIA & ALEMANHA

train-germany

Qualquer viagem de trem que corte o norte da Itália, Áustria e Suíça será de chorar de emoção. Essa foi, com certeza, a viagem mais linda de trem que já fiz. Esqueça o luxo dos trens anteriores. Os trens são mais simples e tem como mero objetivo ir de um destino ao outro. A viagem dura 5h30 e faça necessariamente à luz do dia. O trem corta as cidades de Trento, Bozano, Innsbruck até chegar em Munique, passando por vilarejos ao pé dos Alpes austríacos numa paisagem de tirar o fôlego, especialmente no verão. É possível fazer o trecho com a Rail Europe (39 – 2ª classe – a 133 euros, na 1ª classe) ou com a Italia Rail, com tarifas entre 80 – 2ª classe – a 133 euros, na 1ª classe.

***

E você, qual viagem mais bonita de trem que já fez?

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

26 de March, 2015

Share

Assine nossa newsletter