Viagem

Você sabe qual é a melhor época para viajar pelo Brasil?

Quem escreveu

Jo Machado

Data

07 de May, 2015

Share

O Brasil é um país gigante, disso todo mundo sabe. E também que a variedade dos cenários aqui no nosso país atrai turistas brasileiros e do mundo todo. Sabemos o quão gostoso e aconchegante o frio do sul pode ser, quão úmido o clima da Amazônia pode ser e do verão tropical do nordeste. Mas sabemos o momento certo de conhecer cada um desses lugares? A época certa para aproveitar todas as suas maravilhas?

Cataratas do Iguaçú – Foto: Shutterstock – Curioso

Em alguns destinos, a experiência muda totalmente se visitados no momento certo. Para se aproveitar ao máximo, o viajante precisa estar atento às mudanças do clima e, consequentemente, dos cenários naturais. Afinal, é o volume das chuvas, a intensidade dos vento e a temperatura do ambiente que vão definir a quantidade de lagoas dos Lençóis Maranhenses, a presença de baleias no litoral da Bahia ou o tamanho das ondas em Fernando de Noronha, por exemplo.

A questão é que não adianta reclamar se você escolher ir para as Cataratas do Iguaçú em plena época de seca e se decepcionar. O certo é se informar bem sobre a hora certa de visitar certos pontos turísticos no país e para isso separamos umas dicas de quando ir ou não para esses lugares.

 

Fernando de Noronha – Foto: Shutterstock – Kanokratnok

Fernando de Noronha

Um dos maiores paraísos tropicais do mundo e a maior reserva da vida marinha no país, o arquipélago é um destino que pode ser visitado durante todo ano. Contudo, dependendo do mês do ano que você escolher para visitar, pode mudar totalmente sua experiência. De março a julho, durante a estação chuvosa, as poucas ruas da ilha viram um enorme lamaçal, o que torna fazer uma das diversas trilhas da região uma aventura bem suja e escorregadia.

Para os amantes do mergulho, o ideal é visitar a região entre agosto e novembro. Durante esses meses, o mar calmo ajuda a visibilidade debaixo d’água chegar perto dos 50 metros. Já durante janeiro e fevereiro é a melhor época para quem curte pegar onda.

 

Lagoa do Peixe - Foto: Marsemfim.com
Lagoa do Peixe – Foto: Marsemfim.com

Observação de baleias e aves

No Rio Grande do Sul, a Lagoa do Peixe (Parque Nacional da Lagoa do Peixe) é um enorme recanto para aves migratórias de todo o continente americano. Entre julho e novembro, milhares de aves de mais de 270 espécies, como cisnes, flamingos e maçaricos chegam fugindo do frio do hemisfério norte. Vindas de países como Estados Unidos e Canadá, elas se encontram por lá em busca de abrigo e alimento. Um prato cheio para os amantes e admiradores de pássaros. Além disso, a Lagoa é conhecida pelos belos faróis e restos de barcos naufragados.

Em Abrolhos, no Parque Nacional Marinho, no sul da Bahia, a grande atração para os binóculos vêem nos meses de julho a novembro: as magníficas baleias jubarte. Migrando de latitudes mais frias, elas escolhem as águas quentes que cercam as ilhas para se reproduzir e amamentar seus filhote.

 

Jacaré Pantanero - Foto: Shutterstock - Filipe Frazão
Jacaré Pantanero – Foto: Shutterstock – Filipe Frazão

Pantanal

Nos dois estados por onde o Pantanal se estende, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o cenário que o turista vai encontrar é impreterivelmente definido pelas chuvas e pela seca. Considerado o melhor momento para visitar a região, a época da seca é quando a maioria dos animais circula livremente e sua chance de se deparar com um onça é muito maior. Se é isso que você procura, visite a região entre maio e setembro. Se você curte calor intenso e muita chuva, opte por conhecer o Pantanal nos meses de janeiro a março. Durante outubro e novembro, quando as temperaturas podem chegar a 45ºC, a chuva possibilita passeios de barco pelos alagados e a observação de aves, jacarés e peixes a procura de alimento. Diferente dos mamíferos, que se refugiam nas regiões mais altas.

 

Cachoeira congelada no Morro das Torres - Urupema - Foto: Marília Oliveira
Cachoeira congelada no Morro das Torres – Urupema – Foto: Marília Oliveira

Serra Gaúcha e Catarinense

O que se pode esperar destes lugares senão frio? Na região de Gramado e Canela, na Serra Gaúcha, onde as temperaturas são amenas durante todo o ano, visitar a região entre junho e julho – agora é um bom momento! – faz tudo ficar mais mágico ainda. Com temperaturas que podem chegar abaixo de zero e até pode nevar, a culinária da região e o aconchego europeu fazem desses dois municípios destinos românticos perfeitos.

Já no município de Urupema, em Santa Catarina, onde as temperaturas chegam a – 7ºC em julho, a atração principal são as cenários criados pelo frio. O famoso Morro das Torres, cujo topo chega a mais de 1700 metros acima do nível do mar, oferece belas cachoeiras em suas encostas, que congelam em dias de frio extremo e oferecem uma belíssima paisagem para os visitantes.

 

Lençóis Maranhenses - Foto: Shutterstock - Ostill
Lençóis Maranhenses – Foto: Shutterstock – Ostill

Lençóis Maranhenses

Além do difícil acesso, essa maravilha da natureza tem seus segredinhos. Se você optar por viajar para lá fora em novembro não será uma boa idéia. Muitas das lagoas somem por causa da seca do fim do ano. Além disso, a paisagem muda drasticamente durante esse mês. Portanto, opte sempre em conhecer ou visitar os Lençóis Maranhenses entre os meses de maio a outubro.

 

Manaus - Foto: Shutterstock - FCG
Manaus – Foto: Shutterstock – FCG

Manaus

Exceto pelo Pantanal, todos os outros destinos não sofrem nem de perto com a quantidade de chuvas quanto a região amazônica. Começando em dezembro e perdurando até meados de junho, as chuvas caem sem dó nem piedade em Manaus e região, inundando regiões de floresta e igarapés. Como não existe uma estação seca na Amazônia, a melhor época para conhecer as riquezas da maior bacia hidrográfica do planeta é quando as pancadas de chuva são mais curtas e de menos intensas, de julho a setembro.

Bom, depois dessas dicas, o melhor é pensar bem antes de programar sua viagem para algum destes destinos. Assim, você não tem porque reclamar que a experiência não foi o que você esperava.

 

Fonte: Ministério do Turismo
Foto destaque: Shutterstock Copyright T photography

 

Quem escreveu

Jo Machado

Data

07 de May, 2015

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter