De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Uma conexão, uma proposta

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

08 de January, 2014

Share

 

 Aeroporto de Casablanca, Marrocos. Conexão de 50 minutos.

 

Lendo um guia da Istambul com café. Homem de barba, túnica e chapeuzinho se aproxima.

– Can I sit?

(Posso sentar?) 

– Sure.

 (Claro.)

 

Arranca o guia da minha mão.

 

– You going Istanbul?

(Você ir Istambul?)

– Yes, I`m flying there.

(Sim, estou esperando um vôo para lá.)

– Did you like Morocco?

(Você gostar Marrocos?)

– I don`t know, I haven`t been here. It is just a conexion flight.

(Não sei. Não fiquei aqui, estou apenas em conexão)

– Ah, you want to come Morocco?

(Ah, você quer vir Marrocos?)

– Sure, at some point I will come to visit.

 (Claro, em algum momento venho para Marrocos passear)

 

Olha para mim com surpresa.

 

– So, you come Morocco?

(Então, você vir Marrocos?)

– Yes, I will someday, just right now I`m going to Istanbul and not Morocco.

(Claro, um dia eu venho. Mas agora estou indo para Istambul e não para o Marrocos).

– I give you a house and a car in Morocco.

(Eu dar a você casa e carro em Marrocos)

– Thanks, thats very nice of you. Write your email and when I visit I will let you know.

 (Muito obrigada, muito gentil. Escreva seu email e quando eu vier te aviso).

 

– So, you come Morocco? With me?

(Então você vir Marrocos? Comigo?)

– Well someday when I visit I let you know.

(Claro, um dia eu venho e te aviso.)
– You marry me and I give you a house and a car.
 (Você casar comigo e dou casa e carro em Marrocos.)
 

Comecei a rir, para logo perceber que falava sério.

– Oh, I `m sorry. I thought you were offering hospitality, I didnt realize it was a marriage proposal. No, but thank you for the offer.

(Ah, desculpe. Achei que você estava oferecendo hospitalidade, não uma proposta de casamento. Não, mas obrigada pela oferta.)

-Why not? You married?

(Por que não? Você casada?)

– No, I`m not married. But why do you want to marry me?

(Não, não sou casada. Mas aliás, por que você quer casar comigo?)

– You young and beautiful.

(Você nova e bonita)

– Well beautiful is a matter of taste but  definitely not that young.

(Bonita é questão de gosto, mas certamente não sou tão nova).

– How old are you?

(Quantos anos?)

– 34.

(34.)

 

Fica desapontado.Reflete sobre a oferta

– But you still can make babes, right?

(Mas você ainda pode fazer bebês?)

– Hum… I would guess, but never got tested.

(Hum… diria que sim. Mas nunca fiz um teste)

 

Hesita. Para concluir:

– Ok, So I give you a house and a car, you come to Morocco. You need to marry fast.

(Ok, te dou uma casa e um carro, você vir Marrocos. Você precisa casar logo)

 

Dos 1433 contra-argumentos que passaram pela minha cabeça, achei o mais legítimo: 

– I already have a house and a car.

(Mas eu já tenho uma casa e um carro)

– So what do you want?

(Então o que você quer?)

 

Por respeito, guardei para mim mesma aquela piada sobre camelos. No timing perfeito, o vôo foi anunciado e me despedi do meu quase-futuro-marido.

 

Foto: Wikipedia

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

08 de January, 2014

Share

Vanessa Mathias

Seu exacerbado entusiasmo pela cultura, fauna e flora dos mais diversos locais, renderam no currículo, além de experiências incríveis, MUITAS dicas úteis adquiridas arduamente em visitas a embaixadas, hospitais, delegacias e atendimento em companhias aéreas. Nas horas vagas, estuda e atua com pesquisa de tendências e inovação para instituições e marcas.

Ver todos os posts

Comentários

  • parabéns!!!!!!!!!! duca!
    - Felipe Nuno
  • Ótimo texto mesmo, bem verdadeiro. Já senti diversas dessas coisas! Parabéns pela sua inspiração!
    - abobeda
  • lindo Jo!!! parabéns pelo delicioso texto inspirador <3
    - Lalai Persson

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.