Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Porque passar o reveillon em Helsinque

Quem escreveu

Gaía Passarelli

Data

18 de December, 2014

Share

Quando você pensa em Escandinávia, pensa em arquitetura moderna, muito verde, comida criativa e atitudes progressistas em relação à direitos humanos e ambientalismo? É isso que você vai encontrar na capital da Finlândia, uma cidade viva e jovem como as colegas Copenhagen ou Estocolmo.

Helsinque é lar de chefs premiados, como Sasu Laukkonen (do Chef & Somelier), Pekka Terävä e Petri Lukkarinen (do estrelado Olo) que fazem parte de um movimento de valorização dos ingredientes do norte da Europa, o new Nordic cuisine. Também é onde as pessoas mais bebem café em todo o planeta e, portanto, de cafés charmosos e aconchegantes (como o Anton & Anton).

A arquitetura da cidade é muito celebrada, com exemplos incríveis de construções modernas em rocha (veja a Temppeliaukion Kirkko, ou “igreja de pedra”) ou madeira (a Kulttuurisauna, construída em 2012) . Todo branco e suave, o Museu de Arte Contemporânea também é de derrubar queixos de admiradores de arquitetura.

Há um clima de comunidade que dura o ano todo mas é especialmente percebido nos meses de primavera e verão, quando as pessoas saem as ruas e realizam feiras de produtos locais, piqueniques, festivais de música e exposições de arte ao ar-livre.

helsinki4_0

Porque ir: Se no Brasil o réveillon é desculpa para beber na beira do mar e pular ondas fazendo pedidos para Iemanjá, na Finlândia é o período mais escuro do ano. Talvez por isso mesmo os helsinquianos gostem de celebrar com fogos de artifício, algo levado tão à sério que em setembro há um concurso para escolher quem vai iluminar o céu da cidade. No comecinho de janeiro o Lux Helsinki volta a iluminar a capital finlandesa: light artists projetam luzes coloridas sobre monumentos e parques, com efeito mágico. Em 2015 o festival dura cinco dias e começa em 04/01. Aqui tem um gostinho.

Sendo inverno, aproveite o tanto que Helsinque é bacana para compras, visitando lojas como a colorida Marimekko e a sóbria Gaudette. Basta dar um rolê pelo Design District e se perder em suas lojas e cafés, mas a TimeOut também tem um guia esperto. Peças úteis de design simples e inteligente, parte importante do bom gosto escandinavo, podem ser encontradas (desde 1935!) na companhia Artek. Os nomes do design contemporâneo podem se encontrados no Design Forum Shop.

O que fazer na virada: Tem disposição para encarar o frio, que nessa época do ano chega à -20 Cº? Então vá para a Senate Square (Senaatintori) onde se comemora a virada de ano desde 1930.  Além do calor humano, há apresentações musicais e uma queima de fogos de proporções épicas, que começa por volta das 19h e vai madrugada adentro. O Kallio é o bairro moderno da cidade, cheio de restaurantes, galerias e clubs, onde fica o Siltanem – um dos bares/clubs bacanas da região com festa de réveillon programada. Se o seu lance é underground, caia no Kuudes linja, praticamente uma instituição local. E se você estiver comemorando a virada de ano como convidado na casa de uma família finlandesa, pergunte sobre o tin melting. É um antigo costume de derreter um pedaço de metal para ver o futuro.

Saiba mais
http://www.12hrs.net/guides/12-hrs-in-helsinki
http://www.timeout.com/travel/features/691/the-time-out-weekenders-guide-to-helsinki
http://www.visithelsinki.fi/en/whats-on/events-in-helsinki/new-years-eve-senate-square

Foto destacada: A Catedral de Uspenski por Lassi Kurkijärvi.

Quem escreveu

Gaía Passarelli

Data

18 de December, 2014

Share

Gaía Passarelli

Gaía Passarelli é paulistana de nascença, autora do livro "Mas Voce Vai Sozinha?"(Globo, 2016) e do blog How to Travel Light. Encontre-a em gaiapassarelli.com

Ver todos os posts

Comentários

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.