Viagem

Por que a Noruega está entre os lugares mais incríveis da Terra?

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

14 de January, 2014

Share

Estive cinco vezes na Noruega, uma vez no verão, uma no outono e três no inverno. A primeira fui num verão para Oslo e depois Trysil, uma estação de esqui onde o Ola tem um refúgio particular, e outras 2 vezes para o mesmo lugar no inverno, para esquiar, sempre levando amigos a tiracolo. A última empreitada foi mais ao norte, quando fiz a viagem Kiruna (Suécia)-Lofoten. Apenas Oslo, por alguma razão, não me pegou. Acho a cidade relativamente chata, mas talvez eu não a explorei o suficiente. Estou sempre prometendo que darei uma chance à cidade. De qualquer forma a Noruega é muito (mas muito mesmo) além-Oslo.

shutterstock_63445933
Crédito foto: Pincasso – Shutterstock.com

O país é de uma beleza de tirar o fôlego. Eu já chorei algumas vezes com essa beleza norueguesa, que possui uma natureza bem peculiar. O Huffington Post fez um texto sobre os 25 motivos que levam a Noruega a ser o melhor lugar na terra. Olhando a lista, realmente a vontade é de arrumar a mala e fazer uma viagem ao país de ponta a ponta. Só não dá para esquecer que a Noruega também é país extremamente caro. Na lista das 20 cidades mais caras do mundo em 2013, Oslo reina no primeiro lugar – preço médio da cerveja num bar USD14 -, e Stavanger, a terceira. Para ter uma ideia, Tokyo está em 6º lugar.

Mas mesmo sendo cara, o país merece estar na lista dos 5 lugares para ir antes de morrer. Ao invés de 25, eu escolhi 20 razões que fazem a Noruega um lugar incrível:

1) É o país mais feliz do mundo

Para criar esse ranking, são avaliados vários fatores de 156 países entre eles saúde, liberdade, expectativa de vida e suporte social (o Brasil está em 22º, para se ter uma ideia, aparentemente a felicidade não está tão distante assim da gente). Em 2016 o país era o quarto da lista, mas neste ano deixou a Dinamarca para trás.

shutterstock_116387362
Arco-íris sobre barco em ilha na Noruega – Crédito foto: Nicram Sabod – Shutterstock.com

2) O país é realmente seguro

A taxa de crimininalidade é baixa, é o 7º país mais seguro do mundo no ranking mundial. É tão bom andar por aí sem qualquer tipo de medo, não é?

Crédito foto: 0399778584 / Shutterstock.com
Crédito foto: 0399778584 / Shutterstock.com

3) Tem uma lei chamada “ALLEMANNSRETT

O que significa “todos os direitos do Homem”. É o ir e vir, a lei dá direito de acesso e passagem a qualquer terra não cultivada. Você pode armar a barraca e acampar ou mesmo atravessá-la e ninguém terá o direito de impedir, só não pode estender sua estadia por muitos dias no mesmo lugar. Isso se torna ainda mais incrível quando você viaja por lugares tão lindos, com uma barraca no porta-malas, permitindo que você passe a noite onde bem entender sem pagar nada.

shutterstock_1805017
Camping em Bogstad – Crédito foto: Shutterstock.com

4) Trolltunga oferece o melhor lugar para tirar uma foto

Além da foto que irá tirar de um lugar incrível e deixar metade do planeta com inveja, a vista de Trolltunga é de cair o queixo. Vai ser difícil superar tal locação, com montanhas ao redor e os fiordes abaixo dos pés. Trolltunga, como pode se ver na foto, é uma pedra que se estende horizontalmente para fora da montanha, 700m acima do lago Ringedalsvatnet, em Skjeggedal, e 1100m acima do nível do mar. O lugar também foi considerado o mais assustador no Instagram. Mas prepare-se, são cerca de 10 horas de caminhada para chegar ao topo. São 400km a noroeste de Oslo. Para os corajosos, é possível fazer base jumping por lá.

shutterstock_155430065
Homem sentado na pontinha de Trolltunga – Crédito foto: Alex Emanuel Koch – Shutterstock.com

5) E também Kjeragbolten

Para chegar até esse lugar, é necessário pegar uma balsa, viajar 2h30 atravessando toda a extensão do fiorde, dirigir um pouco e depois caminhar 3 horas. A pedra fica presa numa fenda a mil metros de altura. Claro que as pessoas descem e tiram fotos em cima da pedra. Achei até um carneiro posando na pedra. Kerag fica a 200km ao sul de Trolltuga.

Crédito foto: http://www.flickr.com/photos/deeds/
Crédito foto: http://www.flickr.com/photos/deeds/

6) Todas as cidades são exuberantes

Além de serem cercadas de verde e o caos urbano passar longe da Noruega. Mesmo Oslo não dá para considerar uma selva de pedra.

Bergen - Noruega
Bergen – Noruega

7) Frederikstad Fortress é uma antiga “Wonderland”

Difícil tarefa traduzir fielmente “terra das maravilhas” nesse título, mas não achei nada muito adequado. A fortaleza Frederikstad foi construída em 1567 com uma cidade dentro, conhecida como Cidade Velha. Hoje é considerada uma das “fortalezas cidade” mais velhas e bem preservadas da Escandinávia. Frederikstad tem cerca de 80 mil habitantes, sendo 300 pessoas vivendo dentro da fortaleza. A cidade fica a 100km ao sul de Oslo. Fácil chegar lá :)

Frederikstad. Foto: wikimedia

8) Fiordes

A Noruega é um dos países que mais têm fiordes no mundo. São cerca de 1190 entre Noruega e a ilha Svalbard. Já visitamos alguns e são de cair o queixo.

Crédito Foto: Vlada Z / Shutterstock.com
Crédito Foto: Vlada Z / Shutterstock.com

9) Alugar uma casa de pescador

Ok, a gente também pode fazer isso aqui no Brasil, mas vamos concordar que as nossas, apesar do charme especial, não são tão charmosas como as cabines (assim chamadas) de pescadores noruegueses. Aluguei uma em 2012 super fofa, aconchegante, com um deck para o mar e um barquinho preso a ele, além de uma vista inacreditável. É fácil alugar, costumam ter bons preços e as localizações são sempre um show a parte, que raramente você irá encontrar num hotel.

Cabine de pescador em Lofoten (onde fiquei), Noruega - Crédito foto: Alexander Erdbeer - shutterstock.com
Cabine de pescador em Lofoten (onde fiquei), Noruega – Crédito foto: Alexander Erdbeer – shutterstock.com

10) Assistir ao sol da meia-noite

Quando decidi casar, a ideia era que o casório rolasse em Lofoten, que além de ser um dos lugares mais lindos que conheci, ainda tem sol da meia-noite durante o verão. O sol da meia-noite acontece no verão em lugares acima do Círculo Polar Ártico. Além de oferecer um espetáculo a parte, também proporciona atividades na madrugada que só com a luz do sol é possível fazer. Prepare-se para um estranhamento e uma dificuldade imensa em dormir no início.

Sol da meia-noite em Lofoten, Noruega - Crédito foto: Zbynek Burival - shutterstock.com
Sol da meia-noite em Lofoten, Noruega – Crédito foto: Zbynek Burival – shutterstock.com

11) Ir para onde o nasceu o esqui

Em 1870 nasceu o esqui moderno nos pés do noruguês Sondre Auverson, considerado hoje pai do esqui “telemark”, em que os pés não ficam presos ao esqui no calcanhar. A cidade natal do esqui é Mogerdal, que fica cerca de 200km de Oslo. Apesar da Noruega não ser tão procurada para práticas de esqui, o país conta com boas estações. No próximo carnaval estarei esquiando na maior estação de esqui norueguesa: Trysil, em que você encontra basicamente noruegueses, suecos , dinamarqueses e russos (recente). Brasileiros geram bastante curiosidade e sempre boa conversa por lá.

Crédito foto: Ola Persson - esqui em Trysil
Crédito foto: Ola Persson – esqui em Trysil

12) Tem aurora boreal… às vezes tempestades dela

Ultrapassou o Círculo Polar Ártico entre outono e inverno, já vai ter grandes chances de ver aurora boreal, espetáculo da natureza que está presente no nosso imaginário. A partir de setembro já é possível vê-la dançando no céu.

Aurora Boreal em Tromsø, norte da Noruega - Crédito foto: SurangaSL - shutterstock.com
Aurora Boreal em Tromsø, norte da Noruega – Crédito foto: SurangaSL – shutterstock.com

13) A Noruega tem o maior túnel do mundo

Tudo bem que ninguém curte ficar preso num túnel, mas o túnel de Laerdal foi construído de um jeito diferente para não estressar o motorista que atravessar os 24,5km de sua extensão. O túnel foi dividido em 4 seções separadas por 3 grandes cavernas coloridas, o que faz do lugar uma atração por si só. Ele está localizado na estrada E16 que separa Oslo de Bergen (outro lugar que está no “tem que ver” na Noruega).

Túnel Laerdal - Crédito foto: Tatiana Popova - shutterstock.com
Túnel Laerdal – Crédito foto: Tatiana Popova – shutterstock.com

14) Animais selvagens

Quem nunca sonhou em abraçar um urso polar? Bem, a má notícia é que não rola, pois se chegar perto de um, a sua chance de ir dessa para uma melhor é de 110%. A Noruega tem um reino animal daqueles que habitam nossas fofuras e cartões postais durante o natal: renas, ursos polares, linces, lobos entre uma lista enorme. Em Svalbard, uma ilha a 1.000km do Pólo Norte, é possível ver (de longe) lindos ursos polares. Essa mereceu 2 fotos :)

Ursos polares - Crédito foto: AndreNita - shutterstock.com
Ursos polares – Crédito foto: AndreNita – shutterstock.com
Cuidado: urso polar atravessando a estrada, em Svalbard - Crédito foto: Avatar_023 - shutterstock.com
Cuidado: urso polar atravessando a estrada, em Svalbard – Crédito foto: Avatar_023 – shutterstock.com

15) É possível esquiar no verão

Afinal há lugares em que a neve fica lá eterna. Você pode seguir para Jostedalsbreen, lugar cheio de geleiras, ou Stryn Summer Ski Center. É possível esquiar durante o mês de maio ou final de julho/início de agosto. Claro, que vale consultar antes de ir quais as condições climáticas para não dar de cara com o gelo.

Grupo dos turistas está escalando uma geleira - Crédito foto: Oleg Kozlov - shutterstock.com
Grupo dos turistas está escalando uma geleira – Crédito foto: Oleg Kozlov – shutterstock.com

16) Tem cidades lindas como Ålusund

Lugar perfeito para quem quer arrasar no Instagram. A cidade tem apenas 98km2 de área, cerca de 43.000 habitantes e foi completamente destruída num incêndio em 1904, sendo reconstruída posteriormente no estilo art noveau. Atualmente Ålusund é considerada a capital do bacalhau, na Noruega.

Ålusund no verão - Crédito foto: BigRoloImages - shutterstock.com
Ålusund no verão – Crédito foto: BigRoloImages – shutterstock.com

17) Fazer um cruzeiro no Geirangerfjord

Melhor do que ver fiordes, é atravessá-los num barco ou navio. Colocar na lista um cruzeiro pelo Geirangerfjord, é se preparar para uma vista de tirar o fôlego, arrepios e fotografar eternamente (porque a gente não resiste, não é mesmo?). Geirangerfjord é considerado uma jóia especial da Noruega, tem 15km de extensão, fica a 100km de Ålesund (olha a oportunidade!), tem 600m de profundidade, é patrimônio da humanidade declarado pela Unesco. Só por curiosidade, o Geirangerfjord não passa perto na sua profundidade em relação ao Sognafjorden, que tem 1220m, sendo o mais profundo do país.

Cruzeiro no Geirangerfjorden - Crédito foto: Vlada Z - Shutterstock.com
Cruzeiro no Geirangerfjorden – Crédito foto: Vlada Z – Shutterstock.com

Promete que se for para lá, vai se dar ao luxo de se hospedar no Juvet Landscape Hotel?

Crédito foto: http://www.archdaily.com
Crédito foto: http://www.archdaily.com

18) Dirigir pela Atlantic Ocean Road

Atlanterhavsveien, conhecida como Atlantic Ocean Road, está entre as mais belas rodovias do mundo. A estrada completa tem 8.274km, vários trechos recortando o mar azul entre diversas ilhas, algumas não habitadas, além de contemplar muitas montanhas ao redor. O trecho famoso, da foto abaixo, tem cerca de 7km. É outra paisagem de tirar o fôlego. Caso deseje ir para Ålesund, vale pegar um carro lá e dirigir pela E39 em direção ao norte. São cerca de 130km para atravessar essa área.

Imagem: http://strangesounds.org/
Imagem: http://strangesounds.org/

19) Tem um dos melhores bacalhaus do mundo

Senão o melhor. Eu nunca fui fã de peixe até o dia em que cheguei na Noruega, onde comi uma sopa de bacalhau com creme de leite fresco, que entrou para a minha lista dos melhores pratos que já comi. Foi de comer de joelhos. Então não se preocupe se você não curte peixe, pois você vai voltar gostando. Dá uma olhada no varal de bacalhaus secando ao sol no belíssimo (outro lugar “tem que ir”) arquipélago Lofoten.

Bacalhau secando ao sol em Lofoten - Crédito foto: Zbynek Burival - Shutterstock.com
Bacalhau secando ao sol em Lofoten – Crédito foto: Zbynek Burival – Shutterstock.com

20) A Noruega tem cerca de 50 mil ilhas, 450 mil lagos e 1.190 fiordes

Não é uma viagem tipicamente urbana. É viagem para ficar sem fôlego com a natureza, pois a Noruega foi brindada com uma das mais incríveis do mundo. Diferente em cada estação do ano, quando no verão a noite é praticamente nula e, no inverno os dias são curtos demais. É uma viagem para relaxar velejando, caminhando ou mesmo, dirigindo. A vontade é de sair cortando o país de ponta a ponta, pois em cada parte tem um novo ponto para fazer seus olhos brilharem.

Fiordes noruegueses - Crédito foto: Vlada Z - Shutterstock.om
Fiordes noruegueses – Crédito foto: Vlada Z – Shutterstock.com

Ainda não está convencido sobre a Noruega. Dá uma espiada nessa lista aqui e abra cada um dos links.

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

14 de January, 2014

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter