Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

A beleza do Perito Moreno

Quem escreveu

Ola Persson

Data

05 de December, 2014

Share

O local com maior concentração de gelo, além da Antártida e Groenlandia, fica no parque nacional Los Glaciares na Patagônia. Entre as geleiras que compõem essa grande massa de gelo, o Perito Moreno, além de ser o principal destino turístico, é uma das poucas geleiras que não está em recuo no mundo. Desde 1917, a fronteira da geleira manteve-se oscilando no mesmo ponto onde está hoje em dia.

foto: Galina Barskaya / shutterstock.com
foto: Galina Barskaya / shutterstock.com

A face da geleira forma uma parede imponente que por 4 quilômetros eleva-se entre 50 e 70 metros acima do Lago Argentino. O gelo se estende por um área que cobre 250 km² e tem 30km de comprimento. Ou seja, um pouco maior do que a área de Buenos Aires.

foto: Hugo Brizard / shutterstock.com
foto: Hugo Brizard / shutterstock.com

A geleira chega a alcançar o outro lado do Lago Argentino fechando uma parte do lago, o Brazo Rico. Com a passagem da água para a parte principal do Lago Argentino, o Brazo Rico chega a ter uma cheia 30 metros acima do nível do lago principal.

Foto: shutterstock.com / American Spirit
Foto: shutterstock.com / American Spirit

Quando a pressão fica alta o suficiente, a água começa a achar caminhos embaixo do gelo. Ao passar do tempo, a passagem gerada pelo fluxo fica tão grande que forma um arco. Quando o arco formado finalmente colapsa, é um acontecimento de tirar o fôlego de qualquer um. Os intervalos do acontecimento variam bastante, de vez em quando acontece por dois anos seguidos, outras vezes chega a levar 10 anos para se repetir.

O centro de visitas fica perto da ponta onde o glacial fecha o lago, de la dá para assistir e ouvir o barulho quando os blocos de gelo se soltam da parede para formar icebergues. A melhor época para ver esse grande espetáculo da natureza é entre novembro e abril. O centro de visitantes fica a cerca de 2 horas de ônibus de El Calafate, a cidade mais próxima de Perito Moreno.

foto: Christian Saez / shutterstock.com
foto: Christian Saez / shutterstock.com

Além da vista a partir do centro de visitas, há excursões de trekking e passeios de barco para quem quer ver a geleira do lago, que tem a cor da água marcada pelos minerais que a geleira acaba levando das pedras ao longo do seu caminho.

meunierd / Shutterstock.com
meunierd / Shutterstock.com

Quem escreveu

Ola Persson

Data

05 de December, 2014

Share

Ola Persson

Viaja sempre com uma mochila com camera, laptop e kindle e uma mala pequena de roupas. Nela leva mais uma mala vazia que vai enchendo ao longo da viagem. Não é fã de pontos turísticos, não gosta de muvuca e foge de filas, mesmo que seja para ver algo considerado imperdível. Por isso nunca subiu na Torre Eiffel, mesmo tendo ido várias vezes à Paris. Acredita que uma boa viagem é sentir a cidade como morador. Tanto que foi pra São Paulo em 2008 e ainda está por lá.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.