De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

Bons sonhos em pleno vôo

Quem escreveu

Jo Machado

Data

22 de May, 2014

Share

Dormir em aviões, especialmente na classe econômica, tende a ser um dos grandes desafios de todas a viagens aéreas. Não eximindo os trens e ônibus dessa dificuldade. Mas convenhamos, cabines de aviões geralmente são ambientes mais difíceis para nos acostumarmos e conseguirmos relaxar. Pessoas passando por cima de você, o ruído de filmes, video games, instruções da tripulação, motores, crianças gritando. Aquele feixe de luz do sol derramando da janela do seu vizinho a 35.000 pés de altura? Nossa! Com todas as distrações e aborrecimentos das longas viagens, o que fazer para apaziguar esse sofrimento? Se você é do tipo que luta para tirar uma soneca ou entrar em sono alpha, você não está sozinho. Mas escolher o lugar certo, trazer o equipamento certo e fazer algumas pequenas mudanças em seus hábitos pode ajudá-lo a dormir melhor em sua próxima viagem.

Escolher o assento é uma questão de sabedoria

A localização do assento pode ser um dos fatores mais importantes para o quão bem – ou mal – você dorme em sua viagem. Tente pegar um assento na janela, se possível; ele vai te dar um espaço a mais para se encostar e tirá-lo do caminho de outras pessoas que estão na sua linha de poltronas, que não têm que lutar com você a cada vez que precisem usar o banheiro. Ah, e você também vai ter algum controle sobre a janela!Pense duas vezes antes de escolher um assento na saída de emergência ou na primeira fileira da aeronave. Claro, o espaço extra é grande, mas alguns bancos da saída de emergência não reclinam (de modo que eles não serão um obstáculo em caso de emergência), e alguns lugares da primeira fila tem apoios de braços que não levantam. Dormir em uma poltrona dessas é como dormir em uma camisa de força, especialmente se o banco ao seu lado está desocupado, ou pior, toda a linha está vazia. O que poderia ter sido um bom recanto de sono agora é mais como um simples assento de avião. Desperdício puro! Ah, sem esquecer que geralmente esses assentos da primeira fileira são reservado para famílias que viagem com crianças e bebês, ou seja: barulho na certa!
Outra área a evitar é a última linha do avião. Mais uma vez, talvez os bancos não reclinem ou reclinem parcialmente, e eles são muitas vezes localizados perto dos banheiros – onde tanto barulho quanto odor podem ser um problema. Foi o que aconteceu comigo na minha última ida para Europa. Um vôo da Lufthansa lotado e lá estava eu, mal posicionado, ouvindo conversa dos comissários e sentindo os odores alheios. Sugiro a penúltima fileira, no caso!Além disso, os assentos perto da parte traseira do avião pode ser mais ruidosos devido aos motores, ter mais trepidação por conta das turbulências e da cozinha – tilintando tilintar. Mas também é mais provável que você vai ter um par de lugares (ou até mesmo uma linha inteira) para si – e o espaço extra pode compensar o ruído extra. Sem esquecer que tudo isso vale para trens e ônibus, cuja configuração é diferente apenas pelas asas! Brincadeira! Mas realmente, o formato das cabines é essencialmente o mesmo.Se quiser entender melhor, confere aqui no SeatGuru.com, que oferece mapas de assento com códigos de cores para quase todos os modelos de aeronaves.

shutterstock_190696265

Liberte-se da bagagem de mão

Se você tiver duas malas de mão, pode acabar tendo que acomodar uma delas sob seus pés, o que limita o seu espaço para as pernas, tornando mais difícil relaxar e achar uma posição boa para dormir. Em vez disso, carregue tudo em um mala só para que caiba no compartimento de bagagem e mesmo assim mantenha algumas pequenas necessidades nos bolsos externos da mala, como livro ou revista, ipad, fones de ouvido. Antes de colocar sua mala no compartimento de bagagem, retire os itens importantes que você vai precisar durante o vôo e coloque-os na parte de trás do assento a sua frente.Lembrando que a Federal Aviation Administration (FAA) adverte contra o acondicionamento dos itens pessoais no bolso do encosto do banco por razões de segurança, mas afirma: ” Itens leves e pequenos, como óculos ou um telefone celular, podem ser colocados no bolso do assento sem exceder o tamanho total do bolso e sem atrapalhar ninguém na hora de evacuar a fileira de bancos, pode ser seguro fazê-lo.” Mas isso não impede que os comissários solicitem a você que coloque tudo de volta na mala de mão lá no compartimento de bagagem.Bom, agora vamos a algumas maneiras de sobreviver a um daqueles vôos de longa duração?!

Esqueça a cafeína

Especialmente em um vôo diurno, onde até mesmo a vista da janela pode ser uma distração, você vai achar que é muito mais difícil dormir e se você tem cafeína correndo em suas veias, a coisa piora! Se quiser dormir, resista à tentação de tomar uma xícara de café ou um refrigerante, opte por água ou suco quando a aeromoça com seu carrinho mágico chegar.


shutterstock_67576183

Reivindique cobertores e travesseiros!

Nem sempre há cobertores e travesseiros suficientes na cabine. Mesmo que não julgue necessário, peça! Mesmo que não utilize, as vezes um cobertor pode virar um travesseiro a mais se enrolado ou pode aquecer quando o ar condicionado estiver bombando. Novamente, experiência própria!E o tal travesseiro de pescoço?
Particularmente, eu não me adapto. Muitos viajantes matariam por seus travesseiros de pescoço. Eu acho que eles são muito grandes na parte de trás, o que inclina a cabeça para a frente, sem oferecer nenhum apoio debaixo do meu queixo para segurar minha cuca que acaba de ser empurrada para a frente. Mas tem gente que se adapta, vai de pessoa para pessoa.

Liberdade para os pés

Este é um assunto controverso! Algumas pessoas arrancam seus sapatos assim que entram no avião: eu! Outros nem sonham com isso. Além disso, há a questão de manter sua circulação fluindo. Mas use meias limpas! Chulé a bordo não rola. Se você é do tipo que costuma ficar descalço em vôos, use sapatos que você possa tirar com facilidade. Desta forma, você não vai ter que ficar amarrando cadarços e distribuindo cotoveladas nos vizinhos. Em vôos internacionais, algumas companhias aéreas dão meias que vão mantê-lo quentinho e ajudar a circulação em seus pés.

Ajudinha para dormir?! Porque não?

Sim, sou a favor de tomar algum sonífero!
Dramin é o cara! Este remédio para enjôo é uma droga muito comum para dormir em vôos. Mas cuidado, ele vai te baquear legal! E os conselhos para não operar máquinas pesadas, como por exemplo um carro, são para serem atendidos. Se você estiver em um vôo curto ou precisa estar alerta quando acordar, melhor deixar pra lá.

Os fones de ouvido

Ouvir música suave pode ajudar a distrair e acalmá-lo para um sono tranqüilo. Para melhores resultados, tente fones de ouvido daqueles que tampam a orelha toda e de melhor qualidade que aqueles oferecidos pelas companhias aéreas. Eles são caros, mas ajudam a fugir do ruído do motor e outras distrações. E você também pode optar por um daqueles plugues de ouvido, que são menos eficazes e mais baratos. Custo benefício, sabe?

A hora certa de reclinar sua poltrona

Em um mundo perfeito, todo mundo reclinaria seus assentos assim que o sinal que a aeronave entrasse em velocidade de cruzeiro. No entanto, não é bem assim. Para evitar constrangimentos, sempre olhe para trás para garantir que o caminho está livre antes de apertar o botão para colocar o banco de trás. Se seu coleguinha de trás estiver tomando um café, com o copo sobre a bandeja, podemos ter uma bagunça ou até queimaduras. E por favor, ao levantar, não se agarre no encosto do banco dianteiro. O efeito catapulta para quem está na frente pode ser bem irritante ou até mesmo dolorido. Simples cortesia se aplica aqui!

Evite ser perturbado

Ao entrar na aeronave, avise os comissários de bordo que você quer dormir – de maneira que ele ou ela saberão que não devem perturbá-lo quando bebidas e comidas forem servidos. Se você está sob um cobertor, certifique-se que o cinto de segurança afivelado está por cima dele para que fique visível em todos os momentos. Isso é crucial para evitar aquela batidinha no ombro!

Fique longe da luz, Caroline!

Flashes animados de telas de tv, luzes de leitura, luzes de cabine, luz solar estourando em em um vôo no sentido leste – tudo isso pode perturbar seu sono . Arranje uma máscara de olho! Algumas companhias aéreas fornecem, mas é melhor para manter uma em seu kit de viagem por segurança.

shutterstock_190324646

Cocoricó!

A pior parte de dormir é acordar, eu sempre digo! É ainda pior em um avião, quando você está acordando para aquelas luzes, sons de motores e aquele sol tão brilhante que você pode ouví-lo.
Se for um vôo longo, considere deixar o alarme do telefone celular para tocar uns 45 minutos antes do pouso. Isso lhe dá tempo para ir ao banheiro, recolher o seu equipamento, colocar os sapatos, ouvir a previsão do tempo para o seu destino – você pode até convencer um atendente a te trazer uma xícara de café e sair do avião completamente desperto.
Viu, agora você está no seu destino final, completamente descansado e no máximo vai tirar um cochilo depois de comer algo e em seguida vai aproveitar a viagem. Bem melhor que descer em um aeroporto cambaleando, cansado e de mau humor, não é?
Foto do destaque: Shutterstock – Igor Stepovik

Quem escreveu

Jo Machado

Data

22 de May, 2014

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.