De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

TOPO DO MUNDO: Compras em farmácias

Quem escreveu

Renato Salles

Data

05 de December, 2013

Share

Se tem dois lugares que eu não resisto em conhecer em outros países são os supermercados e as farmácias. Os supermercados são inevitáveis, porque vira e mexe a grana ou o tempo estão curtos, e das gôndolas saem as refeições mais rápidas e inusitadas possíveis. Sem falar nas tentações que a gente se libera por estar de férias. Agora, farmácia é um fraco meu. Gosto de ver tudo que tem de diferente, e saio comprando um monte de coisa nova que não preciso, mas como geralmente é barato, não custa experimentar. Aqui vai uma lista de coisas que não deixo nunca de levar, específicas para o banheiro (nem todas exatamente de farmácia), que valem a pena, seja pelo custo, ou seja porque são incríveis mesmo.

1. Escovas de dente Tepe (Suécia)

A Dra. Ângela, minha fiel limpadora de gengivas, um dia me proibiu de usar a marca mais conhecida brasileira, porque ela disse que eles mudaram a fabricação e deixaram as cerdas duras. Para evitar uma bela retração gengival, ela me indicou essa marca Sueca, que é bem simplinha, mas macia e durável. Aqui no Brasil já está relativamente fácil de achar, mas uma única custa cerca de R$15. Lá na Suécia, eles vendem pacotes com 6 unidades, de cores variadas, que custam SEK50, o que convertendo vira, vejam só, cerca de R$15.

foto 3

2. Pasta de dentes Marvis (Itália)

Essa foi minha mais recente descoberta. Uma amiga italianófila me mostrou em uma farmácia em Milão, e me disse que ela é tida como uma das melhores pastas de dentes do mundo! E é produzida em Florença desde 1958. Tá, grande coisa, não deixa de ser só pasta de dentes. Mas eu fiquei imediatamente atraído pela embalagem, que é linda, e depois pelos sabores exóticos: Classic Mint, Ginger Mint, Jasmine Mint, Whitering Mint, Aquatic Mint, Amarelli Licorice e Cinamon Mint (eca!). Comprei logo uns 3 diferentes, e vou dizer, ela é deliciosa. Nada daquele sabor de hortelã cancerígeno que corta todo o barato do retro-gosto do almoço. O sabor de menta é leve e super agradável. Custa uns 4 Euros cada.

foto 2

3. Pomadas de Cabelo (todas)

Se tem uma coisa que virou vício mesmo é comprar pomada de cabelo pelo mundo. Pode ser na farmácia, no supermercado, qualquer lugar. É baratinho,eu uso praticamente todo dia, e gosto de experimentar de todos os tipo. O legal de comprar fora é que o mercado disso no Brasil é meio restrito, e por aí você encontra coisas muito diferentes. Tanto que não achei só pomada, mas também cera, cola, gel, geléia, pasta, argila, e por aí vão as denominações. A marca que domina o mercado no mundo é a Schwarzkopf, que eu gosto muito, mas tem muitas locais desconhecidas que são muito boas.

foto 5

4. Sabonetes líquidos Bath & Body Works (EUA)

Essa loja é como um Boticário americano. Tem em tudo que é lugar, é muito fácil de achar, e geralmente dá para se perder dentro da loja de tanta coisa que tem para vender. É tudo muito bom e barato. Ótimo se precisar comprar um presente baratinho (tipo para o povo da firma) e tem para mulher, homem e criança. Mas o que vale a pena mesmo é a seção de sabonetes líquidos. Os ‘sabores’ são tantos que a gente até se perde, mas é um melhor que o outro. E o melhor, quanto mais você compra, mais barato fica. Um custa uns 5, 3 sai por 10 e 4 sai por 12 dólares. Problema só é o peso na mala.

foto 1

5. Aesop (Austrália)

A primeira vez que tive contato com essa marca foi puramente porque queria ver o interior da loja, que era fantástico. Enquanto a mulherada se esbaldava em creminhos e loçõezinhas, eu fiquei zanzando e admirando a arquitetura. Daí um vendedor me abordou e praticamente me obrigou a experimentar umas coisas, e me prometeu que se eu usasse o hidratante deles, minha vida mudaria. A vida não mudou, mas meu conceito sobre cosméticos, sim. Nunca mais parei de usar, e sempre que possível o deles.

foto 4

Os produtos deles são todos feitos com matéria prima natural, as embalagens parecem saídas de um laboratório de química vintage, e fora isso, eles tem coisas interessantíssimas, como um enxágüe bucal sem alcool que não seca a saliva, e um desodorante de privadas em gotas. Eles estão expandindo as lojas próprias pelo mundo, mas tem um monte de representante por aí. Mas se puder vivencias as lojas, ah, prometo que você não vai se arrepender.

PS: Dá uma olhada em algumas lojas

aesop the strand 01 Aesop-Store-Design-2 Aesop-Store-Design-6 aesop

Quem escreveu

Renato Salles

Data

05 de December, 2013

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.