Bombay Saphire no Festival Path

Está pronto para inspirar-se, provocar-se e despertar a mais pura criatividade que existe em você? Acompanhe as novidades do Festival Path, com Bombay Sapphire!

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Amsterdã, a capital das bicicletas

Data

26 de November, 2014

Share

Amsterdã dispõe de um sistema de transporte público muito eficiente, seguro e relativamente pontual: bondes e metrôs encerram a meia noite, já o ônibus e o trem nacional funcionam 24 horas, depois da meia noite estão disponíveis de hora em hora. Outras opções incluem: alugar uma bicicleta, taxi (custa caro), taxi-bicicleta (no Centro), disco-taxi (incrível), a balsa (para o Norte), alugar um barco ou alugar um carro. A opção do carro está por último de propósito: estacionamento é caríssimo, vagas limitadas e tudo que se move terá mais prioridade que um carro nas ruas estreitas de Amsterdã. Para quem prefere reservar usando apps, as opções são: Uber, DriveUgo e TCA.

Data

26 de November, 2014

Share

Comentários

  • Caramba, Lalai sou muito seu fã. O guia tá completíssimo! Mesmo indo a Amsterdam tantas vezes (está para mim como Paris para você rsrsrs), consegui pegar várias dicas de lugares que não conhecia e já vou testá-las na próxima ida a AMS em julho. PARABÉNS!!!!
    - Ramon Lopes
  • Tem pra alugar bicicleta com cadeirinha pra criança?
    - Lucio
    • Oi Lucio, eu respondi via admin pra vc e só agora vi que vc ficou sem resposta. :( É possível alugar sim... tem no http://www.bikecity.nl/eng/bike-rental/accessories - no centro da cidade. Beijos
      - Lalai Persson
    • desculpa a demora, mas aí vai http://www.bikecity.nl/eng/bike-rental/accessories E
      - Lalai Persson
  • post completissimo! parabens! otimo guia!
    - Maihara Marjorie
    • que bom que você curtiu Maihara! :)
      - Priscilla Dieb

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.