De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

Os melhores eventos de junho em Curitiba

Quem escreveu

Cristiano Castilho

Data

31 de May, 2018

Share

Olhar de Cinema

“Djon Africa” é o filme de abertura da 7ª edição do Olhar de Cinema.

Uma das mostras de cinema mais importantes do país chega a sua 7ª edição em 2018 com um cardápio que dá gosto. Entre 6 e 14 de junho, o Festival Internacional Olhar de Cinema exibe mais de 150 filmes de 46 países, além de além de oficinas de roteiro, animação e produção sonora. O filme de abertura é “Djon Africa”, de Filipa Reis e João Miller Guerra, co-produção entre Portugal e Brasil. Será a estreia nacional do longa-metragem. A famosa mostra Olhar Retrospectivo faz homenagem ao grande Jean Rouchapresentando 9 filmes do cineasta francês, e ao diretor senegalês Djibril Diop Mambéty, com 6 filmes entre curtas e longas de ficção e documentário. O Olhar de Cinema apresenta também a mostra Foco – Janie Geiser, que reúne 6 programas experimentais, 22 filmes entre curtas e longas de ficção da artista estadunidense, além de 21 curtas dos Estados Unidos, Japão e Inglaterra.

Olhar de Cinema. De 6 a 14 de junho. R$12 e R$6.
Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal) e Cineplex Batel (Shopping Novo Batel).
Programação completa aqui.

Ponte Nórdica – Festival de Cinema

Segue até o dia 3 de junho o Festival de Cinema Ponte Nórdica, na Caixa Cultural, com exibição de 11 filmes de países escandinavos que abordam questões de gênero, cultura e etnia. A programação completa está no site caixacultural.com.br.

Ponte Nórdica – Festival de Cinema. Até 3 de junho, às 14h30, 16h30 e 19h30. R$4 e R$2.
Caixa Cultura Curitiba. Rua Conselheiro Laurindo, 280.

Pera aí, que tem mais

“O Rei Louco, Uma Pequena Versão de Rei Lear, de William Shakespeare”, é o nome que o premiado ator e diretor Mauro Zanatta deu à sua livre adaptação. Zanatta divide o palco com o ator Pedro Melo e eles se revezam e transitam em três registros de atuação: ora são contadores de história, ora personagens, ora arautos.
O Rei Louco. Sábado (02/06) e domingo (03/06) às 20h. Gratuito.
Espaço Excêntrico. Rua Lamenha Lins, 1429, Rebouças.

Ganhador do Urso de Ouro do Festival de Berlim na categoria “Melhor Filme de Estreia” e do Urso de Prata de Melhor Ator (Majd Mastoura), o filme tunisiano “A Amante” conta a história de Hedi, um jovem que aceita que todos o digam o que deve fazer. Apático e indiferente, ele é alvo de um casamento arranjado pela mãe e, durante os preparativos, é mandado numa viagem de negócios à Mahdia pelo chefe. Lá conhece a destemida Rym , uma jovem que trabalha no hotel da região. Apaixonado, e às vésperas do casamento, Hedi é forçado a tomar uma decisão.
“A Amante”. Em cartaz nos cinemas de Curitiba (confira programação aqui)

 

 

Quem escreveu

Cristiano Castilho

Data

31 de May, 2018

Share

Cristiano Castilho

Curitibano, é graduado em jornalismo pela UFPR e pós-graduado em jornalismo literário pela ABJL. Foi repórter, editor e colunista do jornal Gazeta do Povo. Trabalha na Rádio Educativa de Curitiba, é editor do blog Pista 1, no portal Bem Paraná, e colaborador da revista VICE Brasil.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.