De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

As boas do fim de semana no Rio: 12.01

Data

10 de January, 2018

Share

Patrocínio

francisco, el hombre

Após participar dos shows de Dona Onete e Tom Zé no Circo Voador, francisco, el hombre volta ao tradicional palco da Lapa. Dessa vez, como atração principal. Formada por dois irmãos mexicanos naturalizados brasileiros e três amigos paulistanos, a banda se destaca pela mistura que abraça ritmos diversos, indo do rock ao folk, tendo como faíscas a empolgante sonoridade latina. Para atiçar o fogo geral, foram convocadas Raquel Virginia e Assucena Assucena, vocalistas de As Bahias e a Cozinha Mineira, e Clarice Falcão. Como se não bastasse, tudo vai terminar com Calor da Rua, bloco da banda que já cruzou e empolgou esquinas em carnavais de Sampa.

francisco, el hombre no Circo Voador. Sexta (12.01), às 22h. Ingressos a partir de R$ 40 aqui.
Circo Voador. R. dos Arcos, s/nº – Lapa.

Baco Exu do Blues + Djonga

Rapper baiano, Baco Exu do Blues foi saudado pela crítica especializada como uma das grandes revelações de 2017 devido à potência escancarada de “Esú”, seu disco de estreia. Se não conhece, fique atento a “Te Amo Disgraça”, a música mais celebrada do álbum, certamente uma das mais aguardadas do show. A noite de rap e hip-hop traz ainda a apresentação do mineiro Djonga, que mostra as canções de “Heresia”, lançado ano passado.

Baco Exu do Blues + Djonga no HUB. Sexta (12.01), às 22h. Ingressos a partir de R$ 35 aqui.
HUB. Avenida Professor Pereira Reis, 50 – Santo Cristo.

Metá Metá

Nascida do encontro da música brasileira com a africana, influenciada também pelo jazz e pelo rock, a Metá Metá se firmou como uma das bandas mais instigantes da música brasileira contemporânea. Ano passado, ampliou sua relevância ao criar a trilha sonora de “Gira”, espetáculo do Grupo Corpo, importante companhia de dança do país. O show no Audio Rabel sugere algo mais intimista, já que no espaço cabem apenas 90 pessoas. Quer ser uma delas? Olha só:

Metá Metá no Audio Rabel. Sexta (12.01), às 20h. Ingressos: R$ 60 (apenas dinheiro) + 1kg de alimento.
Audio Rabel. Rua Visconde de Silva, 55 – Botafogo.

Toquinho

“Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo e com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo”. Quem não ouviu “Aquarela” que atire o primeiro lápis de cor. A música se tornou uma espécie de ode à infância, cantada e regravada em looping, com fôlego para avançar novas décadas. Prova disso é que foi incluída no repertório do novo show de Toquinho. Outras parcerias com o poetinha Vinicius de Moraes também estão dentro, caso das belas “Tarde em Itapõa” e “Regra três”.

Toquinho no Blue Note Rio. Sex (12.01) e Sáb (13.01), às 20h e às 22h30m (dois shows por dia). Ingressos a partir de R$ 165 aqui.
Blue Note Rio. Complexo Lagoon: Avenida Borges de Medeiros, 1424 – Lagoa.

Chico Buarque

Chico Buarque foi um dos destaques do guia anterior, mas não custa reforçar que de sexta a domingo tem mais. Na semana passada, entre gritos de “Fora, Temer”, aplausos e ovações, Chico cantou clássicos como “A volta do malandro”, “Sabiá” e “Futuros amantes”. O público, em sintonia, cantou junto a recente “Tua cantiga” e bradou o refrão da atemporal “Geni e o Zepelim”. Programe-se: o tímido poeta de olhos azuis fica no Vivo Rio até 4 de fevereiro. Aos que querem vê-lo mais de perto e, quem sabe, serem “tocados” por ele, uma dica: durante o bis, vá para a frente do palco. Se seguir as marcações dos últimos shows, ele vai passar de ponta a ponta cumprimentando brevemente os fãs antes de sumir na coxia.

Chico Buarque no Vivo Rio. Até 04.02 (várias datas e horários). Ingressos a partir de R$ 220.
Vivo Rio. Rua Infante Dom Henrique, 85 – Aterro do Flamengo.

Peraí, que tem mais

Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal e Moacyr Luz são convidados especiais da gravação do DVD Samba Social Clube. O projeto destaca uma nova gerações de sambistas. É em Niterói. Aos que estão no Rio, basta atravessar a ponte (de ônibus, táxi, uber, carona) ou as águas da Guanabara (aí pegar a barca é a única opção mesmo).
Gravação do DVD Samba Social Clube. Domingo (14.01), às 17h. Ingresso: 1kg de alimento.
Teatro Popular Oscar Niemeyer. Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/nº – Centro, Niterói.

Tem samba no sábado também. O cantor e compositor Leandro Fregonesi recebe diversos convidados no Renascença Clube, reduto para cariocas e turistas da gema.
Roda de Samba do RenascençaSábado (13.01), às 17h. Ingressos a R$ 20.
Renascença Clube. Rua Barão de São Francisco, 54 – Andaraí.

Data

10 de January, 2018

Share

Patrocínio

Filipe Isensee e Gustavo Cunha

Filipe nasceu em Salvador, mudou-se aos 9 anos para Belo Horizonte e, aos vinte e poucos, decidiu encarar o Rio de Janeiro. Há quatro anos conheceu Gustavo, cria da capital fluminense. Jornalistas culturais, gostam de receber amigos em casa e ir ao cinema. Cada vez mais são adeptos de programas ao ar livre - sempre que podem, incluem no passeio Chaplin, esperto vira-lata adotado há um ano.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.