As boas do fim de semana no Recife: 12.01

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

10 de January, 2018

Share

Patrocínio

Festa no Céu

A banda A Favorita (Só Dá Tu) é a atração local do baile, que também receberá Valesca e Vittar

O “Corpo sensual” de Pabllo Vittar e o refrão “Só dá tu” da banda A Favorita vão reunir suas forças em uma festa bombástica que tem tudo pra ser histórica no lendário Clube Português. A diva funk Valesca Popozuda também promete arrasar na farra. Vai ser um alvoroço, com produção da equipe do Clube Metrópole. Os DJs Pepe Jordão, Aslan Cabral, Alex Bloon e Gael tocam nos intervalos. Por causa da proximidade do carnaval, vai rolar ainda um prêmio para a melhor fantasia da plateia.

Festa no Céu. Sexta (12.01) às 21h. Ingressos de R$ 60 (pista) a R$ 260 (open bar premium).
Clube Português. Avenida Rosa e Silva, 172, Graças.

Prévias carnavalescas

Sebastião & Os Maias tocam clássicos de Tim Maia na prévia do Bloco do Mangue. Foto: Aline Mariz

Não tem pra onde correr. A maioria das festas e shows de janeiro está diretamente associada a agremiações carnavalescas. Ao som de qualquer tipo de música, esse diferencial gera um efeito também no comportamento do público, que vai se jogar ainda mais e caprichar na maquiagem, no glitter, nos adereços e nas fantasias. E nos domingos deste mês, nas ladeiras de Olinda, praticamente já é carnaval. Entre as dezenas de prévias deste fim de semana, destacamos oito:

Bloco Mangue Beat com Sebastião & Os Maias, Aquele Abraço e Tambor da Terra. Sexta (12.01) às 19h. Ingressos de R$ 25 a R$ 50.
Centro Luiz Freire. Rua 27 de Janeiro, 181, Carmo, Olinda.

Baile do Urso Maluco Beleza com Ceceu Valença, Maciel Salú ,Samba do Preto Velho, Orquestra Henrique Dias e DJ Gilson Martins. Sexta (12.01) às 21h.
Clube Atlântico de Olinda. Praça do Carmo, Olinda.

Sobrecú com os DJs Zalma, Dodô, Sangue no Olho e Çarunga. Sexta (12.01) às 22h35. Ingressos: R$ 20.
Ursa. Rua Carneiro Vilela, 30, Espinheiro.

Empatando Tua Vista com a banda God Save the Chico, Orquestra Greística Empatadora e DJ Nigian. Sábado (13.01) das 12h às 23h. Ingressos: R$ 5.
Iraq. Rua do Sossego, 179, Boa Vista.

Bloco do Nada com Melodia de Budega, Catarina Dee Jah, Os Caetanos, DJ Flavão, Anjo Gabriel e Trio Quase Nada. Sábado (13.01) das 16h às 22h. Grátis.
Bodega do Eduardo. Rua Marechal Deodoro, 252, Torreão.

Vai Tomar no Pina. Sábado (13.01) das 11h30 às 19h. Grátis.
Praia do Pina (trecho em frente ao número 760 da Avenida Boa Viagem).

Bloco do Short com Joseph Little Drop, Demonia, Pupila Nervosa, Baladas e Sereia Problema. Sábado (13.01) às 20h. Ingressos: R$ 15.
Mansão do Amor. Rua da Madre de Deus, 268, Bairro do Recife, Centro.

Vinil em Brasa com Samba do Preto Velho e DJs 440, Patrick Torquato e Allana Marques. Sábado (13.01) das 15h às 23h30. Ingressos: R$ 20.
Grêmio Recreativo Escola de Samba Preto Velho. Alto da Sé, Olinda.

Cortejo de coco com concentração no ponto mais alto da Cidade Alta.
Águas de Oxalá. Domingo às 17h.
Saída do Alto da Sé, Olinda.

Peraí que tem mais:

Dois cabras que se garantem na reinvenção do sax com improvisação ao vivo.
Alípio C. Neto e Thelmo Cristovam. Quinta (11.01) das 19h às 21h (com debate antes). Grátis.
Museu Mamam. Rua da Aurora, 265, Boa Vista.

Duplinha com uma musicalidade no estilo da poesia das coisas simples da vida.
Tibério Azul e Igor de Carvalho. Quinta (11.01) às 20h.
Teatro de Santa Isabel. Praça da República, Bairro de Santo Antônio, Centro.

Duas noites de shows promissores neste pequeno grande espaço cultural.
Os Malditos. Quinta (11.01) às 20h. Ingressos: R$ 10.
Tauã. Sexta (12.01) às 20h. Ingressos: R$ 10.
Terra Café Bar. Rua Monte Castelo, 102, Boa Vista, Centro.

Grande encontro entre rappers da Zona Sul e da Zona Norte.
Baile da Conexão. Sábado (13.01) às 22h. Ingressos: R$ 10.
Varanda Pub. Avenida do Farol, 334, Bairro Novo, Olinda.

Percussividade inspiradora com os grupos Bongar, Coco Miudinho da Xambá e Boi Quebra Coco. Vem Xambar. Domingo (14.01) das 16h às 20h. Grátis.
Bar e Teatro Mamulengo. Rua da Guia, 211, Praça do Arsenal, Bairro do Recife, Centro.

Música sanfônica com canções agradáveis para um tranquilo fim de tarde nas Graças.
Lívia Mattos no projeto Ouvindo e Fazendo Música. Sábado (13.01) às 17h. Ingressos: R$ 3 (meia) e R$ 6.
Museu do Estado. Avenida Rui Barbosa, 960, Graças.

Reggae progressivo praieiro perfeito para o ambiente olindense.
Kaya na Real. Sexta (12.01) às 22h. Ingressos: R$ 10.
Casbah. Rua 27 de Janeiro, 7, Praça do São Pedro, Carmo, Olinda.

Shows de Frevotron, Orquestra Botelho e Clave de Fá nos jardins de um shopping com chopp do bom.
Ekaut Frevo Jazz. Sábado (13.01) das 10h às 22h. Show de Frevotoron às 19h. Ingressos de R$ 20 a R$ 40.
Plaza Shopping Casa Forte.

Obras do saudoso mestre para serem descobertas pelas novas gerações.
Sambas de Erasto com Ganga Barreto e Rogerman. Domingo (14.01) das 12h às 18h. Ingressos: R$ 20 (antecipados) e R$ 25 (na hora).
Casa Astral. Rua Joaquim Xavier de Andrade, 104, Poço da Panela.

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

10 de January, 2018

Share

Patrocínio

Júlio Cavani

Durante três meses em Nova York em 2010, Júlio não trabalhou e nem estudou. dedicou todos os dias e noites da viagem a shows, exposições e cinemas. Na verdade, a vida dele é assim o ano inteiro, todos os anos, em qualquer cidade onde esteja. Quando trabalha, procura sempre algo relacionado a arte, filmes e música. Quando tem tempo livre, busca as mesmas coisas (ou ambientes com muita natureza). Também desenvolve os próprios projetos artísticos, influenciado por tudo o que vê e ouve. Ele ainda é conhecido por conseguir provar que sempre é possível encontrar coisas legais para fazer no Recife e por estar em vários lugares ao mesmo tempo.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.