De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

As boas do fim de semana no Recife: 08.12

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

06 de December, 2017

Share

Patrocínio

Festival Bonecos do Mundo

Criaturas do grupo Giramundo fazem show junto com a banda Pato Fu. Foto: André Burian

Uma versão de Alice no País das Maravilhas com música ao vivo tocada pela banda Pato Fu é uma das atrações do festival Bonecos do Mundo. A programação, com espetáculos de vários países, vai rolar no Teatro de Santa Isabel (quinta e sexta) e no Parque 13 de Maio (sábado e domingo). Entre os artistas há grande mestres nordestinos e também novidades mais experimentais. Alguns são mais didáticos, voltados para crianças, e outros são bem minimalistas e filosóficos.

Festival Sesi Bonecos do Mundo. De quinta (07.12) a domingo (10.12). Grátis.
Teatro de Santa Isabel. Praça da República, Bairro de Santo Antônio, Centro.
Parque 13 de Maio. Santo Amaro, Centro.

Enchente

Espetáculo é dirigido pela instigadíssima coreógrafa Flávia Pinheiro. Foto: Jorge Farias

Salve-se quem puder. Recife é uma cidade que vive sempre sob o medo de inundações, seja pelo avanço do mar, pelas chuvas ou pela ameaça de barragens estourarem. A coreógrafa Flávia Pinheiro, uma das figuras mais provocadoras da dança contemporânea atualmente em Pernambuco, trabalha esse tema junto com três performers no espetáculo Enchente, baseado em um conto do escritor Hermilo Borba Filho, com referências também a artistas de outras áreas, com o cineasta lituano Jonas Mekas.

Enchente. Sexta (08.12) e sábado (09.12). Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30.
Espaço Experimental de Dança. Rua Tomazina, 199, Bairro do Recife, Centro.

Festcine

Inédito no Recife, o curta-metragem Superpina, com Dandara de Morais, encerra a noite de sexta.

É sempre tipo uma retrospectiva, um grande balaio do que rolou na produção audiovisual pernambucana ao longo do ano. Com espaço pra filmes de todos os tipos (alguns ruinzinhos, outros geniais), o festival Festcine mostra videoclipes, animações, ficções, documentários e obras de videoarte, todos de curta-metragem, alguns inéditos. No encerramento, sábado, o público assiste ao longa Viajo porque Preciso, Volto porque Te Amo (a projeção deve começar por volta das 20h, depois de solenidades).

Festcine. Quinta (07), sexta (08) e sábado (09.12). Horários variados. Grátis.
Cinema São Luiz. Rua da Aurora, 175, Boa Vista, Centro.

Peraí que tem mais

Clássico que merece ser melhor descoberto, o filme feminista, anarquista, futurista e documental Born in Flames (1983) está na programação deste pequeno festival de ficções científicas.
Mo.Fu: Mostra de Cinema Futurista. Quinta (08.12) e sexta (09.12) às 17h30. Grátis.
Jardins do CAC (quinta). UFPE, Várzea.
Casarão da Várzea (sexta). Rua Doutor Correia da Silva, Várzea.

Uma programação incrível e imperdível de filmes do passado, do presente e do futuro.
20ª Mostra Retrospectiva-Expectativa. Diariamente até 17 de dezembro.
Cinema do Museu. Avenida 17 de Agosto, 2187, Casa Forte.

Minimostra de performances ao vivo e videoperformances.
Cine-Ovni. Quinta (07.12) às 19h. Grátis.
Espaço Ovni. Estrada dos Pintos, 3, Dois Irmãos.

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

06 de December, 2017

Share

Patrocínio

Júlio Cavani

Durante três meses em Nova York em 2010, Júlio não trabalhou e nem estudou. dedicou todos os dias e noites da viagem a shows, exposições e cinemas. Na verdade, a vida dele é assim o ano inteiro, todos os anos, em qualquer cidade onde esteja. Quando trabalha, procura sempre algo relacionado a arte, filmes e música. Quando tem tempo livre, busca as mesmas coisas (ou ambientes com muita natureza). Também desenvolve os próprios projetos artísticos, influenciado por tudo o que vê e ouve. Ele ainda é conhecido por conseguir provar que sempre é possível encontrar coisas legais para fazer no Recife e por estar em vários lugares ao mesmo tempo.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.