De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

As boas do feriado em Curitiba: 12.10

Quem escreveu

Cristiano Castilho

Data

11 de October, 2017

Share

Patrocínio

Metrô – Festival do Cinema Universitário Brasileiro

Cena do filme “Telescreen”

Festival do Cinema Universitário Brasileiro exibe filmes com até 30 minutos realizados por alunos de ensino superior ou estudantes de cursos livres de cinema. Além das projeções, o festival organizará debates e oficinas sobre temas diversos, como crítica cinematográfica e formatação de projetos para inscrição em leis de incentivo e eventos de mercado. O Metrô – Festival do Cinema Universitário Brasileiro ocupa uma lacuna deixada pelo Putz – Festival Universitário de Cinema e Vídeo de Curitiba, que, apesar do sucesso das sete edições, foi descontinuado em 2010. Além dos curtas contemporâneos, o festival também promove a sessão Estação Retrospectiva, com a exibição em 35mm de um filme do acervo da Cinemateca de Curitiba, além da Estação Putz e Estação Fbcu/Sal Grosso, que presta uma homenagem a outros festivais universitários de tradição.

Metrô – Festival do Cinema Universitário Brasileiro. Até domingo (15.10).
As principais sessões acontecem na Cinemateca de Curitiba – Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174.
Confira a programação completa aqui.

Coral Curumin

Foto: Gazeta do Povo

A cultura brasileira, nossa fauna, mitologia e o povo indígena são os temas do musical “A Arte de Ser Feliz”, apresentado pelo Coral Curumin. Tradicional na cidade, o coral é independente, formado por meninos e meninas entre 6 a 17 anos. A música dos mais diferentes estilos, épocas e linguagens é sua matéria prima. Explora suas possibilidades expressivas por meio de vivências sonoras e cênicas, com o cuidado de respeitar e preservar o encanto da espontaneidade juvenil.

A Arte de Ser Feliz. Sábado (14.10) e domingo (15.10) às 16h30. R$20.
Guairinha – Rua XV de Novembro, 971 – Centro. 

Outros 500

Foto: Divulgação/ Prefeitura de Curitiba

O Passeio Público de Curitiba, um dos parques mais antigos da cidade, será palco da peça teatral “Outros 500”, de produção e realização da Passeio Produções. O espetáculo é a adaptação livre da obra “O Noviço” de Martins Pena, considerado o responsável por introduzir o gênero da Comédia de Costumes no Brasil e que soube satirizar de forma tão singular os hábitos e valores que definem a essência de ser do brasileiro e que ainda vemos refletidos em nossa sociedade.

Outros 500. Sábado (14.10) e domingo (15.10) às 16h. Gratuito.
Passeio Público de Curitiba – Rua Carlos Cavalcanti, s/n – Centro.

Pera aí, que tem mais

Mais para crianças: o espetáculo de dança “A Maré de Maria” tem apresentações gratuitas neste fim de semana. No palco, bonecos de animais marinhos criados especialmente para contar ao público infantil a história da menina que se encanta com o fundo do mar. O trabalho é da diretora e coreógrafa Eunice Oliveira.
A Maré de Maria. Sábado (14.10) às 16h. Gratuito.
Teatro Sesi Portão – Rua Padre Leonardo Nunes, 180, Portão.

Quem escreveu

Cristiano Castilho

Data

11 de October, 2017

Share

Patrocínio

Cristiano Castilho

Curitibano, é graduado em jornalismo pela UFPR e pós-graduado em jornalismo literário pela ABJL. Foi repórter, editor e colunista do jornal Gazeta do Povo. Trabalha na Rádio Educativa de Curitiba, é editor do blog Pista 1, no portal Bem Paraná, e colaborador da revista VICE Brasil.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.