Bombay Saphire no Festival Path

Está pronto para inspirar-se, provocar-se e despertar a mais pura criatividade que existe em você? Acompanhe as novidades do Festival Path, com Bombay Sapphire!

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

As boas do mês de maio em Salvador

Quem escreveu

Fernanda Slama

Data

28 de April, 2018

Share

Os Skanibais

A banda Skanibais se destaca pela vivacidade rítmica e a versatilidade de seu repertório, reinterpretam clássicos do ska, do reggae, da MPB e do samba, alternando entre temas instrumentais e hits cantados. Sempre imperdível, Skanibais tem esse balanço da música brasileira que a partir daí começaram surgir as primeiras composições autorais. Prepare-se para dançar do começo ao fim dessa festashow!

Skanibais. Quinta (03/05), às 19h. Colaborativo.
Velho Espanha, R. Gen. Labatut, 38. Barris, Salvador.

Festa DoiDeLux

O DJ Mauro Telefunksoul e seu set bombástico. Foto: Divulgação (em sua própria rede social).

Doidelux é o nome das noites de sexta-feira no Mercadão CC, espaço recém aberto no Rio Vermelho (antigo Idearium). Na última edição, a noite foi dedicada à música eletrônica. Nesta edição, que toca toma conta dos seus ouvidos são os DJs André Urso, Angelis Sanctus, Adriana Prates, Drumn, Telefunksoul, Môpa e convidados. Vamos só te dar uma dica: Vá!!! É House Music all night long.

Festa DoiDeLux. Sábado (12.05), às 23h. Ingressos: R$10.
Mercadão CC.  R. Guedes Cabral, 20. Rio Vermelho, Salvador.

Forrozinho do Bailinho.

Tem aquele povo que não se aguenta e já vai antecipando os festejos juninos! Este é o caso do Forrozinho do Bailinho, que com muita alegria dão inicio a temporada junina já em maio. Vai ter galope, frevo, marchinha e baião, tem guitarra baiana e acordeão. Pense numa festa animada. Ah! E para ficar ainda mais charmosa, ainda é sob uma lona de circo. Olha ai, que maravilha! Mas presta atenção. Importante saber que a festa começa cedinho: A bilheteria abre às 16h. O portão abre às 17h. A banda de abertura começa às 18h. O Bailinho sobe ao palco às 19h. A festa encerra às 22h.

Forrozinho do Bailinho. Sábado (12.05), às 17h. Ingresso: R$40 / 30 / R$20. Antecipado neste link.
Circo Picolino (Pituaçu).

Peraí que tem mais!

No melhor estilo lavagem, moradores de vassouras nas mãos e água perfumada, lavam o “Beco de Mamãe”, em um evento aberto para todos com vendas de roupas no Quilombazar, música ao vivo, bares abertos e comidas. Bora festejar tamanha representação contra a LGBTfobia e a favor da cultura da Ladeira da Preguiça.
Lavagem do “Bêco de Mamãe” na Ladeira da Preguiça. Sábado (05.05), das 16h às 22h. Gratuito.
Ladeira da Preguiça – Comercio, Salvador.

O DJ Fabio Lima de Angola convida DJ Pureza e DJ Joly Dance para uma noite de pura música Africana. Kizomba, Zouk, Semba, afro house, kuduro, afro naija e outros ritmos.
Noite Africana. Sábado (05.05), às 20h. Ingresso: R$20.
Casarão do Lord. Rua São Miguel, 07, Pelourinho, Salvador.

Quem escreveu

Fernanda Slama

Data

28 de April, 2018

Share

Fernanda Slama

Foi em uma Festa de Iemanjá, que Fer pediu o Mau em namoro. Depois de anos trabalhando nas fábricas da China, a designer carioca mudou de mala e cuia para Salvador e juntou os quadros na mesma parede que o empresário baiano. São daqueles que não perdem um show, estão sempre na balada, nos melhores restaurantes e exposições. Vivem por ai! Ele conhece a cidade tão na palma que o seu insta é um dos mais bombados. Ela se deleita, deixando o coração tremer com tanta cultura, céu azul e água morna! Instagram: @salvadormeuamoroficial e @salveamoroficial

Ver todos os posts

Comentários

  • Falô, falô; falô....mas nao falô o dia, Local e horário......Não adiantou de nada.. .
    - Douglas
    • Oi Douglas, essa introdução é um resumo do que vai rolar, mas aí tem as seções de cada coisa (festa, show, comida, etc) onde tudo está detalhado com as informações gerais, incluindo endereço, valor, etc... é só clicar nas abas correspondentes. Você fez isso?
      - Lalai Persson

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.