Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As boas do fim de semana no Recife: 25.01

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

24 de January, 2019

Share

Green Book

Apesar das boas intenções, o negro ainda é o coadjuvante do filme em vários sentidos

Ao retratar a relação entre um artista negro erudito e um ignorante motorista branco no início dos anos 60, o cineasta Peter Farrelly arrisca-se no cinema de temática racial, uma questão sempre urgente e atualmente em explosiva evidência. Green Book é bem provocador ao utilizar recursos de humor para testar os limites entre o que é engraçado e o que não é. Seria esse filme, afinal, um exercício de desconstrução, de tentativa de redenção ou de disfarçada reafirmação das hegemonias narrativas? Independente da conclusão, é uma sofisticada obra de entretenimento que faz pensar bastante, com ótima trilha sonora e grandes atores, mas que merece perder para Infiltrado na Klan ou Pantera Negra no Oscar.

Green Book. Sessões diárias. Ingressos a partir de R$ 11.
Moviemax Rosa e Silva; Cinemark RioMar; Cinépolis (Olinda e Guararapes); Cinemas UCI (Casa Forte, Shopping Recife, Tacaruna).

Peraí que tem mais:

Os bonecos e máscaras da Caravana Maschera dão movimento e expressão aos personagens do genial livro de Graciliano Ramos.
Vidas Secas. Quinta e sexta às 20h; Sábado às 18h e 20h. Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30.
Caixa Cultural. Marco Zero, Bairro do Recife, Centro.

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

24 de January, 2019

Share

Júlio Cavani

Durante três meses em Nova York em 2010, Júlio não trabalhou e nem estudou. dedicou todos os dias e noites da viagem a shows, exposições e cinemas. Na verdade, a vida dele é assim o ano inteiro, todos os anos, em qualquer cidade onde esteja. Quando trabalha, procura sempre algo relacionado a arte, filmes e música. Quando tem tempo livre, busca as mesmas coisas (ou ambientes com muita natureza). Também desenvolve os próprios projetos artísticos, influenciado por tudo o que vê e ouve. Ele ainda é conhecido por conseguir provar que sempre é possível encontrar coisas legais para fazer no Recife e por estar em vários lugares ao mesmo tempo.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.