De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As boas do fim de semana no Recife: 12.04

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

11 de April, 2019

Share

Los Silencios

Filme Los Silencios, de Beatriz Segnier

Los Silencios é o filme certo na hora certa, do tipo que consegue juntar novas tendências estéticas do cinema mundial com questões (geo) políticas do mundo contemporâneo, tudo com muita sensibilidade e com um fortíssimo conteúdo humano. Acima de tudo, é uma história bonita narrada com respeito. O cenário principal é uma comunidade ribeirinha em uma ilha que fica perto da fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru, na região da Floresta Amazônica. Para lá, muda-se uma família refugiada da guerrilha colombiana, que precisa reconstruir a vida enquanto tenta lidar com dolorosas perdas afetivas.

Los Silencios. Sessões diárias (exceto segunda-feira). Ingressos: R$ 5 (meia) e R$ 10.
Cinema São Luiz. Rua da Aurora, 175, Boa Vista, Centro.

Peraí que tem mais

Cineclube resgata essa provocação de Werner Herzog, filmada na Austrália, que mostra a disputa entre uma mineradora e uma tribo aborígene.
Onde Sonham as Formigas Verdes. Quinta (11.04) às 18h. Grátis.
Biblioteca Central da UFPE. Avenida Professor Moraes Rego, 1235, Cidade Universitária.

É fato: O envolvimento dos EUA com o golpe militar e a ditadura brasileira é comrpovado por este documentário dirigido por Camilo Tavares.
O Dia que Durou 21 Anos. Quinta (11.04) às 11h. Grátis.
Cineclu­­be Ventura. Faculdade Aeso Barros Melo. Avenida Transamazônica, 405, Jardim Brasil, Olinda.

Histórias de mulheres que lutam pela preservação da Floresta Amazônica são reunidas neste filme necessário.
Encantadas. Quinta (11.04) às 19h. Grátis.
SOS Corpo. Rua Real da Torre, 593, Torre.

A mostra de curtas da exposição Resistência Vaga-Lume, em três sessões, reúnes filmes de Safira Moreira, Fabiana Moraes, Fefa Lins, Agnes Varda, Renata Claus e outras artistas com mensagens urgentes.
Cineclube MMLG. Sexta (12.04) às 10h e às 15h. Sábado (13.04) às 15h30. Grátis.
Museu Murillo La Greca. Rua Leonardo Bezerra Cavalcanti, 366, Parnamirim.

O documentário filmado na Marcha da Maconha está na programação do festival Munganga Malanarquista.
Antiproibicionismo Jáh. Sábado (13.04) às 18h. Grátis.
Praça da Várzea. Esquina entre a Avenida Afonso Olindense e a Rua Gomes Poroca.

Mais uma chance para ver este ótimo documentário sobre a poesia oral de São José do Egito.
O Silêncio da Noite É que Tem Sido Testemunha das Minhas Amarguras. Sábado (13.04) às 18h. Ingressos: R$ 15.
Jambo Azul. Rua Bispo Cardoso Ayres, 481, Boa Vista, Centro.

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

11 de April, 2019

Share

Júlio Cavani

Durante três meses em Nova York em 2010, Júlio não trabalhou e nem estudou. dedicou todos os dias e noites da viagem a shows, exposições e cinemas. Na verdade, a vida dele é assim o ano inteiro, todos os anos, em qualquer cidade onde esteja. Quando trabalha, procura sempre algo relacionado a arte, filmes e música. Quando tem tempo livre, busca as mesmas coisas (ou ambientes com muita natureza). Também desenvolve os próprios projetos artísticos, influenciado por tudo o que vê e ouve. Ele ainda é conhecido por conseguir provar que sempre é possível encontrar coisas legais para fazer no Recife e por estar em vários lugares ao mesmo tempo.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.