De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

As boas do fim de semana no Recife: 02.03

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

28 de February, 2018

Share

A vida pulsa como forma de resistência quando há arte para ser vivenciada. Mulheres protagonizam o circuito da arte contemporânea neste fim de semana, seja na coletiva da Amparo 60, na ação Rua Gráfica de Bárbara Melo ou na exposição de Ianah Maia na Galeria Joana d’Arc. Graças a iniciativas independentes, Recife e Olinda respiram novos ares com shows do pernambucano Tiné, do zimbabuano Pax Nindi, do norte-americano Sam Genualdi e da banda Forró na Caixa. DJs levam músicas para os corpos dançarem nas festas Iraq Beach Club, Baile Embrazado e Melodia de Budega, enquanto o ator Cláudio Ferrário desfere um Contragolpe no Teatro Arraial.

*Foto destaque: Olga Ferrário e Cláudio Ferrário no espetáculo “A Invenção da Palavra” por Renata Pires

Quem escreveu

Júlio Cavani

Data

28 de February, 2018

Share

Júlio Cavani

Durante três meses em Nova York em 2010, Júlio não trabalhou e nem estudou. dedicou todos os dias e noites da viagem a shows, exposições e cinemas. Na verdade, a vida dele é assim o ano inteiro, todos os anos, em qualquer cidade onde esteja. Quando trabalha, procura sempre algo relacionado a arte, filmes e música. Quando tem tempo livre, busca as mesmas coisas (ou ambientes com muita natureza). Também desenvolve os próprios projetos artísticos, influenciado por tudo o que vê e ouve. Ele ainda é conhecido por conseguir provar que sempre é possível encontrar coisas legais para fazer no Recife e por estar em vários lugares ao mesmo tempo.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.