De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

As boas do feriado de finados no Rio de Janeiro

Data

01 de November, 2018

Share

Patrocínio

Ninguém solta a mão de ninguém.

Este é um fim de semana para curtir de mãos dadas, sem medo do mundo ou de mitos. Motivos não faltam: o Festival do Rio chega com mais de 200 filmes na programação. Se está na dúvida sobre o que assistir, indicamos alguns longas cujas sessões devem ser concorridas.

Além disso, os shows de Emicida, Gilberto Gil e Martinho da Vila embalam esses dias e nos apontam um jeito de resistir sem perder a ternura. Com o horário de verão, já vamos perder uma hora mesmo… Esqueceu?

Ninguém solta a mão de ninguém.

Vá de mãos dadas à Feira do Lavradio ou ao Circuito Bhering.

Aproveite as festas. Dance e brinque e beije. Se rolar, transe. De mãos dadas, por que não?

* Foto: Emicida/Divulgação

Data

01 de November, 2018

Share

Patrocínio

Filipe Isensee e Gustavo Cunha

Filipe nasceu em Salvador, mudou-se aos 9 anos para Belo Horizonte e, aos vinte e poucos, decidiu encarar o Rio de Janeiro. Há quatro anos conheceu Gustavo, cria da capital fluminense. Jornalistas culturais, gostam de receber amigos em casa e ir ao cinema. Cada vez mais são adeptos de programas ao ar livre - sempre que podem, incluem no passeio Chaplin, esperto vira-lata adotado há um ano.

Ver todos os posts

Comentários

  • Festa Vrau no rio dia 09/11 Fikdik
    - Luciana

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.