Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Belas Artes à la Carte: o cinema cult de graça na sala da sua casa

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

02 de April, 2020

Share

O Cine Belas Artes lançou em meados de 2019 sua própria plataforma de streaming, mas não ouvimos falar tanto dela (pelo menos eu não). Porém, em tempos de quarentena ocasionada pelo coronavírus, o Belas Artes à la Carte ressurge como um bálsamo para apaixonados pela Sétima Arte. O cardápio tem uma curadoria apuradíssima de filmes cults e clássicos. A plataforma antiga também foi substituída por uma nova e o serviço está mais redondo e fácil de navegar. O serviço estará disponível até 15 de abril gratuitamente. Depois dessa data, o valor de assinatura mensal será de R$10,90.

O casamento de Muriel

Semanalmente são lançados dois novos filmes. Por enquanto, você já consegue ver (ou rever) clássicos como ‘Metropolis’ de Fritz Lang e ‘Morte em Veneza’ de Luchino Visconti, e cults mais recentes e deliciosos como o australiano ‘O Casamento de Muriel’, que fez a carreira de Toni Colette explodir; o belga ‘Irina Palm’, com Marianne Faithful; e o argentino ‘Truman’, com o sempre-presente Ricardo Darín.

O Cine Belas Artes é um cinema clássico de rua de São Paulo inaugurado em julho de 1967. Foi um dos raros que sobreviveram ao tempo na cidade. Sempre privilegiou filmes de arte numa programação alternativa aos filmes blockbusters que ocupam a maior parte das salas de cinema no Brasil. Em 2002 o cinema foi assumido pelo André Strum (ex-Secretário da Cultura de SP) e a O2 Filmes. Passou por maus bocados em vários instantes em seus últimos anos de história correndo o risco de encerrar suas atividades. Mas graças a patrocinadores o cinema tem resistido ao tempo (obrigada Petra!).

Quem gosta de filmes cults pode experimentar a plataforma MUBI, que está oferecendo três meses grátis numa parceria com o Desculpa a Poeira.

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

02 de April, 2020

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.