Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Project Sunrise: o voo da Qantas com mais de 20 horas de duração

Quem escreveu

Renato Salles

Data

18 de September, 2019

Share

Você sofre quando tem que fazer um voo longo até a Europa ou o Oriente Médio? Então alonga as pernas e corre aqui para ver esse vôo que vai começar a operar. A Qantas Airlines, a maior companhia aérea australiana, está trabalhando para começar a operar os vôos mais longos do planeta, ligando Sydney a Londres e a Nova York, sem escalas. A coisa é tão doida que recebeu até um nome chique: Project Sunrise.

Hoje a Qantas já tem um dos vôos mais longos desde 2018, ligando Londres a Perth, na costa oeste da Austrália, em 17 horas. Essa perninha a mais até Sydney, do outro lado do país, adiciona só mais 2.400 km. Isso quer dizer uma coisa: 20 horas e 20 minutos de vôo. VINTE HORAS E VINTE MINUTOS!

Tá, mas quem é o maluco que quer pegar um vôo desses? Pode parecer estranho, mas existe uma grande demanda para essa rota. O trajeto Londres-Sydney é uma rota tradicional, que ganhou o nome de Rota Canguru. O nome vem de quando a rota foi lançada nos anos 40, quando ela durava 4 dias e tinha 9 paradas. Falando assim, nem parece tão ruim a parada única de hoje em dia, em Bangkok ou Singapura, para abastecer.

Rota Canguru, Austrália, Londres
A Rota Canguru. – Fonte: The Times

O Project Sunrise está em pleno desenvolvimento, mas ainda tem uma série de problemas a resolver. O maior deles é a definição da aeronave ideal para esse percurso. A Boeing e a Airbus estão em plena disputa para conquistar esse posto, cada uma desenvolvendo uma aeronave específica para isso. Entre as questões a serem consideradas estão alterações nas regras da agência reguladora da aviação civil australiana e a renegociação de contratos com pilotos.

Mas para nós, reles passageiros (de classe econômica ainda!), o que mais interessa são os ajustes que deve ser feitos nas cabines, para que o vôo seja minimamente confortável, e ainda gere o lucro necessário para ser comercialmente viável. A princípio, a Qantas queria que os aviões do Project Sunrise tivessem obrigatoriamente 4 classe, mas essa decisão já caiu. Agora eles estudam qual seria a relação mais lucrativa entre executiva e as classes econômicas (com certeza vai ter uma business maior que o comum). Fora isso, vôos tão longos exigem que os passageiros se movimentem, para evitar riscos à saúde. Por esse motivo foi considerada a instalação de beliches, cafés e lounges, mas nada disso foi aprovado. O que se sabe só é que haverá uma área para relaxamento e alongamento em algum lugar da aeronave.

Voos mais longos do mundo, Project Sunrise
Os vôos mais longos atualmente. Fonte: The Times

A projeção é que o Project Sunrise comece a operar comercialmente só em fins de 2021 ou 2022. Mas confesso para vocês: não estou nem um pouco excitado de fazer essa viagem. E você, encara?

*Imagem de destaque: Qantas Airlines

Quem escreveu

Renato Salles

Data

18 de September, 2019

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.