Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Guia melhores eventos gratuitos de São Paulo de 18 a 23.06

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

18 de June, 2019

Share

Apresentado por

A semana chega em São Paulo com um feriado gostoso em plena quinta-feira. Ótimo para se inspirar um pouco com tanto programa cultural que a cidade oferece em diversos lugares gratuitamente. O maior destaque da semana é a Parada de Orgulho LGBT, que acontece no domingo e tem a Melanie C (ex-Spice Girls) como um dos destaques da programação. Para celebrar a data, São Paulo está com uma agenda gigante de atividades em torno do evento. Tem mostra de filmes, literatura, artes, debates, festas e shows. Tem programação todos os dias!

Selecionamos algumas das exposições mais legais em cartaz para quem quiser aproveitar o feriadão para se dedicar às artes. Outro destaque é a programação especial de jazz com o trompetista Wynton Marsalis que está no Brasil com sua banda para várias atividades gratuitas em algumas unidades do Sesc.

Respira fundo e vem! A semana promete…. :)

Festas

Lynna por Ian Bortz por Poros na Rua - 1 ano. Foto: divulgação facebook
Lynna por Ian Bortz por Poros na Rua – 1 ano. Foto: divulgação facebook

Parte integrante da exposição À Nordeste, o DJ Nalla discoteca forró à beira da piscina somente em vinil.
DJ Nalla: Bolacha Arretada. Quinta-feira (20.06), das 16 às 17h30. Gratuito.
Sesc 24 de Maio – 11º andar. Rua 24 de Maio, 109, República

Festa de minimal das boas, a Poros faz 2 anos com um line-up delicioso animando a rua.
Poros 2 anos. Sábado (22.06), das 14 às 21h. Gratuito.
Centro – Local a confirmar no evento no facebook.

Só gente de fino trato no line-up dessa festa, incluindo a Due que faz um set eletrônico maravilhoso.
Gang #7. Sábado (22.06), das 16 à 0h. Gratuito até às 23h.
Cartel 011. Rua Artur de Azevedo, 517, Pinheiros.

O Kraut é um pequeno paraíso na Santa Cecília para quem adora gostosuras alemãs. O tempo voa e o bar está completando três anos com uma festa no sábado com os DJs Dago e Guarizo nas pickups. Para celebrar, o Kraut está com promoção combinada de drinks por R$ 17 e chopp em dobro.
Kraut 3 anos. Sábado (22.06), das 16 às 22h. Entrada gratuita.
Kraut. Rua Barão de Tatuí, 405, Santa Cecília.

O Bar Pavão é um pequeno tesouro na Santa Cecília. Neste sábado, a festa Risca Fada leva toda a brasilidade brega para a pequena pista. Rola forró, brega, temas de novelas, pop, funk, guitarradas e por aí vai. A diversão é certa e essa será uma edição especial pré-Parada.
Baile do Risca Fada. Sábado (22.06), das 16 às 23h30. Gratuito.
Bar Pavão. Rua Sebastião Pereira, 155, Santa Cecília.

Um dos bares mais fervidos do Centrão, o Metropol, faz um after especial da Parada. É só colar!
Festa Gente. Domingo (23.06), das 17 às 22h. Gratuito.
Metropol. Rua Bento Freitas, 290, República.

Shows

Wynton Marsalis por Marylene Meyand Whitlane
Wynton Marsalis por Marylene Meyand Whitlane

O Almanaque Urbano está fazendo uma temporada 3×4 em junho apresentando 4 shows gratuitos de trios de música improvisada experimental com Bernardo Pacheco. Quem se apresenta nesta terça-feira é o Dentaduro, com Victor Vieira-Branco (vibrafone), Pedro Silva (bateria) e Bernardo Pacheco (baixo).
3×4 com Dentaduro. Terça-feira (18.06), das 20 às 22h – show às 21h. Gratuito.
Almanaque Urbano. Rua Martin Carrasco, 110, Largo da Batata, Pinheiros.

Para amantes do jazz, o Sesc está com uma programação bem especial com o trompetista Wynton Marsalis, que vem ao país para uma série de atividades culturais e concertos em São Paulo. Marsalis vem acompanhado de 15 músicos de sua Jazz at Lincoln Center Orchestra para compartilhar o que sabe sobre jazz.
Ensaio Aberto Wynton Marsalis & Jazz at Lincoln Center Orchestra. Quarta-feira (19.06), às 14h30 e encontro às 20h. Gratuito – retirar ingresso 1h antes. 
Sesc Consolação. Rua Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque.
Concerto Vozes Visionárias: Mestres do Jazz com participação de Ari Colares e Nailor Proveta. Quinta-feira (20.06), às 17h, no Sesc Campo Limpo. Gratuito – retirar ingresso 1h antes. O concerto acontece também no domingo (23.06), no Sesc Itaquera, das 12 às 13h30. Gratuito.
Sesc Campo Limpo. R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120 – Campo Limpo
Sesc Itaquera. Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000 – Itaquera

O Festival celebra a cultura bantu durante três dias, com artistas, pensadores e coletivos que vão discutir e compartilhar conhecimentos sobre a sua contribuição e influência na formação da nossa identidade nacional. A música está entre os focos do festival e as atrações dialogam com a cultura afro-bantu e afro-futurista, nove grupos se dividem em três shows por dia: Batucada Tamarindo, Jéssica Areias, Negu Edmundo, Coco de Oyá, Laylah Arruda, Senzala Hi Tech, Djanguru Sound System, Buena Onda Reggae Club e Nega Duda.
Festival Amobantu. De 20 a 22 de junho, das 10 às 19h30. Gratuito – agenda completa aqui.
CCN. Rua Arsênio Tavolieri, 45, Jabaquara.

Tarde regada a jazz numa das escadarias mais bacanas de São Paulo.
Escadaria do Jazz 2019. Sábado (22.06), das 14 às 20h. Gratuito.
Escadaria do Bixiga, bem em frente a Treze de Maio, Bela Vista.

A Vila Itororó está com um projeto dominical dedicado à música instrumental nas suas mais diversas vertentes. Neste domingo quem se apresenta é o Caverna Guitar Trio.
Domingo na Vila: Caverna Guitar Trio. Domingo (23.06), das 13 às 15h. Gratuito.
Vila Itororó Canteiro Aberto. Rua Pedroso, 238, Bela Vista.

O projeto consiste em uma série de apresentações musicais na Vila Itororó, resgatando o cenário da música instrumental em diversas vertentes, livre para todos os públicos, aproximando o público da música instrumental popular, ressaltando a linguagem da música brasileira.

Tecnomacumba se caracteriza por fusões sutis ou expressas de MPB, sons eletrônicos e pontos e rezas das religiões afro-brasileiras. Com elas, Rita Benneditto busca mostrar que o alicerce da MPB e dos ritmos eletrônicos é a musicalidade ancestral dos tambores, dos terreiros de candomblé, centros de umbanda, batuques e xangôs espalhados pelo país.
Tecnomacumba com Rita Benneditto. Domingo (23.06), às 16h. Gratuito.
Sesc Ipiranga. R. Bom Pastor, 822 – Ipiranga

Programação especial semana Parada de Orgulho LGBT

Melanie C, ex-Spice Girls, é um dos destaques da Parada de Orgulho LGBT São Paulo. Foto:
Melanie C, ex-Spice Girls, é um dos destaques da Parada de Orgulho LGBT São Paulo. Foto: divulgação

Uma das maiores paradas LGBT do mundo, a 23ª Parada de Orgulho LGBT São Paulo estima reunir 3 milhões de pessoas no próximo domingo. O tema deste ano é uma homenagem aos 50 anos da Revolta de Stonewall, rebelião que aconteceu em Nova York. É considerado dos acontecimentos mais importantes para o movimento gay e pela luta pelos direitos LGBT. Esta edição contará com 19 trio elétricos, saindo no domingo (23.06) às 10h da Avenida Paulista descendo a Rua da Consolação até a Praça Roosevelt. A ex-Spice Girl, Melanie C, é um dos principais nomes da parada, mas as estrelas não param por aí. Aretuza Lovi, Gloria Groove, Iza, Lexa, Luiza Sonza e MC Pocahontas se apresentam também. A partir das 19h acontecem alguns shows na Praça da República.

Vários eventos em torno da parada LGBT estão acontecendo em São Paulo. A programação completa está aqui. Separamos alguns dos principais eventos:

A exposição “Devassos no Paraíso: o Brasil mostra sua cara”, é inspirada no livro homônimo, de João Silvério Trevisan, publicado originalmente em 1986. Assim como o livro, a exposição percorre o caminho da construção da sexualidade e das expressões de gênero no Brasil, dos povos originários, aos colonizadores, escravos e imigrantes, até chegar nas figuras icônicas como Carmem Miranda, Madame Satã e Daniela Mercury e também nas travestis brasileiras. A expo conta com documentos, matérias de imprensa, depoimentos em vídeo e ilustrações de Laerte e Paulo Von Poser.
Devassos no Paraíso: o Brasil mostra a sua cara. Até 23 de setembro, terça a domingo, das 10 às 18h. Gratuito.
Museu da Diversidade Sexual. Rua do Arouche, 24, Estação República de Metrô (piso mezanino).

Apresentação da pesquisa “Viver em São Paulo: direitos LGBTQI+”, realizada pela Rede Nossa SP em parceria com o IBOPE. O objetivo da pesquisa foi responder se paulistanos e paulistanas são favoráveis a criminalização da LGBTfobia? A administração municipal tem feito muito, pouco ou nada para combater a violência contra a população LGBTQI+? Quem mora por aqui sabe bem da urgência da discussão dessas questões.
Viver em São Paulo: Direitos LGBTQI+. Terça-feira (18.06), das 10 às 13h. Gratuito – mediante inscrição (é possível fazer no local).
Sesc Av. Paulista. Av. Paulista, 119, Bela Vista.

A peça “Entrega para Jezebel” conta a história de uma travesti que cuida do pequeno Eduardo, que foi largado pela amiga. Jezebel narra sua história de transfobia, na rua, em casa, na escola, nos relacionamentos…. entre cenas do passado e do presente conhecemos sua vida e sua realidade. Então Jezebel entre o desejo de virar cantora e se prostituir, acalenta o desejo de ser mãe, cuidando do pequeno Eduardo. Travesti pode ser mãe? Travesti pode ser artista? São questões que a peça oferta ao público.
Entrega para Jezebel. Até 26 de junho, segundas, terças e quartas-feiras, às 20h. Gratuito – retirar ingresso 30 minutos antes.
Oficina Cultural Oswald de Andrade. Rua Três Rios, Bom Retiro

No feriado acontece a 19ª Feira Cultural LGBT, na Praça da República, com uma extensa programação gratuita. Tem DJ, shows, performances, além de 80 tendas de produtos dos mais variados segmentos. Na Praça também acontece a 3ª Cãominhada da Diversidade, das 10 às 15h30.
19ª Feira Cultural LGBT. Quinta-feira (20.06), das 10 às 22h. Gratuito.
Praça da República.

Mostra de filmes paulistas das décadas de 80 e 90 que discutem a sexualidade. Os filmes são “O Olho Mágico do Amor” (1981 – 84 minutos), na quinta (20.06), às 19h; “Onda Nova” (1983 – 102 minutos), na sexta (21.06), às 21h; “Estrela Nua” (1985 – 84 minutos), no sábado (22.06), às 19h; e “O Corpo” (1991 – 77 minutos).
Mostra de filmes paulistas sobre sexualidade. De 20 a 23 de junho, quinta, sexta e domingo, às 19h; sexta, às 21h. Gratuito – retira ingresso 1 hora antes.
Cine Sesc. Rua Augusta, 2075, Cerqueira César.

A Praça Victor Civita está abrigando sessões de cinema LGBT. O filme escolhido para esta quinta-feira é “A Garota Dinamarquesa”. Na sexta-feira rola roda de conversa com a professora Sheila Costa, referência em situação de gênero e diversidade. Após o bate-papo será exibido o filme nacional “Paraíso Perdido” e a noite se encerra com show do Jaloo.
Cine na Praça: A Garota Dinamarquesa. Quinta-feira (20.06), das 19 às 22h. Gratuito.
Cine na Praça: Paraíso Perdido + Bate-papo + show Jaloo. Sexta-feira (21.06), das 18 às 23h. Gratuito
Praça Victor Civita. Rua Sumidouro, 580, Pinheiros.

A exposição “O Jardim”, do artista mexicano Carlos Radriguez,  vem ao país pela primeira vez! O artista é conhecido por abordar o erotismo e sexualidade em suas obras de forma irreverente e com corpos de homens fora do padrão. Serão 10 quadros pintados a óleo, inspiradas no quadro “O Jardim das Delícias” pintado por Hieronymus Bosch.
O Jardim”, de Carlos Radriguez (México). Abertura quinta-feira (20.06), das 19 às 23h. A expo vai até 07.07. Gratuito.
Cartel 011. Rua Artur de Azevedo, 517, Pinheiros. 

Cinema, teatro e dança

New Order: Decades no In-Edit São Paulo. Foto: divulgação
New Order: Decades no In-Edit São Paulo. Foto: divulgação

O festival de documentários In-Edit chega em sua 11ª edição brasileira apresentando 57 filmes nacionais e internacionais. Na programação tem lançamento da série “História Secreta do Pop Brasileiro”, de André Barcinski, composta por 8 episódios e será apresentada na íntegra em duas sessões de 96 minutos; “Alceu Valença – Na Embolada do Tempo”, de Paola Vieira, o cantor revisita sua carreira desde seu primeiro contato com a música até os dias atuais. Arrigo Barnabé tem sua carreira revisitada em “Amigo Arrigo”, de Alain Fresnot e Junior Carone. Outros destaques são “O Rap pelo Rap 2”, de Pedro Fávero; “Sound System – A voz da quebrada”, de Fernando Augusto; “Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star”, de Fernando Moraes; “Eletronica:Mentes”, que apresenta o desenvolvimento da música eletrônica no Brasil; “My Generation” narrado pelo Michael Caine; e ainda filmes sobre Studio 54Joan Jett, Mille Davis, New Order, Agnotic FrontRyuichi Sakamoto, Suede, Boy Bands (The Beatles, Backstreet Boys, one Direction e Take That), Nação Zumbi com Rádio S.Amb.a.DOC, Elvis Presley e a história da Trojan Records, que colocou a Jamaica no mapa do mundo da música.
In-Edit Brasil. Até 23 de junho, diversos horários. Gratuito no Spcine Olido, Spcine Lima Barreto (CCSP), Cine Matilha (Matilha Cultural) e Cinemateca Brasileira.
Agenda completa aqui.

A Mostra Itinerante do Festival Internacional Nueva Mirada tem foco no protagonismo de crianças e jovens em suas narrativas, atuações e temáticas. Curtas e longas-metragens de dezesseis países diferentes, compõe a programação deste Festival argentino, que aporta em sua segunda edição itinerante no Brasil, em parceria com o Sesc.
Mostra Itinerante do Festival Internacional Nueva Mirada. Até dia 29 de junho. Gratuito – diversas sessões. Programação completa aqui.
Sesc Santana. Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd. São Paulo.

Documentário sobre propósito com entrevistas com 24 líderes brasileiros seguido de debate.
Propósito. Terça-feira (18.06), das 14  às 16h. Gratuito.
Unibes Cultural. Rua Oscar Freire, 2500, Sumaré.

“Visionários da Quebrada” traz visão original e potente das periferias de São Paulo. O documentário realizado pelo coletivo de mesmo nome, formado principalmente por jovens mulheres, negras e periféricas, que cresceram nos extremos da zona Sul da cidade. Dirigido pelas realizadoras estreantes Ana Carolina Martins (Direção) e Maria Clara Magalhães (Produção), estréia nas telonas no início de julho. Depois da exibição rola um bate-papo com as idealizadoras do projeto.
Visionários da Quebrada. Quarta-feira (19.06), das 19h30 às 22h30. Gratuito mediante ingresso.
Questtonó. Av. Pompeia, 723, Pompeia.

A peça conta quatro histórias independentes que se cruzam a partir de um congestionamento causado por um possível suicídio. Os personagens vivem situações-limite resultantes de um estilo de vida competitivo, doentio e sem comunicação.
Comédias Furiosas – Direção Marcelo Lazzaratto. Até domingo (23.06),  sexta e Sábado, às 21h, domingo, às 19h. Gratuito – duração 90 minutos.
Teatro Cacilda Becker. R. Tito, 295, Lapa

Eram quase três e meia da tarde de 5 de novembro de 2015, um dia quente, como de costume no vale do Rio Doce, quando a barragem de rejeitos de minérios de Fundão, em Mariana-MG, com cerca de 55 bilhões de litros de lama espessa, rompeu-se sobre os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. Depoimentos perturbadores e surpreendentes são colocados no palco e evidenciam a simplicidade de pessoas que perderam tudo ou quase tudo o que tinham. Da criança do grupo escolar ao velho da folia de reis, do ativista de direitos humanos à aposentada que escreve poemas, somos convidados a escutar os sobreviventes que, com suas histórias, traçam um panorama político, histórico e cultural do nosso país.
Hotel Mariana. Sexta e sábado (21 e 22.06), às 20h. Duração 70 minutos. Gratuito – retirar ingresso 1h antes do espetáculo.
Teatro Leopoldo Fróes. Av. João Dias, 822 – Santo Amaro.

Exposições e passeios

Da Indonésia à Amazônia / Foto: Ocean Future Society
Exposição a Indonésia à Amazônia / Foto: Ocean Future Society

Feriado é um ótimo momento para aproveitar para colocar as exposições em São Paulo que estão em cartaz. A cidade nunca esteve com programação tão efervescente nas artes como agora. Aproveite!

Para quem gosta de colagem, a Galeria Recorte é dedicada ao assunto. Na exposição atual, o artista Bomju Coelho traz para a mostra obras que mesclam elementos gráficos, texturas e corpos garimpados em revistas antigas de moda e viagem, catálogos, livros e autorretratos produzidos pela artista.
Cabeça Coração por Bomju Coelho. Até 22 de junho, terças às sextas, das 12h às 21h e sábados das 10h às 18h. Gratuito.
Galeria Recorte. Rua Augusta, 829, Consolação

“A noite não adormecerá jamais nos olhos nossos” é uma exposição coletiva que reúne um conjunto de pinturas, fotografias, assemblages, site-specific, performances e instalações – algumas inéditas – apenas de mulheres racializadas do Brasil. O evento surge da necessidade de discutir a pluralidade de linguagens, mídias e pesquisas que estão sendo produzidas por estas mulheres – entre elas Aline Motta, Bruna Amaro, Heloisa Hariadne, Lidia Lisboa, Lyz Parayzo, Renata Felinto e Val Souza.
“A noite não adormecerá jamais nos olhos nossos”. Até 20.07, terça a sexta, das 10 às 19h, sábado, das 11 às 19h. Gratuito.
Baró Galeria. Rua da Consolação, 3417, Cerqueira César

Pivô, sempre com programação empolgante, lança “Predição Instantânea do Tempo”, a primeira exposição individual do artista argentino Eduardo Navarro no Brasil, que foi comissionada exclusivamente para o espaço expositivo da galeria. Navarro partiu de seu interesse sobre o movimento dos ventos para conceber uma grande instalação composta por 27 trajes que se assemelham a estações meteorológicas e que serão ativados por bailarinos ao longo da exposição. As roupas, criadas à base de nylon e com uma biruta no topo, performam um “ballet-eólico” em que o vento se torna a força central, de forma que guia os movimentos dos artistas e se torna um coreógrafo invisível.
Predição Instantânea do Tempo. Até 27.07. Terça a sábado das 13h às 19h. Gratuito.
Pivô. Edifício Copan, Avenida Ipiranga, 200, loja 54

Nesta exposição podemos mergulhar nos mares e cenários de diferentes partes do mundo, em 60 fotografias inéditas captadas pela equipe da Ocean Futures Society, ONG criada por Jean-Michel para transmitir o legado Cousteau. A mostra traz fotografias da vida marinha e de animais incríveis de países como Fiji, Papua-Nova Guiné, Nova Zelândia, Bahamas, Brasil, dentre outros, e é dividida em seis capítulos: Gigantes do Oceano, Florestas do Mar, Sem Ossos, Hábitos Marinhos, Camuflagem & Sexto Sentido e Amazônia – sempre com o objetivo de expandir o conhecimento do público sobre a fauna e a flora marinhas do nosso maltratado planeta.
Da Indonésia à Amazônia – Expedições de Jean-Michel Cousteau. Até 04.08. Terça a sábado das 10h às 22h, e domingos das 10h às 20h. Gratuito.
Centro Cultural Fiesp. Avenida Paulista, 1313, Bela Vista

O Manifesto Parallax é um convite para que qualquer pessoa utilize a arte como instrumento de autoconhecimento e expressão criativa. Com essa proposta e uma nova forma de co-criação, 11 obras ocupam as salas da Funarte, revelando o resultado da experiência coletiva que o grupo se propôs como uma maneira de desenvolvimento pessoal. No formato festival, além das obras, há uma programação especial com artistas convidados que também toparam propor alguma experiência artística. Entre os nomes confirmados estão a astróloga da nova era Madama Br00na e a terapeuta orgástica Deva Kiran.
Manifesto Parallax. Sábado e domingo (22 e 23.06). Gratuito – programação completa aqui.
Funarte – Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos.

O MuBE criou a exposição Construções e Geometrias com o objetivo de revelar a construção do olhar do colecionador, aproximando o grande público de importantes coleções particulares. Neste caso, uma seleção de obras da coleção de Dulce e João Carlos de Figueiredo Ferraz, com trabalhos dos principais artistas contemporâneos brasileiros como Adriana Varejão, Artur Lescher, Carmela Gross, Cildo Meireles, Ernesto Neto, Nelson Leirner, Nuno Ramos e Waltércio Caldas, entre outros.
Construções e Geometrias. Até 18.08, Terça a domingo das 10h às 18h. Gratuito.
Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia. Rua Alemanha, 221, Jardim Europa

Debates, oficinas e palestras

Días de Los Muertos é tema de palestra na Unibes. Foto: Salvador Altamirano / Unsplash
Días de Los Muertos é tema de palestra na Unibes. Foto: Salvador Altamirano / Unsplash

Palestra sobre o Días de los Muertos, festa tradicional no México considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.
Sagrado Días de los Muertos com Sandra Sofiati. Quarta-feira (19.06), das 19 às 21h30. Gratuito. Classificação 18 anos>
Unibes Cultural. Rua Oscar Freire, 2500 Sumaré.

Desde que foi lançado em 1999, exatas duas décadas atrás, “Além Do Carnaval”, de James Naylor Green, tornou-se referência incontornável nos debates sobre homossexualidades e masculinidade. O relançamento da nova edição acontece acompanhada de debate com o autor, Marisa Fernandes, Renan Quinalha e Roldão Arruda.
Além do Carnaval, de James Green. Sexta-feira (21.06), das 19 às 22h. Gratuito.
Tapera Taperá. Av. São Luis, 187, 2º andar, loja 29 – Galeria Metrópole, República.

Tradicional slam do centro de SP mistura poesia, música e publicações literárias. A terceira edição do Sófálá de 2019 terá discotecagem da DJ Carlu, colecionadora de discos em vinil, pesquisadora e amante da música brasileira que normalmente embala e agita as quebradas da zona sul de São Paulo, onde mora. Rolam lançamentos das autoras Cidinha da Silva e Cecília Floresta.
Sofalalá – Slam de poesia. Sábado (22.06), das 16h30 às 19h. Entrada gratuita.
Red Bull Station. Praça da Bandeira, 137, Centro.

*Foto destaque: 18ª Parada LGBT por Ben Tavener / Brazil Photo Press – wikimedia

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

18 de June, 2019

Share

Apresentado por

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

Comentários

  • Não sei o que me faz gostar mais de SP: a cidade ter tudo isso pra fazer ou existirem pessoas tipo vocês divulgando/juntando tudo. SUCESSO!!!
    - Eduardo Vasconcelos
    • aaaaah, que bom ler isso!!! <3
      - Lalai Persson

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.