De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Guia melhores eventos gratuitos da semana em São Paulo: 26.02 a 01.03

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

26 de February, 2019

Share

Apresentado por

Estamos a um passo do carnaval oficial, que demorou meses pra acontecer, mas o corpo samba desde que 2019 chegou. A programação da semana continua totalmente dedicada a ele em São Paulo. Quem quer folia, pode participar do ensaio aberto do Charanga do França e do bloco afro Ilú Obá de Min. Quem gosta mesmo é de música eletrônica, mas tem um pezinho no carnaval, pode colocar o esquenta do bloco Unidos do BPM na agenda. E não é só isso. A semana chega com várias mostras de cinema, peças de teatro e muito, mas muito bate-papo para inspirar e abrir a cabeça.

Se organizar direitinho, todo mundo vai pra rua. Por isso o guia dessa semana vai ser diferente com a agenda de eventos gratuitos até a próxima sexta-feira. Na sexta-feira lançaremos um especial carnaval pra quem quer folia ou pra quem quer mesmo é fugir dela.

Festas

O terraço incrível do Tokyo, clube que abriga a festa Tieta nesta sexta.
O terraço incrível do Tokyo, clube que abriga a festa Tieta nesta sexta.

Doze horas de festa com 100% de música brasileira. No repertório tem Caetano Veloso, Novos Baianos, Gilberto Gil, Alceu Valença, Os Mutantes, Chico Buarque, Cazuza, Daniela Mercury, Criolo, Ney Matogrosso, Maria Bethânia, entre outros.
Tieta. Sexta-feira (01.03), das 18 às 6h. Gratuito só até às 19h. Lista aqui.
Tokyo. Rua Major Sertório, 110, Centro.

Noite de funk & soul com a DJ Mariana Boaventura.
Avec Ma Mobilete. Sexta-feira (01.03), das 19 às 1h. Gratuito – entrada até 0h.
Mandíbula. Praça Dom José Gaspar, 106, 2º andar, Centro

Já é quase carnaval

Esquenta

DJ Mau Mau. Foto: Gê Veloso
DJs Mau Mau, um dos DJs que toca no Esquenta Unidos do BPM. Foto: Gê Veloso

Ensaio aberto de um dos blocos mais legais de São Paulo.
Ensaio Charanga do França. Terça-feira (26.02), das 20h30 às 23h – depois segue Terça Open. Gratuito até 0h.
Mundo Pensante. Rua 13 de Maio, 830, Bela Vista.

Apresentação de um dos blocos mais bonitos da cidade.
Ilú Obá de Min. Quinta-feira (28.02), das 19 às 21h. Gratuito.
Galeria Olido. Av. São João, 473, Centro

Esquenta do bloco pra quem quer mesmo é música eletrônica. O line-up não está pra brincadeira: Tessuto, Mau Mau e Cohen!
Esquenta Unidos do BPM. Quinta-feira (28.02), a partir das 21. Gratuito, mas é necessário emitir ingresso aqui.
Fabrique. Rua Barra Funda, 1071, Barra Funda.

Abre alas

Tradicional cortejo do Ilú Obá de Min que dá a largada oficial do carnaval. Imperdível!
Cortejo do Bloco Afro Ilú Obá de Min. Sexta-feira (01.03), das 19 às 22h. Gratuito.
Praça da República.

Quando um meme vira bloco. Coloca a bermudinha e a camisa rosa e entra na onda.
Bloco do “Com licença”. Sexta (01.03), às 23h. Gratuito até 0h.
Fabrique Club. Rua Barra Funda, 1071, Barra Funda.

Na próxima sexta-feira lançaremos o guia de eventos gratuitos que rolam durante o carnaval, de 2 a 10 de março. Caso queira acessar nosso guia completo de carnaval em São Paulo, é só clicar aqui.

Shows

Mel Azul. Foto: divulgação
Mel Azul. Foto: divulgação

Sarau de poesia com improvisos de jazz. Quem quiser chegar antes, rola o ensaio aberto com o Bocato Quinteto.
Sarau de Poesia & Jazz. Terça-feira (26.02), das 19 às 22h. Gratuito.
Nossacasa Confraria das Ideias. Rua Mourato Coelho, 1032, Vila Madalena.

Banda com mais de dez anos de estrada, a Mel Azul começou como uma banda de rock instrumental psicodélico. Desde então muita água rolou. Hoje o grupo diz fazer rock foda. É possível conferir o álbum “Bonde do Esgoto” aqui pra saber o que esperar do show.
Mel Azul na Quinta Independente do CCJ. Quinta-feira (28.2), das 20h30 às 21h30. Gratuito.
CCJ. Av. Deputado Emílio Carlos, 3641, Vila Cachoeirinha.

Cinema, teatro e dança

Último dia da retrospectiva da Chantal Akerman com exibição de seu último filme “No Home Movie” (2015).
Cineclube Marieta: Chantal Akerman. Terça-feira (28.2), das 19 às 22h. Gratuito.
Rua Maria Paula, 96, Bixiga.

O Cinemário apresentará todas as quartas-feiras um filme que tem uma grande metrópole como pano de fundo. A homenageada da semana é o Rio de Janeiro com o filme “Última Parada 174”, de Bruno Barreto.
Cinemário: Última Parada 174. Quarta-feira (27.02), das 19 às 21h. Gratuito.
Biblioteca Mário de Andrade. Rua da Consolação, 94, Centro.

Intervenção teatral criada a partida da temática do corpo LGBTQ e questões relacionadas. O público participa e é convidado a levar apetrechos carnavalescos. A ideia do Cordão do Peito Oco (nome dado à intervenção) traz uma reflexão sobre o preconceito que fica atrás de máscaras durante o carnaval.
Corpo do Peito Oco com a Próxima Companhia. De 27.02 a 1.03, sempre às 18h – saída às 19h. Duração: 60 minutos. Gratuito.
Largo do Arouche – próximo à banca de jornal.

Espetáculo itinerante que percorre pontos importantes no Centro de São Paulo para lembrar, refletir e não esquecer da violência que marca historicamente a região central, com especial atenção ao período da ditadura civil-militar brasileira. O projeto tem cinco edições, cada uma com trajeto distinto. O público é guiado pelos atores que carregam uma lanterna vermelha.
Deriva da Luz Vermelha com a Cia Pessoal do Faroeste. Dias 28.02 e 7, 16, 23 e 28.03, sempre às 21h. Gratuito.
Pessoal do Faroeste. Rua do Triunfo, 301/305, Centro.

Mais um evento envolvendo poesia. Amor em VIII Atos, da Casa Vulgar, discute como nasce um amor e como ele se desfaz. A performance traz música, poesia e oito pessoas unidas por uma mesma face: o rosto de um grande amor.
A Casa Vulgar: Amor em VIII Atos. Quinta-feira (28.02), das 19 às 20h30. Gratuito sujeito à lotação.
Sesc Av. Paulista. Av. Paulista, 119.

Monólogo criado a partir do atrito entre a narrativa da Medea negra, de Mina Jeje, e a leitura de Medea, de Eurípedes. Na peça a escrava Medea vê na morte do filho a única libertação possível do sofrimento causado pelo trabalho escravo.
Medea Mina Jeje. Sexta e sábado (1 e 02.03), às 20h; Domingo (03.03), às 19h. Gratuito.
Centro Cultural Olido – Sala Paissandú. Av. São João, 473, Centro.

Exposições e passeios

Djanira da Motta e Silva ganha exposição no MASP
Djanira da Motta e Silva ganha exposição no MASP

Um panorama da obra de Ruy Ohtake, desde recém-formado até projetos atuais, poderá ser conferido em duas exposições em São Paulo.
Exposições Ruy Ohtake: O design da forma no Instituto Tomie Ohtake – Até 14 de abril 2019. e A produção do espaço no Museu da Casa Brasileira – Abertura: 26 de fevereiro, às 19h. Depois se mantém até 14 de abril 2019.

Performance que une poesia, som e imagem. Durante as apresentações, o artista visual Guilherme Pinkalsky faz projeções ao vivo (live cinema).
Macrofonia! Palavra, som e imagem. Quarta-feira (27.02), das 18 às 22h. Gratuito, mas é necessário pegar ingresso na página do evento.
Casa da Luz. Rua Mauá, 512, Luz.

O MASP dedicará seu ano às artistas mulheres dentro do tema “Histórias das mulheres, histórias feministas”. A abertura da programação será com uma das artistas brasileiras mais importantes, Djanira da Motta e Silva. Será sua primeira grande exposição desde sua a sua morte em 1979. Serão apresentadas 70 obras.
Djanira: a memória de seu povo. De 1 de março a 19 de maio. Entrada gratuita somente às terças. A vernissage acontecerá no próximo dia 28 de fevereiro com entrada gratuita, porém é necessário emitir ingresso aqui.
MASP. Av. Paulista, 1578.

Está chegando ao fim a ótima exposição de Lasar Segall. Nesta terça-feira (26.2) rola uma roda de conversa sobre a exposição.
Lasar Segall: Ensaio sobre a Cor. Até 05 de março. Terça a sábado, das 9 às 21h; Domingo, das 9 às 18h. Gratuito.
Sesc 24 de Maio. Rua 24 de Maio, 109, 5º andar. Centro. 

Bate-papo, palestras e oficinas

Jovem ianomâmi por Claudia Andujar
Jovem ianomâmi por Claudia Andujar

Bate-papo com os jornalistas e críticos de cinema Flávia Guerra e Luiz Zanin. A vida pessoal de um autor influencia em sua obra? Devemos ignorar a filmografia de um diretor devido aos seus comportamentos e posicionamentos? Cancelar produções, substituir atores e boicotar cineastas é uma forma de lutar contra abusos cometidos nos bastidores das produções? Essas serão as questões (urgentes) discutidas no encontro.
Cinema da Vela | Autor e Obra no Cinema. Terça-feira (26.02), das 19h30 às 22h30. Gratuito.
Cine Sesc. Rua Augusta, 2075, Jardins.

Encontro pra discutir o livro “Oito do Sete”, finalista do Prêmio Jabuti e ganhador do Prêmio São Paulo de Literatura 2018, de Cristina Judar. Participam do bate-papo os escritores Jorge Ialanji Filholini e André Nigri. “Oito Sete” é um livro sobre amor entre mulheres, sobre o poliamor, sobre as expressões dos gêneros de identidade. É também sobre a vida, as cidades e as relações.
Clube de Leitura: Oito do Sete, Cristina Jundar. Terça-feira (26.02), das 19h30 às 22h30. Gratuito.
Livraria Zaccara. Rua Cardoso de Almeida, 1356, Perdizes.

Maratona de edição sobre artistas mulheres na Wikipédia, pois atualmente das 207.500 biografias cadastradas na plataforma, apenas 17% são de mulheres. A atividade conta com dois momentos: aula teórica e a maratona prática.
Maratona Arte + Feminismo. Aula teórica, quarta-feira (27.2), 19h às 21h; e maratona prática, sexta-feira (8.3), das 14 às 21h. Gratuito com inscrição online ou no local.
Casa das Rosas. Av. Paulista, 37, Paraíso.

A psicanalista, ensaísta e jornalista Maria Rita Kehl comenta o trabalho de Claudia Andujar exposto no IMS Paulista e os direitos indígenas durante a ditadura militar. Como integrante da Comissão da Verdade, Maria Rita coordenou o capítulo sobre as violações de direitos humanos dos povos indígenas.
Claudia Andujar por Maria Rita Kehl – Conversa na galeria. Quarta-feira (27.2), das 19h30 às 21h. Gratuito, ingressos distribuídos com 1 hora de antecedência.
IMS. Av. Paulista, 2424, Consolação

Encontro pra discutir o livro “A Uruguaia”, de Pedro Mairal. Quem media a conversa é Patrícia Ditolvo.
Clube de Leitura: A Uruguaia. Quinta-feira (28.02), das 20 às 22h. Gratuito.
Quintal Amendola. Rua Carlos Rath, 142, Alto de Pinheiros.

Quer mais?

Acesse nossos guias anteriores que você poderá achar eventos de longa durações como exposições. Estão todos neste link.

*Esse guia é apresentado pela Catho, multinacional de tecnologia, que tem como missão mudar a vida das pessoas por meio do trabalho e carreira.  

Foto capa: Fabio Allves e Alexandre Nino se arrumando pra Espetacular Charanga do França 2018 por Lalai Persson

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

26 de February, 2019

Share

Apresentado por

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.