De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Marcas paulistanas que você deveria conhecer - Moda sem gênero

Quem escreveu

Renato Salles

Data

26 de October, 2018

Share

O mundo está muito mais complexo e diverso do que era há 10 anos. Uma das maiores transformações sociais que vimos recentemente é a queda das barreiras que dividem o masculino e o feminino. O feminismo luta de igual para igual por lugares em áreas que sempre foram dominadas por homens. O movimento LGBTQI+ ganhou várias letras que borram as linhas do arco-íris de gays e lésbicas. E nisso a moda se viu obrigada a rever seus conceitos.
Se as famosas fashion weeks sempre dividiram muito claramente os meninos de um lado e as meninas de outro, hoje esse discurso perdeu o sentido. Em 2018, roupa é só um monte de panos que colocamos sobre o corpo, e ela não define quem somos. Muito pelo contrário, nós é que damos sentido a elas, de acordo com o que somos, acreditamos e lutamos. Algumas grifes já começaram a apostas em uma nova moda genderless, ou sem gênero mesmo, mas que muitas vezes acaba caindo no cliché do minimalismo exagerado. Sorte a nossa que São Paulo está sempre se reinventando, e marcas locais enxergam que a moda sem gênero pode ir muito além de camisetões lisos. Quer ver?

FCKT

FCKT - marcas paulistanas sem gênero
FCKT – foto: Divulgação

Eu falei dos camisetões, mas nada contra, viu? O básico é bom justamente porque ele é o máximo da simplificação, e não tem quem não goste. Tanto é que foi assim que surgiu a FCKT. A partir de modelagens bem simples, tecidos lisos e cores sóbrias, a marca desenvolveu uma linha super moderna que serve em qualquer corpo. Calças, blusas, saias e bermudas misturam tecidos como linho e moletom. Mas os macacões longos ou curtos são, sem dúvida, as estrelas. Eles sempre tiveram o showroom no Bom Retiro, e recentemente abriram uma loja na Ouro Fino.
FCKT
Galeria Ouro Fino – Rua Augusta, 2690 loja 213
(11) 3062-2009
De terça a sábado, das 13h às 19h
Instagram

Synchron

Synchron - marcas paulistanas sem gênero
Synchron – fotos: Divulgação

Cores sóbrias, sim. Modelagens básicas, também. Mas simplicidade nenhuma. Quando o Enrico Paschoal saiu da TNG, onde produziu 10 desfiles no Fashion Rio e no SPFW, ele queria soltar as amarras das grandes grifes e montar sua própria marca. A Synchron surgiu como uma marca de moda masculina, mas suas criações são versáteis demais para se restringir assim. Tanto que as peças já foram vistas em celebridades como Alok e Gaby Amarantos. Os pretos, brancos e cinzas não ficam nada básicos com cortes a laser, bordados, franjas, transparências, e tecidos como linho e neoprene, tudo com produção 100% nacional. E a Synchron ainda também tem uma linha de moda esportiva.
Synchron
Alameda dos Tupiniquins, 669 – Moema
(11) 5058-3586
De segunda a sexta, das 14h às 19h
Instagram

Lucas Regal Boots & Belts

Lucas Regal Boots - marcas paulistanas de moda sem gênero
Lucas Regal Boots & Belts – foto: Divulgação

Tudo começou com com a criação dos bootbelts, aquelas tiras decoradas que você pode encaixar nas botas para dar uma renovada no visual. Aos poucos o Lucas, que criou e dá nome à marca, percebeu que para conseguir mostrar direito os acessórios, ele precisaria, bem… de botas! E assim ele desenvolveu uma pequena linha de calçados, aproveitando o know-how da família que está no ramo já há muito tempo no sul de Minas. Seus modelos têm inspiração forte do rock dos anos 60 e 70, e ícones fashion como David Bowie, Mick Jagger e Bob Dylan. Todas as peças são feitas manualmente, e a numeração vai do 35 ao 44, para ninguém ficar de fora. E a todas podem ser customizadas com as mais variadas cores e acabamentos de couro. Com o tempo, a coleção cresceu, e hoje ainda tem cintos e chokers, tudo sob encomenda. Você ainda pode ver por aí circulando com as Regal Boots gente do calibre de Pity, Johnny Hooker, Liniker e Karol Conká.
Lucas Regal Boots & Belts
Rua Peixoto Gomide, 1014 (apenas com agendamento)
(11) 98555-7677

Instagram

Corcel Shop

Corcel Shop - marcas paulistanas de moda sem gênero
Corcel Shop – foto: Divulgação

A relação íntima da bota com o universo da música é também a raiz da criação da Corcel Shop. A Marília Estevam é de Franca, o maior polo de produção de calçados do Brasil. E em uma temporada no México, ela usou todo seu repertório na criação de uma pequena marca de botas de cowboy moderninhas, que durou pouco tempo. O bom é que ela trouxe a ideia para cá e surgiu em São Paulo a Corcel, fazendo uma ótima mistura do rock com o country em peças que vão desde a mais simples ankleboot, até as mais elaboradas botas que sobem até a cintura. Lembra daquelas botas bafônicas cheias de estrelas que a Pablo Vittar usou no último Rock In Rio? São da Corcel! A numeração vai de 35 a 43, e as peças mais básicas tem estoque para pronta-entrega, mas as mais elaboradas são sob encomenda.
Corcel Shop
Showroom em Pinheiros (apenas com agendamento)

(11) 96202-1986
Instragram

Lapidação Azteca

Lapidação Azteca - marcas paulistanas de moda sem gênero
Lapidação Azteca – foto: Divulgação

Se a moda é genderless, os acessórios sempre tiveram mais facilidade de fluir entre os (vários) gêneros. E a Lapidação Azteca é um bom exemplo disso. O Claudio Opazo colocou em prática tudo que aprendeu com o pai, que trabalhava com fundição de cobre no Chile, para desenvolver colares, pulseiras, anéis e muito mais com um estilo bem particular. A ideia é quebrar com a tradição da joalheria de ascendência europeia, e desenvolver uma estética nativa latino-americana. O acabamento rústico nas peças de prata fazem cada peça, feita manualmente, ser totalmente única. Pedras como hematitas, esmeraldas, feldispatos, quartzos e jaspes viram pingentes exclusivos, das mais variadas cores. Ainda tem peças que latão, cobre, bronze, bambu, couro… a única certeza que se tem com as criações da Lapidação Azteca é que cada peça é única. A venda por enquanto é exclusivamente online.

 

Lapidação Azteca
(11) 99337-9131
Instagram

*Foto de destaque: Corcel Shop – Divulgação

Quem escreveu

Renato Salles

Data

26 de October, 2018

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.