Festival Path para geeks: o que você não pode perder sobre tecnologia

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

17 de May, 2018

Share

Patrocínio

O Festival Path está se aproximando, apesar de muitas palestras serem de “gente de humanas”, os geeks de plantão não sairão mal servidos. Se você é desses que não consegue perder nada sobre tecnologia, preparamos um resumão do melhor que vai rolar.

Foto: Meduzza (divulgação Path)

1) Inteligência artificial: robôs a serviço da sociedade

Política, Eleições e Tecnologia

O uso de ferramentas tecnológicas na corrida presidencial brasileira, com especial atenção à aplicação de inteligência artificial, é sem dúvida um assunto quente em 2018. Teremos um painel especialmente dedicado ao assunto, com o título “Inteligência Artificial e redes sociais nas eleições”. E com relação à permanente discussão sobre a segurança das urnas eletrônicas, Diego Aranha da Unicamp apresenta seus estudos na palestra “(In)segurança do voto eletrônico no Brasil, 5 anos depois

Profissionais 2.0

Discussões sobre a Inteligência Artificial em campos específicos do conhecimento humano e a natural transformação do dia a dia dos profissionais  é tema do debate “Advogados no futuro”, no ambiente jurídico-legal, e também do painel “Como a Inteligência Artificial já empodera profissionais de Marketing & Comunicação”, discutindo os mesmos efeitos na publicitarioesfera.

Para auxiliar no entendimento do que é fato e o que é boato, o painel “O que os cientistas de IA recomendam que você estude?” traz recomendações de artigos científicos para serem utilizados como referências confiáveis, separando o que é realidade do que é especulação.

Privacidade e Segurança

As frequentes críticas aos processo de formação de bolhas, principalmente pela aplicação dos algoritmos de recomendação das redes sociais, é o tema da palestra “A ciência por trás dos algoritmos de recomendação”. E já que falamos em redes sociais, não há como relevar o escândalo Cambridge Analytica e o quanto ele nos fez refletir sobre privacidade. O painel “O fim da privacidade” aborda este desconforto generalizado, trazendo reflexões sobre o que podemos esperar daqui pra frente.

Foto: Meduzza (divulgação Path)

2. Blockchain: descentralização a serviço da sociedade

As criptomoedas são a “Killer Application” de Blockchain. Naturalmente não são a única aplicação – e nem a melhor, mas foram responsáveis por popularizar a tecnologia. Com o raciocínio de investimentos em mente, o estudo da Suíça e seu Cripto Valley como caso de sucesso é debatido no painel “Suíça como CryptoCountry – fatores de sucesso.”

Um dos pilares de Blockchain é a descentralização, que potencializa transações ponto a ponto, sem intermediários. Esta nova lógica é o pano de fundo do painel “Blockchain e Impacto Social: Descentralização, colaboração e transparência por um mundo melhor”. As transformações em dois segmentos específicos são discutidas para a indústria de mídia no painel “A internet pós-Google: como blockchains estão desmembrando a indústria da mídia” e para o mercado de Fintechs no painel “Fintechs: a nova economia na palma da mão”.

Foto: Matheus Matta (divulgação Path)

3. IoT: conexão das coisas a serviço da sociedade

IoT (internet das coisas), Inteligência Artificial, Big Data, Robótica, “impressão de comida”… Estas são algumas das tecnologias que têm revolucionado a produção de alimentos. Esta relação próxima entre tecnologia e alimentação tem criado oportunidades e negócios. Produzir mais, de forma sustentável e saudável, é o que será discutido no painel “O futuro da comida: o que pode mudar radicalmente a produção de alimentos”. Outro painel discutirá a digitalização da agricultura e os efeitos desta prática para a vida urbana: “Economia criativa e agricultura digital: o que a revolução no campo tem a ver com a cidade”.

Aproveitando a deixa da limpeza de rios, vamos falar sobre meio ambiente? Aqui temos dois conteúdos interessantes. O primeiro é sobre tecnologia como ferramenta de preservação, discutido no painel “Tecnologia na preservação amazônica”. O segundo, uma discussão mais específica: “Internet das coisas para a sustentabilidade”, refletindo sobre como IoT pode melhorar a qualidade da água e do ar, o gerenciamento de tráfego e o design de construção nas cidades.

Outra mudança importante nas cidades será as possibilidades implementadas pela impressão 3D: a palestra “O futuro será impresso” e “Ser open (hardware) faz bem” abordam as transformações e oportunidades da manufatura aditiva (ou seja, a fabricação de produtos).

Foto: Meduzza (divulgação Path)

4. Tecnologia para o bem estar

De todas as aplicações da tecnologia, aquelas que contribuem para a melhoria na qualidade de vida humana, de forma sustentável, são alvo da nossa atenção.  Esta é a proposta de duas apresentações: “A saúde na era da big data e computação cognitiva”, que aborda os impactos destas tecnologias na saúde e “Quem manda na sua saúde”, que discute o empoderamento do paciente no contexto da medicina 3.0.

O trabalho e a qualidade de vida no trabalho também são pontos que precisam ser explorados quando se fala em bem estar. O painel “O futuro do trabalho com Labor Clouds e Marketplaces” avalia como a conexão digital entre demandante e trabalhador pode transformar o mercado de trabalho e como podemos nos beneficiar disso no curto e no médio prazo. No lado da empresa, estas transformações exigem respostas rápidas, o que é o tema da palestra “Os desafios do RH na era digital”.

Toda esta movimentação de empresas e pessoas focadas em fazer o bem, em especial através da aplicação da tecnologia é o tema do painel “Tecnologia com propósito”, abrangendo fundamentos da relação de troca e exemplos de aplicações guiadas pelo propósito.

Foto: Meduzza (divulgação Path)

Para ver resumos….

Tudo ao mesmo tempo agora: Se você quer ter um panorama geral sobre tendências e aplicações em tecnologia, a sugestão sem dúvida é assistir dez startups contando sobre suas experiências com tecnologias transformadoras na sessão “10 tecnologias que você precisa conhecer”.

Começando pelas oficinas, três das principais tendências tecnológicas: Inteligência Artificial, Blockchain/criptomoedas e Realidades Virtual | Aumentada (VR/AR) serão tratadas respectivamente em sessões para criação de chatbots (Francisco Estivallet), compra e venda de Bitcoin (Fausto Vanin) e demonstração de VR/AR (Rodrigo Terra).

Muita informação? Muito conteúdo, muitas palestras, muitos debates? O FOMO (Fear of Missing Out) é inevitável. Então a dica final é: escolha as principais sessões que não quer perder de jeito nenhum e exercite a serendipidade para os demais horários.

Texto escrito por Vinicius Soares, engenheiro e geek com especialização em Inteligência Artificial, fundador do AI News e Mais AI,  com pitacos de Vanessa Mathias

*Foto capa: Scott Webb – Unsplash

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

17 de May, 2018

Share

Patrocínio

Vanessa Mathias

Seu exacerbado entusiasmo pela cultura, fauna e flora dos mais diversos locais, renderam no currículo, além de experiências incríveis, MUITAS dicas úteis adquiridas arduamente em visitas a embaixadas, hospitais, delegacias e atendimento em companhias aéreas. Nas horas vagas, estuda e atua com pesquisa de tendências e inovação para instituições e marcas.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.