De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

6 Coisas que você só vê em Trang, na Tailândia

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

31 de October, 2018

Share

Eu já fui umas 4 vezes pra Tailândia, e estive em Trang mais de uma vez. Se você quiser saber mais sobre Trang, um roteiro mais completão, você pode conferir aqui. Nesse post, eu decidi selecionar algumas das coisas mais incríveis (e/ou bizarras) da minha viagem à Trang que fizeram da viagem uma experiência, no mínimo, peculiar. Para saber sobre outras ilhas, a gente falou também mais aqui.

Para quem não sabe, a província de Trang, que tem o mesmo nome da sua capital Trang, tem 46 ilhas e fica localizada no Mar de Andamão, uma parte do Oceano Índico que banha parte da Tailândia, Myanmar e Sumatra. É um paraíso ainda pouco explorado, nada festivo, como em outras ilhas. Uma informação fundamental se você deseja ir a Trang é que a melhor época para estar lá é na estação seca (de novembro a abril). Nos meses chuvosos, algumas das atrações turísticas naturais fecham, como o acesso à Caverna Esmeralda. Fui fora da temporada e sugiro fortemente ir na temporada, porque o mais legal está fechado e chove para dedéu.

Dito isso, é em Trang que se encontram boa parte das rochas de calcário que a gente logo visualiza quando o assunto é praias paradisíacas na Tailândia. A cidade de Trang em si não é tão interessante e pode ser explorada em um dia facilmente. Trang ainda não é um destino tão conhecido, e por isso mesmo é muito mais tranquilo e barato. No entanto, não se deixe enganar: foi listado como um dos destinos para visitar em 2017 na Ásia pela Lonely Planet por causa das suas águas cristalinas e das suas paisagens de tirar o fôlego.

Caverna de Khao Kop

Foto: Vanessa M.

Acha que a Caverna de Esmeralda é linda, mas quer uma aventura literalmente de tirar o fôlego? Se você planeja visitar essa caverna, primeiro certifique-se que você não é claustrofóbico ou agorafóbico. Tem certeza? Agora você precisa agendar um passeio de barco ao longo do riacho, que você pode alternar com alguma exploração a pé das magníficas estalactites e estalagmites.

Entrei como se não fosse nada, apenas uma caverna como milhares que vi na vida. A coisa vai ficando mais interessante com a quantidade de oferendas que você vê pela caverna (e aparentemente os deuses tailandeses gostam muito de refrigerante).  Está preparado para a aventura? Para sair dessa caverna, todos os viajantes precisam deitar-se em um barco para evitar ferimentos na cabeça causados ​​pela rocha suspensa. Só que você precisa deitar de forma tão rente, tão rente, que se você respirar é capaz de pegar uma estalactite no seu coração.  Para ter ideia, vai por volta do 1:30 desse vídeo abaixo:

Casamento Subaquático: amor até debaixo d’água

Photo by Sweet Ice Cream Photography on Unsplash

Apesar da viagem a Trang ser relativamente uma viagem de descanso e relax, não se deixe enganar: existem muitas possibilidades de ver coisas que você nunca viu antes na vida. Acho que por querer estimular o turismo, eles inventam umas modas que só existem lá. Os casamentos debaixo d’água acontecem desde 1997, e você pode participar de um deles no Festival do Valentine’s Day em fevereiro, época em que se comemora o Dia dos Namorados na maior parte do mundo. Podem-se casar quaisquer pessoas, mas o certificado oficial de casamento só é emitido para casais heterossexuais devido às leis vigentes da Tailândia. A grandeza deste evento recebeu atenção mundial e chegou até às páginas do Guinness Book of World Records com a maior cerimônia de casamento subaquático em 2000.

Mercado Noturno (Night Market) de Trang

Night Market Foto: Vanessa M.

O Mercado Noturno de Trang é definitivamente um local inusitado. Diferente dos grandes mercados noturnos de Bangkok, por exemplo, é considerado um dos mais exuberantes dessa costa. O espaço é bastante frequentado por moradores locais para o café da manhã e garante surpresas para os seus olhos e paladar.

Night Market Foto: Vanessa M.

Duvida? No Mercado de Trang, você vai ver (ou comer, dependendo da sua coragem) bichos da seda fritos, insetos variados, pad thais e o porco grelhado que é mais conhecido na região. E essa salada de caranguejo que, honestamente, é uma das melhores coisas que já comi na vida.

Foto: Vanessa M.

E o melhor é que com nem 10 reais, você come uns 4 pratos diferentes #gulosomodeon

Café da manhã com Dim Sums

Dim Sums Foto Vanessa M.

Os chineses imigraram com força nos séculos 18 e 19 para a região, e por isso influenciaram tanto a culinária tailandesa. O dim sum com uma pegada thai virou uma atração na região. O Ruan thai dim sum (Phloen Pitak Road) é uma ótima pedida se você já é fã dos dim sums tradicionais da comida japonesa e chinesa,  e cheio de locais.

Ruen Thai Dim Sum
Phloen Pitak Road, Tub Teang Subdistrict, Mueang Trang District., Trang – +66 75 219 342
Horários: diariamente. 

Caverna de Esmeraldas (em Koh Mook)

Cortesia TripAdvisor

A Caverna de Esmeraldas fica em Koh Mook, uma das ilhas mais visitadas por causa das águas mais verdes que os deuses conseguiram fazer.  É um lugar incrível, mas lembre-se de trazer uma tocha para evitar bater nas paredes da caverna. Você também pode conferir a praia de Haad Farang, conhecida pelas suas belezas de calcário.

Mergulhar e ver os lagartos em Haad Man Sai, Koh Rok Nai e Koh Rok Nok

Cortesia TripAdvisor

Rodeado por um extenso recife de corais submerso poucos metros abaixo da superfície da água, Koh Rok Nai e sua ilha gêmea Koh Rok Nok atraem mergulhadores ávidos. Tecnicamente, ambas fazem parte da província de Krabi, mas o cenário espetacular mais do que vale as duas horas de barco e as longas distâncias das ilhas Trang. O Parque Nacional Mu Ko Lanta protegeu Koh Rok de hoteleiros gananciosos, o que significa que os lagartos lá são mais importantes do que os seres humanos. A maioria dos barcos que chega lá atraca em Haad Koh Rok, uma extensão de areia de coral que parece cenário de algum filme paradisíaco. Se quer mais praia deserta, caminhe até o vizinho Haad Man Sai, uma praia igualmente linda escondida. Porém não faça como eu – a estação chuvosa entre maio e outubro é bem ruim para ir para lá.

*Foto do destaque – Divulgação turismo da Tailândia

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

31 de October, 2018

Share

Vanessa Mathias

Seu exacerbado entusiasmo pela cultura, fauna e flora dos mais diversos locais, renderam no currículo, além de experiências incríveis, MUITAS dicas úteis adquiridas arduamente em visitas a embaixadas, hospitais, delegacias e atendimento em companhias aéreas. Nas horas vagas, estuda e atua com pesquisa de tendências e inovação para instituições e marcas.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.