De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

Todo mundo ama o Canadá: as Cataratas do Niágara

Quem escreveu

Jo Machado

Data

17 de July, 2017

Share

Elas são um dos pontos turísticos mais visitados no mundo, fazem parte das 7 Maravilhas Naturais do Mundo e são uma das fronteiras naturais mais lindas do planeta. Dignas das malucas aventuras do Pica-Pau em seu barril, explorar as Cataratas do Niágara é um dos programas que devem fazer parte de uma visita completa a Toronto.

Foto: Tourism Niagara

Localizadas há mais ou menos 2 horas da cidade, as Cataratas do Niágara separam com suas belas e imponentes quedas d’águas dois países – de um lado a província canadense de Ontário, e do outro o estado de Nova York, nos Estados Unidos. As águas que desabam na enorme garganta são provenientes dos Grandes Lagos canadenses, e depois de correrem pelo vale, se depositam no famoso (e gigantesco) lago Ontário.

Visão do lado canadense antes das quedas – Foto: Jo Machado
Quanto mais perto, mais você sente a vibração causada pela força das águas – Foto: Jo Machado

Mas não é só pelo ângulo natural que as cataratas são interessantes. Independente da época do ano, há muita história, cultura e diversão por lá.

Para começar a jornada, uma parada na Table Rock, local onde fica um centro para visitantes e de onde pode-se escolher por onde começar a visita. Entre um mirante e outro, você pode fazer a Journey Behind the Falls, que é uma caminhada pelos centenários túneis que passam por trás das quedas d’água e de onde pode-se ver toda a sua força através de janelas esculpidas na pedra.

A caminhada acaba em um mirante que parece muito com aquele do desenho do Pica-Pau, pertinho das quedas, onde é impossível não se molhar um pouco. Mesmo com a capa amarela!

Vista do mirante ao final do Journey Behind the Falls – Foto: Tourism Niagara

Por lá também é possível encarar a experiência 4D Niagara’s Fury, um simulador que conta a história evolutiva das cataratas desde a pré-história utilizando projeções, movimentos, vento e água, obviamente. Também é complicado não sair molhado, viu?

Para os mais ousados, também é possível apreciar a vista de formas bem peculiares. Durante o verão, uma tirolesa de 670 metros que alcança velocidade de uns 70km/h proporciona uma visão privilegiada e radical das falls. Já a Niagara Helicopters realiza passeios aéreos desde 1961 – que funcionam praticamente o ano todo – é uma opção mais cool e confortável para apreciar aquela bela vista.

Seguinte, a diversão não acaba por aí não. Ainda dá para fazer um passeio de barco com Maid of the Mist e chegar pertinho das quedas, apostar uns trocados no Cassino Niagara, ou ainda fazer uma visita ao Niagara Falls History Museum para saber mais sobre as histórias e curiosidades do lugar. E vale até dar um spoiler: um ser humano já foi levado pelas águas acima das quedas, desceu as cataratas sem nenhuma proteção e sobreviveu. Não, não é conto de pescador!

O passeio de barco só é feito em dias de tempo bom e chega bem pertinho das quedas. Tivemos azar de não pegar um dia assim. – Foto: Tourism Niagara

Bom, depois de passear e se divertir na Cataratas do Niágara, não deixe de dar um paradinha na charmosa Niagara-by-the-Lake. Fundada em 1781, a cidadezinha pacata às margens do lago Ontário foi a primeira capital da província, e hoje é famosa por sua região produtora de vinhos e pelo mundialmente conhecido festival teatral, Shaw Festival.

O famoso Hotel Prince of Wales em Niagara-by-the-lake – Foto: Jo Machado

Se você é um apreciador de vinhos, essa visita pode valer muito a pena. Por estar em uma microrregião de clima muito peculiar em relação ao restante do país, Niagara-by-the-Lake atraiu a atenção de produtores de vinho desde o começo do século 1900. Vinícolas como Peller Estates Winery e a Two Sisters Vineyards produzem centenas de barris de vinhos tintos e brancos anualmente.

Adega da Two Sisters Vineyards – Foto: Jo Machado

Além de serem produtoras do mundialmente famoso ice wine, um vinho de sobremesa feito com suco de uvas congeladas, colhidas em temperaturas médias de -10ºC. E os restaurantes são uma delícia!

O famoso ice wine da Peller Estates Winery – Foto: Jo Machado
Na Peller Estates Winery o ice wine é servido em um bar a -10ºC – Foto: Jo Machado

Bom, já sabe né? Independente da idade, da época do ano ou do tempo da visita, quando em Toronto, dê um pulinho em Niagara Falls. Em Toronto, tem ônibus saindo para lá o tempo todo. Se quiser saber mais sobre a região, dá uma olhada no site do Toronto Tourism.

Estive no Canadá, vivendo esses momentos incríveis, a convite da Ontario Tourism, Tourism Toronto e Destination Canada. <3

Quem escreveu

Jo Machado

Data

17 de July, 2017

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.