Arte & Cultura

12 horas em Verona

Data

17 de May, 2017

Share

Localizada na região de Vêneto, às margens do Rio Adige, Verona é a cidade do casal shakespeariano Romeu e Julieta. Mas nem só de romances e dramas a cidadela vive: o local também possui uma história incrível, com muitos cenários e atrações de tirar o fôlego. Que tal um bate-volta para sair do roteiro com estilo?

A nossa sugestão é ir até Verona de trem – Veneza fica a cerca de 1h, e Milão a cerca de 1h15 minutos. Se você estiver sem malas, desembarque e vá caminhando até o centro. Caso contrário, pegue um táxi ou deixe seus pertences nos guarda-volumes da Estação Porta Nuova.  Se você pretende dormir na cidade, um dos hotéis mais conhecidos é o Hotel Giulietta e Romeo, ao lado da Arena di Verona. Fica a dica!

Preparei um roteiro de 12 horas por Verona com atrações, restaurantes e pontos turísticos para você se apaixonar, conhecer e degustar massas deliciosas por lá. Andiamo!

Manhã

Vamos começar o dia tomando um famoso café italiano? O Caffè Borsari fica pertinho da Piazza Delle Erbe, nossa próxima parada, e recebe muitos locais. Dependendo do horário, você pode pegar um pouquinho de fila para entrar, mas te afirmo: a espera vale a pena! A cafeteria expõe vários bules e bonecas nas prateleiras e na sua vitrine, criando um ambiente convidativo para quem passa pela rua. Os apressados normalmente se servem no próprio balcão, mas a graça mesmo é se sentar com calma e apreciar o atendimento cortês dos garçons e baristas. A sugestão é pedir o café com creme ou o cappuccino. Acompanhe com um pedaço de torta, que muda de sabor constantemente.

Caffè Borsari – Foto: Followmu

Caffe Borsari
Corso Porta Borsari, 15d
Todos os dias, das 7h30 às 20h15

De barriga cheia, é hora de conhecer a Piazza Delle Erbe e seus arredores. A praça é extremamente turística, cheia de atrações, restaurantes e lojas ao seu redor. O destaque é uma feirinha que vende de tudo, de souvenires a petiscos regionais. Indico comprar os risotos no saquinho com temperos tipicamente locais! O nome da praça vem da palavra erva (erbe, em italiano) e homenageia os mercados ali presentes desde a Idade Média.

Dentro da piazza, notamos logo de cara uma construção com uma torre bem alta, cujo nome é Palazzo della Ragione. O edifício já foi um Tribunal de Justiça, mas desde 2014 é um museu de arte moderna que conta a história da região. Se você curtir obras de arte e tiver com tempo, não deixe de visitar.

Palazzo della Ragione
Cortile Mercato Vecchio
Terça a domingo, das 11h às 19h.

Do ladinho da Palazzo della Ragione, a Torre dei Lamberti chama a atenção e é um dos cartões-postais da cidade. A mando da Família Lamberti, ela foi construída no século 12 e tem 84 metros de altura. Você pode comprar o ingresso e subir até o topo para apreciar a vista mais bonita de Verona.

Torre dei Lamberti. Foto: Verona.net

Torre dei Lamberti
Via della Costa, 2
De segunda a sexta, das 10h às 18h. Sábados e domingos, das 11h às 19h.

Depois de muitas fotos panorâmicas nas alturas, passe pelo famoso Arco della Costa, um arco que possui uma costela de baleia pendurada. Bom, se o osso é do mamífero ou não, ninguém sabe, mas é lindo e vale a pena ver de perto. No mesmo caminho, siga para a Piazza dei Signori. Tirando os palácios do século 14 e 15, há três destaques na praça: O Palazzo Del Capitano, uma casa antiga de chefes militares; a estátua de Dante Alighieri, construída no século 19 e a Loggia Del Consiglio, o edifício da sede do Conselho da Província, que abriga muitas estátuas de veronenses famosos em seu topo.

Piazza dei Signori. Foto: Provincia di Verona

Almoço

Verona possui uma gastronomia requintada e rica em diversidade. Muitas receitas são ligadas à polenta, normalmente acompanhada com aves ou carnes de caça. Já a massa mais famosa é o bigoli, um espaguete grosso que normalmente vem acompanhado de ragu.

Se você quiser apreciar uma boa comida veronense, não hesite em ir à Trattoria Al Pompiere. A decoração antiga e o atendimento acolhedor dos garçons mostra o porquê da casa ser tão tradicional e reconhecida. A boa é pedir o ragu de pato assado por cima do bigoli, por 12 euros, ou provar a polenta, que acompanha pratos com bacalhau, vitela e cordeiro, por 19, 16 e 20 euros, respectivamente.

Trattoria Al Pompiere – Foto: Trattoria Al Pompiere

Trattoria Al Pompiere
Vicolo Regina d’Ungheria, 5
De segunda a sábado, das 12h40 às 14h e das 19h30 às 22h30.

Agora, se a ideia for comer rápido para bater perna, aqui fica a dica: delicie-se com a pizza da Pizzeria Risotteria Da Mario. O local possui um custo-benefício maravilhoso e um cardápio extenso e variado. Não se esqueça de pedir o Limoncello como cortesia da casa – assim o passeio continua ainda mais doce!

Pizzeria Risotteria Da Mario. Foto: Pizzeria Risotteria Da Mario

Pizzeria Risotteria Da Mario
Via Santa Maria in Chiavica, 5 
De quarta a domingo, das 12h às 14h e das19h às 22h. Segundas, das 12h às 14h.

Tarde

É hora de conhecer as grandes e famosas atrações turísticas de Verona. Após uma boa refeição italiana, parta para a Casa di Giulietta. A atração fica escondida dentro de uma viela, mas a prefeitura fornece placas indicando e provavelmente o tumulto dos turistas denunciará o local. Na parede de entrada, casais apaixonados escrevem seus nomes com rabiscos, corações e datas – se achar um espaço, não se esqueça de registrar a sua presença.

Muro da Casa di Giulietta – Foto: Pixabay

Ninguém sabe se Romeu e Julieta realmente existiram, mas a cidade se aproveitou dos registros históricos e do conto para criar essa atração. A sacada da casa simboliza a famosa cena escrita por Shakespeare, mas não faz parte da construção original. Dentro da residência, há um museu com peças antigas, vestimentas e mobiliário, tudo desenhado para representar o casal apaixonado. Apesar de ser um cenário montado, a sensação é bem legal e subir até a varanda é uma experiência única. Nos fundos há a estátua de bronze de Julieta. Reza a lenda que quem toca no seio direito dela tem sorte no amor, portanto, aproveite a tradição!

Se você for muito fã da história do casal, compre o ticket que inclui a visita à Casa + a Tomba di Giulietta, mas lembre-se que elas não ficam no mesmo local. A Tumba é onde, supostamente, Julieta foi enterrada. Há também a Casa di Romeo, mas nela os turistas não podem entrar.

Estátua de Julieta – Foto: Turismo Digital

Casa di Giulietta
Via Cappello, 23
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Tomba di Giulietta
 Via Luigi da Porto, 5 
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Casa di Romeo
Via Arche Scaligere, 2

Deixemos o romantismo para trás e seguimos para a Piazza Brà. Além da arquitetura linda das casas e da vista maravilhosa, é na praça que a Arena di Verona se encontra. Apesar de não ser tão grande e famosa como o Coliseu, em Roma, a Arena é a terceira maior do mundo. O anfiteatro romano, construído no ano 30 a.C, era grande o suficiente para abrigar a população inteira de Verona. Antigamente, o local era palco de lutas de torneios e lutas de gladiadores, mas hoje recebe apresentações de teatro e óperas. Há poucas ruínas e grande parte está intacta, rendendo boas fotos e uma viagem no tempo.

Arena di Verona – Foto: Fondazione Arena di Verona

Arena di Verona
Piazza Bra, 1
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Para terminar o dia um pôr do sol maravilhoso, siga até o Castelvecchio, a 6 minutos a pé da Piazza Brà. Construído em 1375, o local tinha como objetivo residir e proteger o rei Cangrande II. Hoje, ele abriga um museu de arte incrível. Visite o pátio interno e chegue a Ponte Scaligero, uma das mais bonitas da Itália. Cortando o Rio Adige e de estilo medieval, ela possui uma das vistas mais bonitas de Verona. Apesar de ter sido refeita após a Segunda Guerra, os locais afirmam que ela permanece idêntica ao modelo original e que pedaços da ponte foram resgatados do fundo do Adige. Está aí um belo cenário para o fim de tarde.

Castelvecchio. Foto: Provincia di Verona

Castelvecchio
Corso Castelvecchio, 2
De terça a domingo, das 8h30 às 19h30. Segundas, das 13h30 às 19h30.

Jantar

Se a boa for aproveitar o fim de tarde com calma e sossego, escolha a La Cantina Del 15. Pertinho do Castelvecchio, o restaurante foge das decorações italianas clássicas e possui um terraço muito agradável. Peça o carbonara da casa, por 10 euros, ou o cordeiro com espinafres, por 19 euros.

La Cantina del 15. Foto: La Cantina del 15

La Cantina Del 15
Corso Castelvecchio, 15
Terças, das 19h15 às 22h30. De quarta a domingo, das 12h15 às 14h30 e das 19h15 às 22h30.

Se a opção for fazer um lanche, o Gusto Piadinerie é uma ótima opção. Uma pizza inteira custa, em média, 6 euros. Mas as boas pedidas são as piadinas com prosciutto crudo e muuuito queijo!

Gusto Piadinerie. Foto: TripAdvisor

Gusto Piadinerie
Stradone P.Ta Palio, 4
De segunda a sexta, das 11h às 21h30. Sábados, das 11 às 22h. Domingos, das 11h às 16h.

Dica esperta!

Mesmo que você fique apenas 12 horas na cidade, vale a pena comprar o Verona Card. Ele garante o acesso livre ou reduzido na maioria das atrações da cidade, além do transporte público. O de 24h custa 18 euros e o de 48h, 22 euros. A compra pode ser feita em vários pontos da cidade ou pelo site: www.veronacard.it

 

*Foto do destaque: Freeimages

Data

17 de May, 2017

Share

Assine nossa newsletter