De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

30 blocos selecionados para curtir o carnaval carioca

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

03 de February, 2016

Share

Apresentado por

No último 16 de janeiro, o carnaval de rua do Rio foi aberto oficialmente. De lá até o fim do carnaval, nada menos do que 587 desfiles e de 505 blocos vão passar pela cidade. E é a partir de sexta-feira que a coisa pega fogo! Para ajudar quem está perdido diante de tanta opção, separamos 30 destaques nos principais dias de farra. Dá para começar a brincadeira logo de manhã e ir até à noite. Pre-para a purpurina!

Carmelitas

Bloco das Carmelitas em 2015. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
Bloco das Carmelitas em 2015. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Fundado em 1990, o tradicional bloco homenageia o convento de Santa Teresa onde vivem enclausuradas as freiras carmelitas. Diz a lenda que, certa vez, uma irmã pulou o muro do lugar e se misturou aos foliões. Todos usam o véu da ordem religiosa, para que a freirinha possa passar de maneira despercebida na multidão. São dois desfiles: um no início do carnaval, quando a freira fujona começa a cair no samba, e o outro na terça-feira, quando ela tem a oportunidade de voltar ao convento sem chamar atenção. O Carmelitas é bloco de samba-enredo, clique aqui para ouvir o deste ano.

Carmelitas. Sexta-feira (05.02), das 15h às 19h
Concentração: Rua Dias de Barros, esquina com a Ladeira de Santa Teresa. Percurso: Rua Dias de Barros, Largo do Curvelo, Rua Almirante Alexandrino, seguindo até o Largo dos Guimarães

Terça-feira (10.02), das 10h às 14h
Concentração: Largo do Curvelo, Santa Teresa. Percurso: Largo do Curvelo, descendo pela Rua Joaquim Murtinho até a altura das escadinhas de Santa Teresa, no nº 300

Embaixadores da Folia

Com um repertório tradicional de carnaval, marchinhas e sambas famosos, o bloco está na rua desde 2000.

Embaixadores da Folia. Sexta-feira (05.02), das 20h à 0h
Concentração: Buraco do Lume (Avenida Nilo Peçanha). Percurso: Rua México, Rua Santa Luzia, Praça Mahatma Gandhi e Cinelândia

Céu na Terra

Tem que madrugar para desfilar no bloco, que para Santa Teresa. Com repertório de marchinhas, frevos e outras músicas típicas de carnaval, colore as ruas do bairro desde 2001, tendo se tornado um dos símbolos da renovação do carnaval de rua carioca.

Céu na Terra. Sábado (06.02), das 8h às 13h
Concentração: Largo dos Guimarães, Santa Teresa. Percurso: Rua Almirante Alexandrino, Rua Paschoal Carlos Magno, Rua Monte Alegre, Rua Áurea, Rua Oriente, Rua Progresso e Largo das Neves

Cordão da Bola Preta

bola preta 2015

Quem no Brasil não conhece os famosos versões de seu hino? “Quem não chora não mama/segura, meu bem/a chupeta/Lugar quente é na cama/ou então/no Bola Preta”. É o bloco mais antigo do Rio (nasceu em 1918!) e o que arrasta mais gente pelas ruas do Rio: mais de um milhão de pessoas.

Cordão da Bola Preta. Sábado (06.02), das 9h30 às 14h
Concentração: Rua Primeiro de Março, na altura da Rua da Assembleia, Centro. Percurso: Rua Primeiro de Março, seguindo a Avenida Presidente Antonio Carlos até a Rua Araújo Porto Alegre, onde acaba

Multibloco

O repertório do bloco passeia pela música brasileira, indo do forró às marchinhas, com direito a clássicos da MPB e do samba-reggae.

Multibloco. Sábado (06.02), das 10h às 14h
Concentração: Rua do Senado, entre Riachuelo e Mem de Sá, Lapa. Percurso: Rua do Senado, Avenida
Gomes Freire e Rua do Resende

Afoxé Filhos de Gandhi – RJ

Filhos de Gandhi. Foto: Mazé Mixo
Filhos de Gandhi. Foto: Mazé Mixo

O Afoxé Filhos de Gandhi – RJ, criado em 1951, foi um dos primeiros blocos afros do Rio de Janeiro. Foi fundado por trabalhadores da zona do Cais do Porto do Rio de Janeiro e integrantes do Afoxé Filhos de Gandhy, criado em Salvador em 1949. Diferentemente do afoxé baiano, que é um grupo exclusivamente masculino, o carioca tem mulheres.

Afoxé Filhos de Gandhi – RJ. Sábado (06.02), das 16h às 20h
Concentração: Largo São Francisco da Prainha, Gamboa

Segunda (08.02), das 16h às 19h
Concentração: Avenida Atlântica, altura do Posto 6, Copacabana. Percurso: Avenida Atlântica, do Posto 6 ao Posto 4

Terça- feira (09.02), às 17h (é parte do desfile dos blocos afro, que começa às 14h30 e vai até 19h30 (saída do último às 19h)
Concentração: Avenida Nilo Peçanha, Centro. Desfile: Avenida Graça Aranha

Bloco dos Barbas

Foi criado por amigos frequentadores do Barbas, um bar na Rua Álvaro Ramos e que foi um dos bares mais tradicionais do Rio. Tem entre suas marcas um caminhão-pipa, que acompanha o percurso dando banho nos foliões e um carro-creche, uma Kombi com a caçamba aberta que leva a criançada. Vale lembrar que é bom levar seus pertences envoltos em um saco plástico, para não correr o risco de ver o celular estragar por conta da água.

Bloco dos Barbas. Sábado (06.02), das 16h às 22h
Concentração: Rua Assis Bueno, esquina com Arnaldo Quintela, Botafogo. Percurso: Rua Arnaldo Quintela, Rua da Passagem e Rua General Góes Monteiro

Toco-Xona

Comandado por um grupo no qual predominam as mulheres, o Toco-Xona faz a festa em Botafogo desde 2008. O público é predominantemente moderninho. O repertório traz músicas de diversos gêneros. Este ano, os dois homenageados são Cássia Eller e Bob Marley.

Toco-Xona. Sábado (06.02), das 17h às 21h
Concetração: Praça Jóia Valansi, Botafogo. Parado

Banda de Ipanema

Banda de Ipanema. Foto: Agência Brasil
Banda de Ipanema. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

“Alô, Banda de Ipanema”, canta Gilberto Gil em “Aquele abraço”, de 1969. Criado em 1964, o bloco é um dos mais tradicionais da folia carioca. Arrasta multidões pelas ruas do bairro, com público muito eclético, e são famosas as drag queens que seguem o cordão.

Banda de Ipanema. Sábado (06.02), das 17h30 às 22h
Concentração: Rua Jangadeiros, esquina com Gomes Carneiro. Percurso: Rua Gomes Carneiro, Avenida Vieira Souto, Rua Joana Angélica e Rua Visconde de Pirajá, até a Praça General Osório

Terreirada Cearense

A festa de mesmo nome, que ficou famosa no Rio, deu origem a um bloco de carnaval. No repertório, a música do Cariri (CE), terra do músico Geraldo Junior, que está à frente do projeto. Baião, xaxado, samba, xote, ciranda, marcha, cabaçal, coco, choro e reisado se fundem.

Terreirada Cearense. Sábado (06.02), das 15h às 19h
Concentração: Quinta da Boa Vista. Parado

Cordão do Prata Preta

O nome é uma homenagem ao capoeirista Horácio José da Silva, o Prata Preta, que se destacou na Revolta da Vacina, movimento que em 1904 mobilizou muitos moradores da Saúde contra a vacinação obrigatória e em defesa de sua cultura e tradições. Pelas ruas da Gamboa, o bloco embala os foliões ao som das tradicionais marchinhas.

Cordão do Prata Preta. Sábado (06.02), das 18h às 22h
Concentração: Praça da Harmonia, Gamboa. Percurso: Praça da Harmonia, Ladeira Conselheiro Zacarias, Rua Leôncio de Albuquerque, Rua do Livramento, Rua Sacadura Cabral e Praça da Harmonia

Cacique de Ramos

Carro alegórico do Cacique em 2015. Imagem: www.waldirleite.blogspot.com.br
Carro alegórico do Cacique em 2015. Imagem: www.waldirleite.blogspot.com.br

Foi na famosa roda de samba do Cacique que Beth Carvalho descobriu ninguém menos que Zeca Pagodinho e o grupo Fundo de Quintal. Tradicionalíssimo, o bloco nasceu em 1961, criado por três famílias embaixo da mítica tamarineira que fica na quadra da agremiação. Seus integrantes desfilam caracterizados de índios e a apresentação inclui carros alegóricos e até uma fogueira (de fogos de artifício). A trilha inclui sambas clássicos da história do bloco, como “Água na boca” (1965), de autoria de Agildo Mendes, e “Caciqueando” (1984), de Noca da Portela.

Cacique de Ramos. Sábado, domingo e segunda (06.02, 07.02 e 08.02), às 18h
Concentração: Avenida Nilo Peçanha, Centro. Percurso: Avenida Graça Aranha

Cordão do Boi Tolo

Em 2006, uma pequena multidão de seguidores do Boitatá chegou à Praça Quinze e ficou frustrada: era comum os blocos mentirem sobre a data e o horário de seus desfiles, para evitar grandes aglomerações. Acabaram fundando o Boi Tolo, hoje um dos mais animados do carnaval. Porém, o bloco não consta no calendário oficial da prefeitura, então é preciso ficar atento para saber onde será a concentração este ano (em 2015, foi na Igreja da Candelária). Começa cedo, então é para os animados dispostos a madrugar ou para aqueles que emendam da farra na véspera. Muita gente vai de lá para o Boitatá.

Cordão do Boi Tolo. Domingo (07.02), às 7h
Local: não divulgado

Cordão do Boitatá

Neste carnaval, o Boitatá comemora 20 anos de existência. Outro bloco importante na revitalização do carnaval de rua carioca, recebe diversos convidados em seu tradicional Baile Multicultural. Moyses Marques, Teresa Cristina, Alfredo Del-Penho, Pedro Miranda, Marquinhos de Oswaldo Cruz e Mariana Baltar são alguns nomes. É mais um bloco que atrai um público bastante diversificado.

Cordão do Boitatá. Domingo (08.02), das 9h às 17h
Praça Quinze, Centro

Laranjada Samba Clube

O bloco foi fundado em 2003 por moradores da Rua General Glicério. Repertório eclético, com sambas-enredo de diversos anos, sucessos da MPB e funk.

Laranjada Samba Clube. Domingo (08.02), das 11h às 15h
Concentração: Praça Jardim Laranjeiras (Rua General Glicério), Laranjeiras. Percurso: Rua General Glicério, Rua General Cristóvão Barcelos, retornando à Praça Jardim Laranjeiras

Simpatia é Quase Amor

Outro clássico do carnaval de rua carioca. O Simpatia foi criado em 1985 em meio a muito bom humor. O nome veio de um personagem de um livro de Aldir Blanc. As cores do bloco, roxo e amarelo, foram escolhidas em homenagem ao Engov, famoso remédio para curar a ressaca. Desfila com samba-enredo e é sempre divertido!

Simpatia é Quase Amor. Domingo (08.02), das 16h às 20h
Concentração: Praça General Osório, Ipanema. 

Toca Rauuuul!

O bloco materializa a piada e toca versões carnavalescas de músicas de Raul Seixas. Mesmo que você não seja muito fã, ver a Praça Tiradentes lotada de gente é um barato.

Toca Rauuuul!. Domingo (08.02), das 16h às 20h
Praça Tiradentes, Centro. Parado

Bafo da Onça

O tradicional bloco foi fundado em 1956, no Catumbi. Seus integrantes desfilam fantasiados com a estampa da pele do animal que batiza a agremiação. Ficou famosa a rivalidade entre seus integrantes e os do Cacique de Ramos, que muitas vezes foi caso de polícia. Nos anos 70, Bira Presidente, do Cacique, foi à quadra do Bafo da Onça para encontrar Tião Maria em missão de paz, encerrando a guerra.

Bafo da Onça. Domingo e segunda (07.02 e 08.02), às 18h
Concentração: Avenida Nilo Peçanha. Percurso: Avenida Graça Aranha, Centro

Bloco do Sargento Pimenta

Surgiu em 2011 em uma pequena rua no Humaitá, mas logo teve que se mudar, tamanho o sucesso. O bloco tem em seu repertório versões das músicas dos Beatles.

Bloco do Sargento Pimenta. Segunda-feira (08.02), das 10h às 14h
Concentração: Aterro do Flamengo, entre o MAM e a Marina da Glória. Parado

Bloco Quero Exibir Meu Longa

Além de seu hino, o bloco temático de cinema apresenta paródias de clássicos carnavalescos, como “O teu cabelo não nega, Chewbacca”, “Mais de mil comédias no telão” e “Deixa a verba rolar”.

Bloco Quero Exibir Meu Longa. Segunda-feira (08.02), às 11h
Praça Gabriel Soares (no encontro entre as ruas Desembargador Isidro e José Higino), Tijuca

Bunytos de Corpo

Surgido em 2010 em Recife, o Bunytos é uma grande festa-performance ao ar livre, com todos vestindo collants, maiôs e roupas de ginástica e fazendo coreografias, enquanto seguem uma bicicleta sonora. E o nome é muito bom!

Bunytos de Corpo. Segunda-feira (08.02), às 16h
Local: ainda não revelado. Fique de olho na página do Bunytos.

Bloco de Segunda

Desde 1987 pelas ruas do bairro, o Bloco de Segunda tem sempre um samba-enredo com crítica à política.

Bloco de Segunda. Segunda-feira (08.02), das 17h às 20h
Concentração: Rua Marques, Humaitá (lateral da Cobal). Percurso: Rua Marques, Voluntários da Pátria, Rua Martins Ferreira, Rua São Clemente e Rua Marques

Bagunça Meu Coreto

A praça mais hypada da cidade recebe o bloco desde em 2005, quando desfilou com a bateria comandada pelo Mestre Faísca, do Império Serrano. O repertório tem marchinhas e sambas clássicos.

Bagunça Meu Coreto. Terça-feira (09.02), das 11h às 15h
Concentração: Praça São Salvador, Laranjeiras. Percurso: Praça São Salvador, Rua São Salvador, Rua Ipiranga, Rua Paissandu, Rua Senador Correa e Praca São Salvador

Bloco Match Comigo

Fazendo referência ao Tinder, o bloco é voltado para usuários do aplicativo. Se não quiser perder tempo na azaração, corra para lá. Quem sabe você não encontra sua Colombina (ou Pierrô, ou Arlequim…). Faz parte da programação não oficial da folia.

Bloco Match Comigo. Terça-feira (09.02), das 14h às 17h
Arco dos Teles, Centro. Parado

Bloco Cardosão de Laranjeiras

A farra sobe a charmosa rua de Laranjeiras, até sua famosa quadra, onde o baile continua. No repertório, o bom e velho samba.

Bloco Cardosão de Laranjeiras. Terça-feira (09.02), das 14h às 20h
Concentração: Rua Cardoso Júnior, esquina com Rua das Laranjeiras. Percurso: Rua Cardoso Júnior, da Rua das Laranjeiras até a Quadra da Cardoso Júnior

Orquestra Voadora

A banda de fanfarra surgiu em 2008 e hoje arrasta multidões em seus desfiles. A Orquestra promove uma mistura de ritmos como rock, funk, pop e jazz com os já tradicionais frevo, samba e maracatu.

Orquestra Voadora. Terça-feira (09.02), das 15h às 19h
Aterro do Flamengo, altura da Praça Luís de Camões – Coreto Modernista. Percurso: Aterro do Flamengo, do Coreto Modernista até o MAM

Rio Maracatu

rio maracatu

Lá se vão quase 20 anos desde que o Rio Maracatu foi fundado, em 1997, por músicos pernambucanos e cariocas. A partir do maracatu de baque virado, tradição da cidade de Recife, o grupo desenvolve um trabalho de pesquisa e execução de ritmos, cantos e danças tradicionais brasileiras, como a ciranda, o coco e o ijexá. Para quem quer fingir um pouquinho que está no carnaval de Pernambuco.

Rio Maracatu. Terça-feira (09.02), das 15h às 19h
Concentração: Avenida Vieira Souto, em frente ao Posto 8, Ipanema. Percurso: Avenida Vieira Souto, do Posto 8 até a Rua Maria Quitéria

Largo do Machado, Mas Não Largo do Copo

Marchinhas e uma composição própria fazem a trilha do bloco, que anima o Largo do Machado desde 2007.

Largo do Machado, Mas Não Largo do Copo. Terça-feira (09.02), das 17h às 21h
Concentração: Largo do Machado. Percurso: Largo do Machado, Rua do Catete, Arthur Bernardes, Bento Lisboa, Ministro Tavares de Lira, Conde de Baependi, Rua do Catete e Largo do Machado

Meu Bem, Volto Já!

O bloco do Leme surgiu em 1995 tendo Elke Maravilha como rainha do bloco. O nome, diz a lenda, vem de um homem que disse à mulher que iria comprar pão, leite e o jornal e só surgiu dias depois. O Meu Bem este ano traz um samba-enredo em homenagem ao produtor cultural Lefê Almeida.

Meu Bem, Volto Já!. Terça-feira (09.02), das 17h às 20h
Concentração: Avenida Princesa Isabel, altura da Barata Ribeiro, Copacabana. Percurso: Avenida Princesa Isabel, Avenida Atlântica, seguindo até a Praça Almirante Julio de Noronha, no Leme

Agitoê

A inspiração para o bloco são as bandas de samba-reggae. O figurino é inspirado no Egito, referência frequente nas letras do gênero baiano.

Agitoê. Terça-feira (09.02), das 18h às 21h
Concentração: Rua do Teatro, Centro. Percurso: Rua do Teatro e Largo São Francisco de Paula

Bloco das Mulheres Rodadas

Surgiu como uma bem-humorada resposta ao machismo e conta também com uma mensagem contra o racismo e a homofobia.

Bloco das Mulheres Rodadas. Quarta-feira (10.02), às 9h.
Largo do Machado. Parado.

 

Foto destaque: www.pedromigao.com

Quem escreveu

Kamille Viola

Data

03 de February, 2016

Share

Apresentado por

Kamille Viola

Kamille Viola é jornalista cultural, apaixonada por música, comida e viagens. Adora mostrar cantos menos conhecidos do Rio para quem vem de fora - e quem é da cidade também. É daquele tipo de gente para quem escrever não é uma escolha: é a única opção.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.