Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Eventos gratuitos SP por Catho

Guia semanal de eventos gratuitos para curtir em São Paulo

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Nomadismo Digital por Treviso

Trabalhando e viajando ao mesmo tempo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Como viajar mais barato: Travel Hacking

Quem escreveu

Armando Aguinaga

Data

03 de August, 2016

Share

Hacker, por definição, é um indivíduo que se dedica, com intensidade incomum, a conhecer e modificar os aspectos mais internos de dispositivos, programas e redes de computadores. Graças a esses conhecimentos, um hacker frequentemente consegue obter soluções e efeitos extraordinários, que extrapolam os limites do funcionamento “normal” dos sistemas.

hack1
Foto Wikipedia

Tá… agora imagina que para aprender como viajar mais barato, o sistema deve ser entendido a fundo e hackeado.  

Já imaginou a quantidade de variáveis que são utilizadas para calcular o preço em viagens? São muitas! As partes: itens de um pacote, por exemplo, as leis de mercado, como demanda, escassez e urgência. Soma-se a isso características como tempo, sazonalidade, intermediação, informação privilegiada – e você ainda pode pagar com pontos, moeda ou milhas- ufa! Isso se chama travel hacking: um conjunto de métodos analíticos eficazes, ferramentas tecnológicas e o oportunismo no momento de um erro de tarifa (ou de uma super promoção) para conseguir voos, hospedagem, passeios e muito mais de graça ou por uma fração do preço real.

tatoo

Durante os últimos 10 anos trabalhei numa empresa de turismo. O que começou como uma startup de 4 pessoas logo havia mais de 70 colaboradores e alto faturamento. Apesar do sucesso, percebi que havia perdido de vista uma coisa que é fundamental na minha vida: um propósito. O problema é que eu não acreditava mais no modelo de negócio, na forma que eu estava trabalhando.

Esse foi o paradigma que me fez “largar tudo”. O meu objetivo sempre foi ajudar as pessoas a fazer viagens bacanas pagando o melhor preço possível. Hoje em dia, a inovação tecnológica nos dá condições de eliminar essas barreiras e nos dá uma independência enorme de pesquisar exatamente o que a gente quer e ir lá e comprar direto na fonte, com os melhores preços.

map pin itniche
Foto Itniche

Por exemplo, você já pensou em usar um VPN como uma ferramenta como viajar mais barato? Virtual Private Network (VPN) é um pequeno programa (software) executado no seu desktop, laptop, smartphone ou tablet, que ficou famoso com as interdições malucas do Whatsapp por essas bandas. Ele pode ajudar muito a sua vida digital enquanto você está viajando. Acontece que um dos benefícios menos conhecidos do uso de VPN é encontrar passagem aérea mais barata em buscas online.

Quando você reserva uma passagem aérea entre duas cidades americanas, por exemplo, indo de Los Angeles para Boston e voltando, o preço sempre sai salgado. A mesma coisa acontece entre cidades europeias, ou asiáticas… enfim, qualquer passagem aérea que você compre online que não tenha como origem e/ou destino o Brasil (seu país de residência) o preço sobe demais. Essa é uma regra comercial muito antiga. É um protecionismo tarifário que sempre favorece o consumidor local. Ou seja, no Brasil os brasileiros pagam mais barato, nos EUA os americanos encontram as melhores tarifas, na França são os franceses os beneficiados… e por aí vai.

Quando você começa a sua busca por uma passagem aérea o sistema de reserva reconhece o seu IP, assim determina se você é um consumir doméstico ou estrangeiro, e quais tarifas vai te mostrar. Usando o VPN o sistema não vai conseguir reconhecer a região do seu IP, ou ainda melhor, você pode configurar a sua localização da forma que te interessar. Então, se Paris é o seu destino e há um voo decente da Air France, altere o local de VPN para algum lugar na França. Se você pretende viajar dentro do Canadá, usando a Air Canada ou alguma low budget (canadense ou americana) configure o seu local de VPN para uma cidade canadense. É fácil e você pode conseguir descontos enormes. Sempre reservando com os presos do consumidor local.

Curtiu? Isso é só o começo. A cada 15 dias, eu vou voltar aqui nesse espaço pra te dar novas dicas pra você conseguir viajar melhor, mais vezes, gastando cada vez menos. Enquanto isso, se você quiser saber mais sobre travel hacking e como viajar mais barato, visite o meu site, o Trip Hacker.

Bom proveito, e boa viagem!

 

Foto destaque: Wanderlust Free Wallpapers

Quem escreveu

Armando Aguinaga

Data

03 de August, 2016

Share

Armando Aguinaga

O Armando é jornalista, digital creator e growth. Ele escreve para o CoP e para o Trip Hacker (o site dele) enquanto viaja o mundo em busca de cultura e novas tecnologias. Durante essa jornada, ele nos mostra dicas, técnicas e ferramentas que você vai usar para viajar de forma mais econômica e inteligente.

Ver todos os posts

Comentários

  • Cadê seu site amigo. Ta off.
    - guilheme
  • Como faz pra viver viajando e ganhar dinheiro trabalhando remotamente?.... Bom dia.
    - Janto Doro

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.